Brasil

17 de fevereiro de 2020 11:54

Estátua de 400 kg em homenagem a Marechal Deodoro é roubada

Monumento foi levado na madrugada de domingo (16) e retratava Rosa Maria Paulina de Barros Cavalcanti, mãe do militar, primeiro presidente do Brasil

↑ Momento homenageia marechal Deodoro (Foto: Montagem/Record TV Rio)

Uma estátua de 400 kg e 2 metros de altura foi roubada na madrugada de domingo (16), no Catete, zona sul do Rio de Janeiro. A peça retratava Rosa Maria Paulina de Barros Cavalcanti, mãe do marechal Manuel Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do Brasil.

Nem o fato do monumento ser cercado por grades impediu o furto. Não há informações sobre testemunhas que possam ajudar a Polícia Civil nas investigações do roubo.

A Gerência de Monumentos e Chafarizes, ligada a Subsecretaria de Conservação, afirmou que fará na manhã desta segunda-feira (17) um boletim de ocorrência para informar formalmente a Polícia Civil sobre o caso.

Ainda de acordo com o órgão responsável pela manutenção de monumentos no Rio de Janeiro, será necessária a publicação de edital para abrir uma licitação de restauração e reposição da estátua da mãe de marechal Deodoro.

O roubo de monumentos públicos Rio não é incomum. O caso mais famoso são os óculos do escritor Carlos Drummond de Andrade, roubados mais de uma dezena de vezes, em Copacabana, zona sul da cidade. Acredita-se que os assaltantes derretem as estátuas, feitas na maioria das vezes com cobre, para a venda do material.

Fonte: R7

Comentários