Brasil

17 de novembro de 2019 16:13

Bebida supostamente envenenada vai passar por perícia em Barueri

100 ml vão ser analisados, segundo a polícia. Quatro pessoas morreram e cinco estão internadas após ingerirem líquido em praça de Barueri

↑ Bebida alcoólica supostamente envenenada ingerida por grupo de moradores de rua em Barueri — Foto: Divulgação Polícia Civil

O Instituto de Criminalística (IC) de São Paulo vai analisar cerca de 100 ml que sobraram na garrafa de bebida supostamente envenenada ingerida por um grupo de seis moradores de rua e outros dois homens em uma praça de Barueri, na Grande São Paulo, na manhã de sábado (16). Quatro deles morreram e outros cinco estão internados, dois em estado grave.

De acordo com o delegado Anderson Pires Giampaoli, titular da Delegacia de Barueri, que investiga o caso, a garrafa com a bebida supostamente envenenada será entregue na manhã desta segunda-feira (18) para análise, na sede do IC, no Butantã, Zona Oeste da capital paulista.

Albergue

Seis das oito pessoas, que passaram mal após ingerir a bebida alcoólica supostamente envenenada, dormiram em em albergue municipal de Barueri na noite de sexta-feira. “Eles saem do albergue, entre 6h e 7h, se dirigem à praça, que fica próximo dali, e passam mal após ingerirem essa bebida”, relata o delegado.

Mortos

  • Edson Sampaio da Silva, de 40 anos
  • Luiz Pereira da Silva, de 49 anos
  • Marlon Alves Gonçalves, de 39 anos
  • Denis da Silva, de 33 anos

Os corpos de Edson Sampaio da Silva e de Denis da Silva foram enterrados na manhã deste domingo em Barueri.

O enterro de Luiz Pereira da Silva está previsto para ocorrer às 17h em Osasco. Já o corpo de Marlon Alves Gonçalves está no Instituto Médico Legal (IML) aguardando liberação.

Feridos

  • Renilton Ribeiro Freitas, 43 anos,
  • Silvia Helena Euripes, 54 anos
  • Vinicius Salles Cardoso, 31 anos
  • Sidnei Ferreira de Araújo Leme, 38 anos
  • Paulo Cezar Pedro, de 41 anos

O delegado informou que pedirá urgência na elaboração do exame, que apontará o que há dentro desse líquido contido na garrafa.

Segundo Giampaoli, nas análise de imagens de câmeras de segurança feitas até o momento, está praticamente descartada a hipótese de essa garrafa ter sido entregue ao grupo em Barueri. “Nada foi entregue a eles em Barueri. Claro que ainda vamos analisar outras imagens. Mas, pelo que levantamos até agora, isso não ocorreu na cidade.”

Quatro pessoas tinham sido encontradas mortas na Avenida Campos Sales, por volta das 8h30 de sábado. Entre as vítimas, dois eram moradores de rua. Outras cinco pessoas estão internadas.

A Prefeitura de Barueri informou que um dos socorridos contou que recebeu uma bebida quando esteve na Cracolândia, região central de São Paulo, e a ofereceu aos demais. A Cracolândia fica a 25 km de onde os moradores começaram a passar mal.

Comentários