Brasil

12 de outubro de 2018 00:29

Goleiro Bruno poderá deixar a prisão nos próximos dias

Fábio Gama, advogado do atleta que defendeu Flamengo e Atlético, pediu, nesta quinta-feira (11), progressão de regime na vara de Varginha

↑ Foto: Reprodução

O goleiro Bruno poderá deixar a prisão nos próximos dias. O advogado Fábio Gama ajuizou nesta quinta-feira (12) pedido para a progressão de regime, do fechado para o semiaberto, junto à Justiça em Varginha, no Sul de Minas, onde o ex-atleta de Flamengo e Atlético Mineiro cumpre pena pela morte de Eliza Samudio.

Na prática, a partir de sábado, Bruno passa a ter o direito de a Justiça analisar a possibilidade de ele conseguir a progressão do regime fechado para o semiaberto (quando o condenado deixa a prisão durante o dia para trabalhar, por exemplo).

Contudo, como em Varginha não há unidade do sistema prisional para que a pessoa cumpra pena no regime semiaberto, Bruno dormirá em casa, na hipótese de o pedido da defesa ser deferido pela Justiça.

O advogado Fábio Gama está confiante:

— Fiz o pedido para a progressão nesta quinta e, no decorrer da próxima semana, o juiz deverá analisá-lo. O Ministério Público também (irá se pronunciar sobre a questão, num prazo de cinco dias). Estou confiante.

Bruno cumpre pena em Varginha por ter assinado contrato com o time da cidade, o Boa Esporte, durante curto período em que conseguiu um habeas corpus junto ao STF (Supremo Tribunal Federal). A liberdade foi concedida diante da demora do julgamento de um recurso ajuizado pela defesa.

O goleiro chegou a disputar algumas partidas pelo Boa. Na hipótese de conseguir a progressão, Bruno deixará o regime fechado oito anos após ser preso.

Ele foi condenado a 20 anos e nove meses pelo homicídio e ocultação do cadáver de Eliza e por manter em cárcere privado o filho que teve com ela.

Fonte: R7

Comentários

MAIS NO TH