Flávio Gomes

7 de dezembro de 2021

“O Brasil está sem governo!”

J. R. Guzzo: “Até outro dia, numa aberração que jamais será explicada, a Câmara de Deputados do Brasil era a única casa parlamentar do planeta a aceitar que um dos seus membros, em pleno exercício do mandato, estivesse na prisão – ficou preso nove meses, aliás, por decisão pessoal de um ministro do STF. Foi um momento realmente extraordinário. O deputado não foi cassado em nenhum momento pelo plenário da Câmara. Recebeu todos os seus salários e vantagens. Seu suplente não assumiu. Durante toda a sua prisão, os 513 deputados federais da República aceitaram como coelhos assustados o ministro Alexandre Moraes mandando chover e fazer sol; se tivesse decidido que o deputado Daniel Silveira ficaria preso pelo resto da vida, ninguém iria fazer nada. Que autoridade pode ter um Congresso desses? O trabalho do STF não é mais aplicar a Constituição, mas decidir como o país tem de se comportar, da publicação de anúncios de sociedades anônimas até a venda de seguros de carro, em nome do superior bem de “todos” – isso quando não estão ocupados em decidir o que é a verdade e enfiar gente na cadeia por fake news e atos contra o seu estilo de democracia. O STF não deixa o governo e o Congresso governarem, mas também não consegue, ele próprio, governar o que quer que seja – cria a baderna jurídica, política e administrativa na sociedade, e fica flutuando acima dela, impotente para gerir problemas da vida real e sem responsabilidade pelas ruínas que cria.”

Cobrança

O deputado estadual e presidente da Comissão de Meio Ambiente da ALE, Davi Maia (DEM), pediu explicação à Prefeitura de Maceió e ao IMA sobre os danos ambientais na Praia da Ponta Verde no ultimo final de semana. “Queremos apurar para que episódios como esses não se repitam”, diz.

Repulsa

Deputado estadual Ronaldo Medeiros (MDB): “A  Braskem continua seu pacote de maldades. Agora processa pessoas que se colocaram na defesa das vítimas dos bairros atingidos criminosamente pela empresa. Fui incluído como réu. Como parlamentar jamais ficaria em silêncio e continuarei a denunciar!”

Balanço

O secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maurício Cunha, veio a Maceió, a convite da deputada federal Tereza Nelma (PSDB-AL), para o I Encontro Estadual da Rede de Proteção. A parlamentar também entregou veículos para os Conselhos Tutelares de vários municípios alagoanos.

Agenda

Quem festeja hoje mais um aniversário, em União dos Palmares, é o ex-governador Manoel Gomes de Barros. Com gestão de um ano e meio (julho 1997/dezembro 1998), sucedendo Divaldo Suruagy, Mano fez um governo austero, normalizando o pagamento dos servidores e sendo enérgico contra a violência.

Honraria

O senador Renan Calheiros (MDB) recebe amanhã o Prêmio Guerreiro dos Direitos Humanos, concedido pelo Governo de Alagoas, durante solenidade de entrega do Prêmio Alagoas de Direitos Humanos, por ocasião dos 73 anos da Declaração Universal dos Direito Humanos. Às 18 horas, no Hotel Jatiúca.

Opinião

Raphael Tsavkko Garcia: “O fato de os dois principais líderes políticos do Brasil atual defenderem ditaduras e regimes autoritários diz muito sobre a política brasileira e a incapacidade da direita e da esquerda para se reinventar e defender valores sociais, cidadania e direitos humanos sem meias palavras”.

*O Comércio de Maceió abre hoje, Dia de Nossa Senhora da Conceição, no horário normal, inclusive o Centro, segundo a Fecomércio. A entidade diz que as lojas também abrem das 8 às 14 horas nos próximos domingos, 12 e 19.

*Hoje, às19 horas, o projeto Café Delas promove, em parceira com o Sebrae Alagoas, palestra sobre empreendedorismo feminino com a coach e analista comportamental Desirée Farah, no FDS Coworking, em Arapiraca.

*A professora Jusciney Carvalho Santana, do Centro de Educação da Ufal, é convidada da mesa redonda “Epistemologias negras e educação: relações étnico-raciais na formação do (a) pedagogo (a)”, hoje, no Congresso UFBA 75 anos.

*A Escola de Balé Emília Vasconcelos realiza no próximo fim de semana (11 e 12 de dezembro) seu espetáculo de final de ano, no Teatro Deodoro. O tema é “Tempo de Renascer”. Ingresso a R$ 100,00 e R$ 50,00. Contato: 98101.9947.

