Brasil

24 de fevereiro de 2017 23:28

Grande BH registra primeira morte por febre amarela

Em Minas Gerais, 91 pessoas já morreram com a doença

A Ses (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) confirmou, nesta sexta-feira (24), a primeira morte por febre amarela em humanos na região metropolitana de Belo Horizonte. O paciente diagnosticado é da cidade de Esmeraldas, a 61 quilômetros da capital.

De acordo com a pasta, o município passa a fazer parte das 46 cidades que têm casos confirmados da doença no estado. O novo boletim epidemiológico, divulgado nesta sexta-feira (24), aponta a morte de 91 pessoas foi provocada por febre amarela em Minas Gerais, neste ano.

Este é o maior surto da doença no Brasil desde 1980 e Minas lidera o número de casos. Até a última terça-feira (21), o Ministério da Saúde já havia confirmado a doença em 292 pacientes em todo o país. De acordo com o novo boletim da Ses, 251 casos já foram confirmados em Minas Gerais.

Nesta quinta-feira (23), o Parque das Mangabeiras e o Parque da Serra do Curral, na região sul de Belo Horizonte, foram fechados, por tempo indeterminado, para evitar uma possível contaminação de visitantes. A Prefeitura da capital mineira informou que macacos mortos por febre amarela foram encontrados, além de Belo Horizonte, em Betim e Contagem, na Grande BH. Um primata também foi localizado dentro do parque Mangabeiras e a Secretaria de Saúde ainda investiga a causa da morte.

Fonte: R7

Comentários

MAIS NO TH