Flávio Gomes

15 de novembro de 2018

Teoria e prática

Elena Landau, no “Estadão”: “Como será o governo Bolsonaro? Autoritário? Liberal? Quem definirá os rumos da economia? Paulo Guedes? Bolsonaro tem compromisso com as corporações de onde ele saiu e a quem tanto prestigia, trazendo militares para dentro de seu governo. Defesa dos interesses das corporações e ajuste fiscal não cabem na mesma agenda econômica. As interdições à privatização das principais estatais, consideradas por Bolsonaro estratégicas, vão contra o discurso liberal. Guedes precisa afinar seu discurso ao do presidente eleito, apesar de muitos preferirem o contrário. Na agenda política, também há uma certa esquizofrenia. Ao mesmo tempo que jura obediência à Constituição, Bolsonaro confirma os temores de uma atuação mais autoritária com a declaração de que poderia utilizar verbas oficiais para enquadrar a imprensa. A reação do STF a qualquer iniciativa que pudesse ferir liberdade de expressão, de associação e liberdade da imprensa foi rápida e unânime, até pacificando o Supremo. Óbvio que cada um de nós tem sua preferência por determinadas linhas editoriais. Como consumidores podemos escolher que jornal iremos comprar. O governo não. Sua atuação deve ser impessoal. Não pode de forma alguma usar verbas como chantagem, como também não pode barrar determinados veículos em coletiva à imprensa. Pelo menos, não numa democracia. Aproveitando a comemoração dos 30 anos da Constituição Cidadã, Bolsonaro reafirmou seu respeito e obediência à Constituição. Nem poderia ser diferente. Precisa ajustar o discurso à prática.”

Tradição

O governador em exercício, Luciano Barbosa (MDB), cumpre o disposto na Constituição Estado de Alagoas e oficializa hoje a transferência da sede do Governo do Estado para a cidade de Marechal Deodoro. A solenidade, às 9 horas, no Palácio Provincial, abre os festejos dos 129 anos da Proclamação da República.

Requisito

Cláudio Humberto Rosa e Silva, sobre eventual candidatura à presidência do Senado de Renan Calheiros (MDB-AL): “Flávio Bolsonaro (PSL), o mais votado senador do Rio de Janeiro, filho do presidente eleito, disse ontem que o futuro presidente da Casa ‘precisa ter ficha limpa’, o que não é o caso do alagoano.”

Má fase

Além de não ter sido eleito deputado estadual o deputado federal Cícero Almeida (PHS-AL) foi cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral, por 6 x 1, em processo que respondia por infidelidade partidária, por iniciativa do PRTB. O primeiro suplente da coligação, Val Amélio, espera só ser comunicado para assumir a vaga.

Esperneio

Site “Cada Minuto”: “O Partido dos Trabalhadores em Alagoas usou suas redes sociais para criticar o juiz Sérgio Moro e o acusar de condenar o ex-presidente Lula sem provas. Com a #cadeaprovacontralula, o partido afirmou que Moro recebeu o cargo de ministro da Justiça como presente por manter Lula preso.”

Agenda

Hoje, dia do 108º aniversário do Teatro Deodoro, José Márcio Passos e Homero Cavalcante vão estrear, às 20 horas, a peça “O Centenário”. Amanhã: às 19h30m, lançamento de curta-metragem sobre o músico Chau do Pife; às 21 horas, no Café da Linda, “Encontro de Divas”, com Wilma Miranda e Leureny Barbosa.

Opinião

“Estadão”, sobre Bolsonaro: “Quando precisa lidar com alguma questão complexa, costuma anunciar uma medida radical, que acaba provocando gritaria. Em seguida, recua e ‘cede’ para o que pretendia fazer desde o início. Mas como não adotou a medida radical original, os opositores acham que obtiveram algum tipo de vantagem.”

*As lojas do Centro de Maceió funcionam de 9 às 13 horas de hoje, feriado pelo Dia da Proclamação da República. Os shoppings têm horário normal. Na Prefeitura de Maceió não haverá expediente. No governo do Estado, o expediente é das 8 às 14 horas.

*Com o tema ‘Versos Populares’, a primeira Feira Literária de Arapiraca (Fliara) será realizada de hoje a domingo. O evento é gratuito, na Praça Luiz Pereira Lima, no Centro, e estará disponível para visitação nesses dias das 14 às 22 horas.

*O clube de leitura “Leia Mulheres” participará da Feira Literária de Arapiraca. A iniciativa visa estimular a leitura de obras de escritoras, com o propósito de facilitar o acesso e dar visibilidade a publicações de autoras locais, nacionais e internacionais.

