Brasil

12 de outubro de 2018 11:50

Associação Brasileira de Enfermagem se manifesta sobre a conjuntura política eleitoral

ABEn e a FNE reafirmam que o seu lado é o da defesa dos direitos de toda a população, em especial, das minorias de poder, pelo fortalecimento da democracia e da livre e respeitosa manifestação de ideias

↑ Foto: Ilustração

A Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn), entidade de direito privado, fundada no ano de 1926, e que congrega trabalhadoras, trabalhadores e estudantes de Enfermagem e a Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE) entidade jurídica de direito privado, fundada no ano de 1987, entidade sindical de segundo grau, constituída por 19 sindicatos, com sede em Brasília e representante em âmbito nacional dos Enfermeiros, vêm a público se manifestar e solicitar reflexão sobre a conjuntura política eleitoral de 2018.

ABEn e suas redes bem como a FNE e seus filiados, da gestão 2016/2019, reafirmam o compromisso com as suas finalidades estatutárias, pautadas em valores e princípios éticos e de defesa dos direitos humanos, da saúde e educação e pela consolidação de políticas que garantam à população a efetividade do direito à saúde com universalidade, integralidade, equidade e participação social.

Diante do atual cenário, a ABEn e a FNE reafirmam que o seu lado é o da defesa dos direitos de toda a população, em especial, das minorias de poder, pelo fortalecimento da democracia e da livre e respeitosa manifestação de ideias. Contra a cultura do ódio e a apologia aos preconceitos que incitam à violência, defendemos a paz, o diálogo, o debate de ideias, o respeito e a defesa da vida humana em toda a sua diversidade de gênero, orientação sexual, cor da pele, raça/etnia, opção política, religiosa, incluindo a opção de não se ter religião ou crença.

A ABEn e a FNE entendem como sendo seu dever cívico e político vir a público alertar colegas da Enfermagem e a população em geral sobre a necessidade que se impõe de que os programas de governo, colocados em consulta pelos candidatos concorrentes ao 2º turno das eleições presidenciais de 2018, sejam avaliados criteriosamente para nortear o seu voto.

O voto é um instrumento democrático muito importante neste momento, para que possamos garantir a estabilidade política, institucional e social no nosso país. Esperamos que a decisão de nossos associados e de todo o pessoal de enfermagem seja embasada nos princípios e valores que conformam a nossa entidade e, acima de tudo, a nossa profissão.

Assim, a ABEn e a FNE, gestão 2016-2019, sugerem que se reflitam cuidadosamente sobre os programas dos candidatos, no tocante às seguintes questões:

– Qual dos programas defende o direito à saúde e se compromete com o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) público, integral, equânime e universal e com o desenvolvimento das múltiplas profissões que o compõem?

– Qual dos programas se compromete em rever a Emenda Constitucional no 95 que congela e corta recursos para a saúde, educação e segurança públicas por 20 anos?

– Qual dos programas se compromete com o direito à organização política de trabalhadores e trabalhadoras, com a revogação da Reforma Trabalhista que retirou direitos da classe trabalhadora e libera a ampla terceirização do trabalho em saúde?

– Qual dos programas se compromete com a superação das desigualdades sociais, com a preservação da soberania nacional e contempla os interesses do povo brasileiro e não apenas os do mercado financeiro?

– Qual dos programas assume o compromisso da formação de qualidade, garantindo a formação na área da saúde na modalidade presencial? – Qual dos programas defende o fortalecimento das instituições democráticas e o diálogo aberto e franco para a mediação dos conflitos?

– Qual dos programas se compromete com a cultura da paz, do respeito e da educação, além da necessária e urgente revisão dos serviços de inteligência do aparato estatal, como elementos fundantes para o enfrentamento dos graves problemas da segurança enfrentados por brasileiras e brasileiros?

– Qual dos programas respeita a diversidade do povo brasileiro e as liberdades individuais, comprometendo-se com a garantia de direitos humanos e sociais, com a superação das desigualdades de gênero, com o combate ao racismo, à xenofobia, ao preconceito quanto à orientação sexual e outros males resultantes das desigualdades de poder que têm assolado nosso país? Que a sensatez, o compromisso com a democracia e o respeito para com a vida sejam o nosso norte nessa hora de escolha! Só assim conseguiremos vencer a grave crise política, social e institucional em que o nosso país se encontra.

 

Fonte: Ascom ABEn

Comentários

MAIS NO TH