Brasil

25 de outubro de 2016 00:11

Aluno é encontrado morto dentro de escola ocupada no Paraná

Adolescente de 16 anos tinha marca de facada; polícia ainda não se sabe o que aconteceu

Um adolescente de 16 anos foi encontrado morto dentro de uma escola ocupada em Curitiba (PR), na tarde desta segunda-feira (24). A vítima, que estudava na escola, tinha marcas de facadas.

A informação foi confirmada há pouco pela SESP/PR (Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná). De acordo com o órgão, a morte ocorreu por volta das 16h.

Informações preliminares apontam que a vítima foi encontrada por colegas em uma sala da Escola Estadual Santa Felicidade, também conhecida como Colégio Safel. Os alunos saíram correndo assim que viram o colega morto. A Polícia Militar foi acionada e afirmou que o garoto foi vítima de facada.

De acordo com as primeiras informações dos socorristas do Corpo de Bombeiros, o adolescente tinha cortes de faca no abdômen e na altura da clavícula, com indícios de suicídio. Policiais da Delegacia de Homicídios estavam na Escola Safel até o final da tarde desta segunda para colher depoimentos.

Ainda não se sabe se o garoto cometeu suicídio ou se foi assassinado durante briga com algum colega. O Instituto de Criminalística da Polícia Civil e o IML (Instituto Médico Legal) foram para o local. Os advogados do Movimento Ocupa Paraná foram barrados na entrada da escola e protestaram contra a atitude da polícia.

O colégio é um dos mais de 800 que estão ocupados no Estado. Equipes da Polícia Civil e Científica estão no local para colher informações. “A secretaria trata a questão com prioridade, para esclarecer o mais rápido possível o que ocorreu”, informou a assessoria de imprensa da SESP/PR.

A reportagem procurou os estudantes por meio da página no Facebook Ocupa Paraná. Eles disseram que enviaram representantes até o local para obter informações. “Não há nenhuma informação concreta sobre a motivação dessa morte e também nenhuma informação repassada aos mais de dez advogados do movimento, que estão proibidos de entrar no local para dar suporte aos outros estudantes da ocupação, que estão lá dentro com a Polícia Civil”, diz publicação, na página.

Os estudantes ocupam as escolas no Paraná e em outros estados do Brasil em protesto contra a Medida Provisória do Novo Ensino Médio e a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 241, que estabelece um limite de gastos ao governo federal pelos próximos 20 anos.

Fonte: Rede Record, com agências

Comentários

MAIS NO TH