Brasil

6 de agosto de 2018 23:48

Companheira de Marielle denuncia ameaças em depoimento

Mônica Benício solicitou a proteção da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, que considerou que ela está sob risco de morte

↑ Marielle Franco (Foto: Reprodução)

A companheira da vereadora Marielle Franco compareceu, na tarde desta segunda-feira (6), na DH-Capital (Delegacia de Homicídios da Capital), na zona oeste do Rio de Janeiro, onde prestou depoimento sobre as ameaças de morte que vem sofrendo.

Mônica Benício conversou com os policiais durante três horas e, em entrevista coletiva, contou que as ameaças se intensificaram nos últimos quatro meses e ocorreram tanto nas ruas quanto pela internet.

Na última semana, a viúva solicitou a proteção da Comissão Interamericana de Direitos Humanos. Com base nas ameaças e na falta de informação sobre o andamento das investigações dos assassinatos de Marielle e do motorista Anderson Gomes, o órgão considerou que ela está correndo grave risco de morte.

Além disso, a Comissão acionou o governo federal, que terá 10 dias para responder, pedindo que Mônica receba medidas cautelares para proteger os direitos à vida e à sua integridade física pessoal.

Entre as ações em favor da companheira da vereadora, o governo também precisará assegurar que ela continue exercendo suas funções como defensora dos Direitos Humanos.

Marielle e Anderson

A vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram mortos a tiros no dia 14 de março deste ano, na região central do Rio, depois de saírem de um evento no bairro da Lapa.

Mais de quatro meses após o crime a polícia ainda não descobriu os mandantes, os assassinos e a motivação do ataque.

Fonte: R7

Comentários

MAIS NO TH