*O “Encontro com o Humor”, comandado pela drag queen Paty Maionese, volta hoje ao Teatro Deodoro, a partir das 18 horas. Com novos personagens, o novo roteiro é sobre as diversas situações que passamos nas festas de fim de ano.

* Trabalhadores rurais de diversos acampamentos e assentamentos de Alagoas encerram hoje em Atalaia, Zona da Mata, a 3ª edição da Feira da Reforma Agrária no município. A feira acontece na Vila José Paulino.

* A vitória de Omar Coêlho para presidente do CSA pela Chapa 1, “Azulão, Paixão e Evolução”, foi por 588 votos, contra 265 do candidato da chapa 2, Marcelo Brabo. Os mandatos da nova diretoria vão até 6 de dezembro de 2025.

“As pessoas que espalham amor não têm tempo e nem disposição para jogar pedras” 

Irmã Dulce

Religiosa brasileira

6 de dezembro de 2021

Os refugiados vítimas da Braskem

Portal “082Notícias”: “A Braskem, uma indústria brasileira que se transformou numa gigante do setor petroquímico mundial, é um exemplo negativo quando se trata de prevenção e cuidados com o meio ambiente. Maceió é um case em nível mundial da volúpia, da ganância e, principalmente, do descaso com a cidade e com a população. Extrair a […]

4 de dezembro de 2021

PEC não alteraria o STF

Carolina Brígido, no UOL: “Para a maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente Jair Bolsonaro não poderá nomear mais ministros para a Corte até o fim de 2022. A bancada dele no tribunal ficaria mesmo restrita a dois integrantes: Kassio Nunes Marques e, se for aprovado em sabatina, André Mendonça. Ontem, a […]

3 de dezembro de 2021

Largada de Moro surpreende

Josias de Souza, no UOL: “A onze meses da eleição presidencial, Lula festeja a liderança nas pesquisas. E Bolsonaro, na segunda colocação, celebra o excesso de candidatos que se aglomeram na região do centro e nos seus arredores oferecendo ao eleitorado a mesma mercadoria: o fim da polarização. Há cartas demais no baralho da sucessão. […]

1 de dezembro de 2021

Farinha do mesmo saco

Raphael Tsavkko Garcia, jornalista e doutor em direitos humanos: “Como denunciar visitas de Bolsonaro a países ditatoriais ou a simpatia nem um pouco disfarçada do presidente por ditaduras quando, após eleições forjadas na Nicarágua – em que opositores foram presos e observadores internacionais impedidos de participar – o Partido dos Trabalhadores oficialmente elogia o ‘processo […]

26 de novembro de 2021

Orgulho de ser alagoano

CRB e CSA chegam neste domingo a uma situação inédita: na última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro ambos têm chances matemáticas de acesso à Série A, numa situação em que quatro clubes (os outros são Avaí e Guarani SP) disputam uma única vaga. O CRB teve um início melhor na competição, mantendo-se quase […]

25 de novembro de 2021

Conluio escancarado

Andreia Sadi, no “G1”: “A proposta de emenda à Constituição que discute mudar a idade máxima para indicações a tribunais superiores, como o Supremo Tribunal Federal, é uma operação casada entre deputados da base aliada e o Palácio do Planalto, que quer usar a proposta – se aprovada – para indicar ao STF magistrados aliados, por exemplo. A […]

24 de novembro de 2021

Intelectuais da impostura

José Maurício de Barcelos, no “Diário do Poder”: “A sensação que se tem é a de que a era dos grandes intelectuais se foi e que se não fossem as obras que deixaram, daquele tempo nada restaria. Saudades da época em que quase toda edição de um livro novo trazia o selo de mais uma […]

23 de novembro de 2021

Toffoli e o sincericídio do STF

Percival Puggina: “Durante muitos anos sob essa Constituição, o STF se manteve equidistante dos embates políticos. Afinal, tucanos e petistas, primos-irmãos para quem conhece os avós comuns, têm rusgas, mas se entendem como bem demonstram as cenas de carinho entre FHC e Lula e a recente tentativa de namoro entre o petista e Geraldo Alckmin. […]

22 de novembro de 2021

A tentação de JHC

Wadson Regis, site “AL1”: “Ele seria imbatível nas urnas, em 2022, para o governo ou senado. Seria, se candidato fosse, um traidor do povo maceioense que acreditou em suas promessas para transformar a capital. Também seria injusto com Rodrigo Cunha, com quem iniciou uma parceria vitoriosa e promissora. E, na condição de filho, o que […]