* Com o tema “Senhor, ensina-nos a orar”, a Festa do Santíssimo Redentor tem início hoje, no Tabuleiro do Martins, com programação preparada para toda a comunidade católica. O período de festividade e louvor vai até o próximo dia 25 deste mês.

*“Lenine em trânsito” é uma música inédita que o cantor pernambucano incluiu no show de amanhã, no Teatro Gustavo Leite, do Centro de Convenções de Maceió. Preços dos ingressos: R$ 30,00 (meia entrada no Mezanino) a R$ 100,00 (inteira plateia A).

*Desespero é a palavra que define a situação do CRB, após a vitória do Paysandu contra o Figueirense, por 3×2. O time joga amanhã à noite contra o Londrina, no Paraná, e precisa vencer para disputar a permanência na Série B na última rodada, dia 24.

“O Brasil resolveu dar um gigantesco passo para trás, na direção de um grande ponto de interrogação”

Ciro Gomes

Ex-candidato a presidente da República pelo PDT, sobre a futura gestão Bolsonaro

14 de novembro de 2018

Surpresa positiva

Eliane Cantanhêde, no “Estadão”: “Enquanto a imagem do Congresso continua afundando, Bolsonaro vai surpreendendo para melhor. As ameaças e manifestações fora do tom, tão chocantes na campanha, vêm sendo trocadas por reverência à Constituição, respeito às instituições – até ao presidente Michel Temer –, e uma relação civilizada com a imprensa. Após a ameaça a […]

13 de novembro de 2018

Os desesperados

De editorial do “Estadão”: “O isolamento do PT no campo da oposição é a consequência natural do comportamento autoritário do partido, incapaz de uma convivência democrática mesmo com aqueles com os quais nutre alguma afinidade ideológica. Para os petistas, nada que não tenha sido ditado pelo PT tem legitimidade. À medida que foi sendo desossado […]

10 de novembro de 2018

Sonhos e realidade

Do jornalista Fernando Gabeira, ex-deputado federal pelo PT e pelo PV: “Não sei ainda como as coisas se vão recompor. Se as lideranças minoritárias fizerem uma análise do que se passou, creio que um dos seus passos será libertar-se de governos. Para isso é preciso ter uma nova visão da importância dos recursos materiais na […]

9 de novembro de 2018

A sorte está lançada

Ney Lopes, jornalista e ex-deputado federal: “A democracia não é um sistema desprovido de mecanismos eficazes de combate à corrupção e a violência, como alega a ultra direita. Ela pode ser forte, com base na lei, quando aplicada. Punitiva, sem negar o direito de defesa. No período ‘pós-eleição’ que se inicia no Brasil, a ‘busca da […]

8 de novembro de 2018

Secularismo e laicismo no Brasil

Pablo Duarte Cardoso, diplomata: “Jair Bolsonaro resolveu iniciar o período de Presidente eleito com uma prece. O gesto provocou calafrios em parte da esquerda cultural. Em poucas horas, registraram-se críticas num espectro que ia de Miriam Leitão a Milton Hatoum, e há de supor-se que muito mais gente terá desgostado da oração em cadeia nacional. […]

7 de novembro de 2018

Tiro pela culatra

Josias de Souza, em seu blog: “A defesa de Lula protocolou novo recurso no Supremo Tribunal Federal. A peça transforma Sergio Moro de superministro em supervilão. Alega-se no texto que a migração do juiz da Lava Jato para a equipe ministerial de Jair Bolsonaro confirma sua atuação parcial. Pede-se a anulação de todos os atos praticados por […]

6 de novembro de 2018

O “fascismo” não colou

Rui Ramos: “O que se passou é óbvio: no Brasil, a maioria dos eleitores, por mais repugnante que fosse a alternativa, não esteve disposta a entregar o poder ao PT. Por isso, não se deixaram enganar pela velha rábula do ‘fascismo’. A desonestidade, aliás, era demasiado evidente: se Bolsonaro era tão perigoso, porque é que […]

2 de novembro de 2018

Super Moro 2022

Jornalista José Roberto de Toledo, revista “Piauí”: “Ao aceitar o cargo de superministro da Justiça (e segurança), Sergio Moro aceitou por tabela o de candidato à sucessão de Jair Bolsonaro. Até o mais neófito dos deputados recém-eleitos pelo PSL sabe que a próxima eleição começa quando a anterior termina. Impensável que o futuro ex-juiz que […]

1 de novembro de 2018

Reconciliação. Mas com quem?

Gustavo Maia Gomes, economista: “… Multidões de eleitores integrantes de minorias (negros, gays, lésbicas, feministas, autoproclamados defensores dos direitos humanos…) votaram em Haddad por medo de serem perseguidos, caso o outro candidato vencesse o pleito. Isso não acontecerá. Porque não será tentado e porque, se o for, suscitará uma reação avassaladora de todos nós – […]