Brasil

9 de julho de 2019 23:15

Polícia já considera que assassino de ator Rafael Miguel fugiu do país

Paulo Cupertino vem sendo procurado desde o dia do crime, mas está foragido

↑ Polícia chegou a divulgar possíveis fisionomias que Cupertino possa ter adotado (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil de São Paulo já trabalha com a hipótese de que Paulo Cupertino Matias, acusado de matar o ator Rafael Miguel e seus pais há exato um mês, pode ter fugido para outro país.

Em nota enviada ao R7, a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) afirmou que “o delegado responsável pela investigação está providenciando a documentação necessária para a inserção do autor na lista de procurados da Interpol”.

Um dos investigadores que atua no caso, afirmou, na condição de anonimato, que Cupertino pode ter recebido ajuda de pessoas, algumas suspeitas de ligação com o crime organizado, para fugir do país por rotas alternativas as grandes rodovias paulistas, que possuem intensa fiscalização da Polícia.

O empenho da Polícia Civil em incluir Cupertino na lista de procurados da Interpol reforça a hipótese de que ele pode ter fugido para outro país.

Entretanto, a Polícia Civil também não descarta que ele possa estar em outros Estados e até mesmo escondido em uma das centenas de comunidades da capital paulista.

Apesar desta linha de investigação também estar em análise, o R7 revelou com exclusividade na manhã desta terça-feira (9) que as buscas em outros Estados estavam prejudicadas pois o mandado de prisão temporária expedido pela Justiça contra Cupertino não estava registrado no sistema BNMP (Banco Nacional de Monitoramento de Prisões).

O BNMP permite, por exemplo, que caso Cupertino seja abordado por policiais em outros Estados, eles possam efetuar sua prisão e comunicá-la à Justiça paulista. Segundo orientações do CNJ, mandados de prisão preventiva ou temporárias também devem ser incluídos no sistema.

Caso

O ator Rafael Miguel, famoso por uma propaganda de alimentos e por um papel na novela “Chiquititas”, do SBT, foi assassinado no dia 9 de junho, junto com seus pais, em São Paulo.

Segundo a polícia, ele e os pais foram à casa da namorada de Rafael, para conversar com o pai dela, Paulo Cupertino. Quando chegaram lá, os três teriam sido mortos pelo pai da moça, que fugiu em seguida e vem sendo procurado pela polícia desde então.

Fonte: R7

Comentários

MAIS NO TH