Flávio Gomes

16 de janeiro de 2020

Mea culpa de Cristovam

Cristovam Buarque ex-senador, ex-governador do Distrito Federal e ex-ministro nos governos do PT: “… A observação do Brasil que deixamos em 2018 demonstra que falhamos política e estruturalmente. Não demos coesão nem rumo ao Brasil. Basta olhar ao redor para ver que deixamos nosso país com 12 milhões de adultos analfabetos e 100 milhões sem saneamento, a população igualmente pobre e a renda igualmente concentrada; estamos nas últimas posições no Pisa e muito aquém do que deveríamos no IDH. Deixamos a economia em recessão alarmante, e com desemprego em níveis dramáticos. No nosso período, o país ficou mais radicalizado, violento e corrupto. Com menos coesão social e política e sem 1 rumo histórico. O Estado ficou mais ineficiente, aparelhado e endividado. Nós falhamos no propósito de mudar e dar uma nova direção para o futuro de nosso país e de nosso povo. Falhamos também politicamente ao levar os eleitores a escolher um governo diametralmente oposto ao que nós representávamos. Precisamos entender quais foram nossos erros. O primeiro foi chegar ao poder como progressistas e nos acomodarmos como democratas conservadores. Ficamos 26 anos consolidando a democracia, sem reorientar o país nos novos tempos que vivemos. Não corrigimos as falhas do passado, nem apontamos ao novo progresso.  Pelo erro de cooptar os intelectuais, pagamos um alto preço de não contar com a crítica do presente, nem com novas ideias para o futuro.”

Apoio

O senador Rodrigo Cunha, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, o deputado Sérgio Toledo e vários deputados estaduais almoçaram anteontem com Abrahão Moura, ex-prefeito e novamente e campanha para dirigir Paripueira. Foram dar respaldo político a Abrahão, no Dia de Santo Amaro, padroeiro local.

No páreo

Luciana Caetano, economista e professora da Universidade Federal de Alagoas, é a primeira mulher a assumir o desejo de concorrer à Prefeitura de Maceió na eleição deste ano. Ela vai à convenção do PT concorrer com o advogado Ricardo Barbosa, ex-vereador que atualmente preside o diretório estadual do partido.

Exclusão

A Orquestra Expresso Latino é a atração do tradicional Baile Vermelho e Preto, do Jaraguá Tênis Clube, mais um evento do pré-Carnaval, amanhã às 21 horas. De novo, a orquestra, que toca frevo e marchinhas, não tem nenhum contrato para o Carnaval. Esse espaço agora é para ritmos que tocam o ano inteiro.

Campanha

Em 7 de fevereiro, no Hotel Ritz Lagoa da Anta, a deputada federal Carla Zambelli (São Paulo)eió participar de um ato público para coleta de assinaturas para criação do partido Aliança pelo Brasil, do presidente Jair Bolsonaro. O deputado estadual Cabo Bebeto já iniciou esse trabalho, com ponto na Praça Montepio.

Premiação

O médico Hemerson Casado, portador de Esclerose Lateral Amiotrófica, Carlos Jorge, do Instituto Mandaver, e Ana Fragoso, da ONG “O Consolador”, foram contemplados com o Prêmio Valores Familiares e Comunitários. A premiação ocorre em vários países para homenagear pessoas e/ou organizações.

Desabafo

Site UOL: “O presidente Jair Bolsonaro declarou que não é fácil governar com ‘tanta oposição’ e, em tom de desabafo, disse que sua vida praticamente acabou depois das eleições. ‘Não queira estar no meu lugar. Sabia que ia ser difícil, mas temos aqui uma prova viva que devemos lutar pelos nossos filhos’.”

*Segundo o Ministério da Economia, a balança comercial brasileira registrou em janeiro deste ano, até o último domingo (12), superávit de US$ 1,778 bilhão. As exportações no período somaram US$ 6,351 bilhões (alta de 10,4%).

*A Ampal e a Procuradoria-Geral de Justiça realizam hoje, 9 horas, na sede do Ministério Público, a palestra “Conversando sobre a Previdência”, com o advogado Jayme de Azevedo Lima e Michele Araújo, do Tribunal de Contas.

* O telefone 0800 082 0195, do call center da Companhia de Saneamento de Alagoas, voltou a operar, após período de modernização, inclusive domingos e feriados, das 7  às 19 horas. E agora também recebe chamadas de celular.

*A partir de hoje acontece em Jaraguá a Batucada Literária, fruto de parceria entre a Fundação Municipal de Ação Cultural e a Ufal, celebrando o êxito da nona Bienal do Livro de Alagoas e a edição recente do Natal dos Folguedos.

