Brasil

17 de julho de 2018 00:17

Três são denunciados pelo MP-SP sob suspeita de matar Vitória

Segundo inquérito, garota foi morta após ser sequestrada por engano em uma cobrança de dívida de drogas. Trio pode ir a Tribunal do Júri

↑ Vitória foi encontrada morta em 16 de junho em matagal de Araçariguama (SP) (Foto: Reprodução)

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) denunciou nesta segunda-feira (16) os dois homens e a mulher presos acusados de envolvimento na morte da garota Vitória Gabrielly, 12, em Araçariguama (SP).

O pedreiro Júlio César Lima Ergesse, 24, Bruno Marcel de Oliveira, 33, e Mayara Borges de Abrantes, 24, foram acusados pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe e meio cruel, sequestro qualificado e ocultação de cadáver.

O caso provocou grande comoção, com buscas que se estenderam por quase uma semana, até o corpo da garota ser encontrado numa área de mata que fica a cerca de 4 km do local onde ela havia desaparecido.

Segundo a investigação da Polícia Civil, Vitória acabou sendo sequestrada e morta por engano, pois seria parecida com a garota que seria a vítima original do acerto de contas.

Além de oferecer a denúncia, o MP também pediu a prisão preventiva dos três acusados. Agora, o caso deve correr pela Vara Criminal de São Roque, onde as testemunhas serão ouvidas e os acusados devem passar por um tribunal de júri.

A defesa do casal Bruno e Mayara afirmou à RecordTV que os dois não possuem nenhum envolvimento e afirmam que são inocentes no caso. Já a defesa do pedreiro Júlio César, afirmou, também em entrevista à RecordTV, que “as provas são extremamente frágeis”.

Fonte: R7

Comentários

MAIS NO TH