Brasil

3 de outubro de 2019 08:58

Estudante de pedagogia é esfaqueado por colega dentro da UFPE

A motivação, segundo uma testemunha que não quis se identificar, seria uma briga por causa de uma ex-namorada em comum dos dois

↑ Reprodução / Redes Sociais

Um estudante de pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) esfaqueou um colega de curso durante uma briga, no início da tarde dessa quarta-feira (2), no Centro de Educação (CE) da instituição de ensino superior, no campus Recife. O suspeito foi preso, e a vítima foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá. Ele passa bem e recebeu alta durante a noite.

A vítima foi identificada como Pedro Henrique de Souza, 18 anos, e o suspeito como Mateus Silva Alves Pereira, 21. A motivação, segundo uma testemunha que não quis se identificar, seria uma briga por causa de uma ex-namorada em comum dos dois. O agredido teria namorado primeiro a jovem e o agressor depois. Eles teriam discutido por causa disso.

Segudo nota oficial da UFPE, a Superintendência de Segurança Institucional (SSI) da universidade foi acionada por volta das 14h30 para intervir na briga. “Os agentes da SSI detiveram um dos alunos que agrediu o colega a facadas, tendo chamado a Polícia Militar de imediato”, diz o comunicado.

“Os policiais que atenderam à ocorrência levaram o ferido a uma unidade de saúde e conduziram o agressor para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A UFPE lamenta o ocorrido e informa que será aberta uma sindicância para apurar o caso”, acrescentou a Federal.

“Estávamos em ronda quando fomos informados, por rádio, de que estava havendo confusão e correria no setor de Educação. Nosso pessoal terceirizado, que estava mais próximo e de moto, chegou antes da gente. Quando nós chegamos ao setor, nos deparamos com um cidadão ferido, com seguranças e alunos dando apoio. O agressor estava detido dentro de uma sala. Ele não quis falar nada com a gente. Os dois são alunos, mas não sabemos a motivação”, explicou o segurança Waldy Ferreira.

Uma imagem que chegou ao Diario por WhatsApp mostra o momento em que a vítima, ensanguentada, é atendida ainda no Centro de Educação, antes de ser levada à UPA. Na unidade, duas professoras da UFPE aguardavam o estudante receber alta, mas não quiseram dar entrevista.

Fonte: Diário de Pernambuco

Comentários

MAIS NO TH