Gerônimo Vicente

20 de outubro de 2019

Casamento é Negócio: uma relíquia do início do cinema em Alagoas

Cada vez que se vai um historiador e memorialista alagoano fico a imaginar quem será no futuro o guardião da nossa história e memória. A morte do professor Dirceu Lindoso crava ainda mais essa preocupação a quem admira o passado. Por longos anos, ouço lamentos da falta de apoio à preservação histórico-cultural de Alagoas, um estado que sempre foi o ponto de referência da historiografia brasileira. No entanto, um mergulho profundo na rede mundial de computadores, ainda é possível descobrir, em organismos internacionais, fatos, fotos, textos e vídeos sobre o estado, que a maioria dos alagoanos sequer imagina a existência.
Foi desta forma que produzi meu primeiro texto neste espaço, a partir de uma história contada por uma professora, colega de trabalho. Foi sobre o navio Hope, uma embarcação norte-americana que levava profissionais de saúde aos países mais pobres para prestar atendimento médico, psicológico e fisioterapêuticos. Embora haja produção acadêmica sobre o assunto, foi no site do Hope e em blogs de alguns ex-componentes que encontrei as histórias mais fascinantes sobre a saúde Maceió na década de 1970.
Mais recentemente em nova pesquisa encontrei um filme alagoano mudo sob o título Casamento é Negócio, gravado em 1933, pela produtora Guaido, em Maceió e em locais como a praça Deodoro, Hotel O Capitólio, Sítio Leopoldis, praça D. Pedro II, Lagoa Manguaba. Trata-se de uma viagem ao passado da capital alagoana do início da terceira década do século 20.
Pesquisei mais sobre o filme em sites brasileiros e encontrei mais informações em https://alagoar.com.br/primordios/1933-2/, um resumo do filme, porém sem a projeção que segundo o site já não se encontra mais na Cinemateca Brasileira.
Casamento é Negócio é uma produção de Guilherme Rogato e tem entre seus atores, Major Bonifácio Silveira, hoje nome de uma praça em Bebedouro e que eu ouvia muito falar quando criança nas maratonas carnavalescas realizadas naquele bairro. Bonifácio Silveira e Moleque Namorador eram as referências de organização do carnaval em Maceió.
Além do major Bonifácio, fizeram parte do elenco, Morena Mendonça, Moacir Miranda, Dona Josefa Cruz, Agnelo Fragoso, Armando Monteiro e Orlando Vieira. A intenção foi introduzir Alagoas no cinema nacional e, por isso, a produção adiantou no início do filme os pedidos de desculpas pelo amadorismo de seus intérpretes e rogava apoio moral aos críticos de cinema. As legendas com essa explicação foram expostas sobre uma peça de artesanato, provavelmente o filé alagoano.
Encontrei Casamento é Negócio, por acaso em um portal, em inglês que armazena arquivos de países de todos os continentes. Foi durante um processo de raspagem de dados do curso denominado Jornalismo de Precisão, promovido pela Knight Center Journalism, uma entidade criada por um jornalista brasileiro Rosental Alves e que hoje é professor da Universidade do Texas em Austin-Estados Unidos.
Evidentemente que a visibilidade e toda a produção nem de longe se compara ao cinema de hoje. Mas não deixa de ser uma relíquia para quem aprecia a memória alagoana
Assista:

Casamento é negócio (Guilherme Rogato, 1933)

13 de outubro de 2019

Não foi difícil prever que a Operação Lava Jato iria passar vergonha

Não sei se  foi a experiência  profissional de mais três décadas que me fez prever alguns micos e aberrações que caracterizam a Operação Lava Jato, hoje, foco de memes e  temas de programas humorísticos, tamanho o amadorismo a que se meteram seus principais personagens. Uma lambança institucionalizada que, desgraçadamente, afetou, de forma negativa, as instituições […]

18 de agosto de 2019

A propaganda como prova do retrocesso

A elite que chegou ao poder depois de pressionar  um impeachment de um governo e mudar todas as circunstâncias históricas do país começa a mostrar o nível  de interesse que se escondia  por trás de tanta opulência.E, notavelmente não era por educação, afinal de contas palavras como “ cocô, bosta e peido” passaram a ganhar […]

11 de agosto de 2019

Uma reportagem e o alerta sobre um novo caos social em Maceió

Certa ocasião, eu participava do Congresso Estadual de Assessores de Comunicação Social, promovido pelo Sindicato dos Jornalistas. No encontro, uma promotora do Ministério Público Estadual que proferia uma palestra  sobre a atuação do MP e a Relação com a Imprensa questionou porque a população preferia fazer denúncia por meio dos veículos de comunicação e não, […]

4 de agosto de 2019

Nos EUA as escolas de alfabetização de notícias são as armas contra fake news

Enquanto a população brasileira é abastecida por notícias falsas, diariamente, estimuladas por sites de fundo de quintal protegidos por partidos políticos ou organizações sociais clandestinas e até mesmo por integrantes do governo federal, nos Estados Unidos a má lição deixada pela eleição de 2016, protagonizada pelo republicano Donald Trump e pela democrata Hillary Clinton e […]

28 de julho de 2019

Países ricos discutindo desigualdade social: sinal de que pobres vão pagar a conta

Na semana que passou o jornal Folha de São Paulo publicou um caderno especial e vídeo sobre desigualdade social, um tema que passa muito longe de ser discutido no Brasil até pelo esquisito momento político em que vivemos, no qual as pautas globalizadas são jogadas para debaixo do tapete. Contudo, esse é um tema abordado, […]

15 de junho de 2019

O polêmico refrão que Martinho da Vila fez virar homenagem 40 anos depois

Não  digo que paguei pra ver, porque  fui beneficiado por uma cortesia para assistir ao show, mas Martinho da Vila na noite do sábado passado (8 de junho) proporcionou a quase  mil pessoas presentes ao Centro de Convenções de Maceió, além de um espetáculo  uma cena inimaginável  no período quando o sambista carioca lançou, há […]

25 de maio de 2019

Para 2019 se assemelhar a 1984 só falta a formação da aliança democrática

Desde que o golpe parlamentar, aplicado contra a presidente Dilma Rousseff, começou a se instalar sob a articulação do deputado Eduardo Cunha (PMDB), imaginei ser ali o início de um retrocesso político, econômico, social e histórico do país. No entanto, jamais imaginava que  a geração millenium (nascida entre o final da década de 1990 e […]

19 de maio de 2019

A história da mineração em Maceió e a busca por um culpado

Você leitor, quase quarentão, aposto que no início dos anos 2000,  a depender de seu grau de instrução, tentou escolher uma profissão que fosse vinculada às áreas de petróleo, gás natural, engenharia naval, soldagem, tubulação e saneamento.Foi época da descoberta dos campos de pré-sal em Santos e na bacia da Petrobras Sergipe-Alagoas. O país, diferentemente […]

12 de maio de 2019

Prátika: o jornal laboratório que antecipou o fenômeno causado por mineraçao

Reportagem de 1985 fez alerta sobre situação no Pinheiro. Esse título foi publicado no portal Tribuna hoje no dia 12 de janeiro deste ano e até hoje, é  um dos assuntos mais comentados em redes sociais, desde que começou a desconfiança popular de que a mineração havia causado erosões subterrâneas no bairro Pinheiro, parte alta […]