* O Xangô Rezado Alto, tradicional evento do calendário cultural de Maceió, acontece no dia 2 de fevereiro. A prefeitura, através da FMAC, recebe propostas de grupos culturais de temática afro-brasileira só até hpje.

*Matrículas dos aprovados no Exame de Seleção do Instituto Federal de Alagoas de Palmeira dos Índios: Edificações, Eletrotécnica e Informática – de 20 a 22 de janeiro; técnico de Segurança do Trabalho – 27 e 28 de janeiro.

*O Ministério da Saúde abriu chamada pública para selecionar projetos de pesquisa que envolvam novas tecnologias no combate à tuberculose. Os estudos devem ter parceria com pelo um pesquisador de algum país dos BRICS.

“Temos que avançar na questão de uma educação de qualidade”

Hamílton Mourão

General e vice presidente da República, sobre prioridades do governo

15 de janeiro de 2020

O esquema DPVAT

Bruna Narcizo, Diego Garcia e Nicola Pamplona, no “Diário do Poder”: “Auditoria nas contas da Seguradora Líder, responsável pela gestão do seguro DPVAT, questionou uma série de procedimentos na gestão da empresa, incluindo pagamentos por prestação de serviços para pessoas próximas a políticos, a integrantes do governo federal ou ligadas a ministros do STF (Supremo […]

14 de janeiro de 2020

Toffolli e a censura

Maurício Terra, no “Diário do Poder”: “O ato do ministro Dias Toffoli em relação à liminar que censurava o vídeo do grupo Porta dos Fundos é o máximo que os produtores da obra poderiam esperar. Não há dinheiro que pague uma propaganda dessas. É difícil calcular quantas pessoas foram atrás do Netflix procurando o vídeo […]

13 de janeiro de 2020

Humilhação e mentira

Jamil Chade, no UOL: “O reconhecimento de que um erro causou a morte de mais de 170 inocentes abala de forma dramática o regime de Teerã que, nos últimos dias, tentou criar no país um sentimento de união nacional desde a morte de Qasem Soleimani. O ataque contra o general havia aberto uma brecha rara […]

10 de janeiro de 2020

O efeito Sérgio Moro

J. R. Guzzo: “Sérgio Moro mudou a realidade do Brasil como ninguém mais, nestes últimos dez anos – ou 50, ou sabe-se lá quantos. Condenou e botou na cadeia por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, pela primeira vez na história, um ex-presidente da República. Comandou a maior operação judicial contra a corrupção jamais […]

9 de janeiro de 2020

Uma defesa de Bolsonaro

De Felipe Fiamenghi, sobre o governo Jair Bolsonaro: “Nunca um presidente foi tão perseguido, massacrado, desrespeitado. A imprensa o critica, diariamente, sem nenhum tipo de censura. Ainda assim, chamam-no de fascista e ditador. Publicam boatos, criam notícias, fazem de tudo para desestabilizar o governo. Nunca tantos vetos foram derrubados pelo Congresso. Em um país onde […]

8 de janeiro de 2020

O Brasil tem muito a perder

Hubert Alquéres: “A delicadeza do momento exige dos governos e líderes mundiais muita prudência e comedimento, como vem pregando Ângela Merkel, Emmanuel Macron e até mesmo Boris Johnson que tem sido um firme aliado de Donald Trump. Mesmo a Rússia e a China, aliados estratégicos do Irã, estão pisando em ovos para o caldo não […]

7 de janeiro de 2020

Um bolsonarista arrependido

De um leitor desta “Conjuntura” sobre o embate Jair Bolsonaro-Sérgio Moro: “Os Bolsonaristas tentam desestabilizar o trabalho, o legado de Moro, minar a sua credibilidade. Nada do que vimos nos últimos dias foi em defesa da legalidade ou mesmo para maiores garantias a justiça. É tudo uma grande farsa, um grande conluio entre Tofolli x […]

6 de janeiro de 2020

Construindo uma Nação

Jornalista Gaudêncio Torquato: “Ilustremos uma reflexão com três historinhas, a primeira muito conhecida. Condenado à morte por corromper a juventude, Sócrates, o fi­lósofo, recusou a oferta para fugir de Atenas sob o argumento de que seu compromisso com a polis não lhe permitia transgredir as regras. Os gregos cultivavam o respeito à lei. Lúcio Júnio Bruto, fundador […]

3 de janeiro de 2020

Moro 2022?

De “O Antagonista”: “Joaquim Falcão, da FGV, disse em O Globo que a candidatura de Sergio Moro em 2022 é um fato que independe dele: ‘Qualquer um que falar, se aproximar, ou se referir ao ministro Sergio Moro já sabe. Está claro. Queira ou não, estará falando com um possível, não necessariamente provável, candidato a […]