Ailton Villanova

18 de Maio de 2018

O segredo do reverendo

O Louribaldo Bezerra tinha um amigo, que considerava o maior e o melhor de todos. Não era um amigo comum, porque se tratava de um reverendo, por sinal respeitadíssimo na sua paróquia. Louribaldo e padre Ricardo Batista (Ricardão) – esportista de várias modalidades, inclusive da pesca -, eram, bem dizer, unha e carne. Os dois […]

17 de Maio de 2018

O “Don Juan” atrapalhado

Tímido de nascença, o distinto mancebo Aubergânio Tibiriçá caiu de amores pela donzela Zeronalda Reginalda, cujo corpo era de fechar comércio. Mas cadê coragem de se declarar à ela? Em razão disso, como sofria o coitado! Um dia, tomou um pileque e desabafou com o primo Melquizedéque, e ouviu deste um pragmático conselho: – É […]

16 de Maio de 2018

Aluno de circunstância

Professor de História chato pra cacete, Pitecantropo Clarivaldo Pinto não dava colher de chá pra aluno nenhum. Era durão, insensível. Por conta disso, detestado pela rapaziada. Certa manhã, ele entrou na sala de aula, que se achava abarrotada de alunos de duas turmas, e foi avisando, com certo ar nazista: – Hoje temos arguição, valendo […]

15 de Maio de 2018

O TRÁGICO FIM DE UM CASAMENTO

O Leopoldino Gastroso inventou de comemorar os 10 anos de seu casamento com a cara consorte Etelvina de uma maneira mais incrementada: – Meu amor, que tal a gente curtir as nossas bodas matrimoniais num motelzinho bem aconchegante? – Num motel, meu filho?! – espantou-se a madame. – Claro, claro! Numa boa! Precisamos sair da […]

12 de Maio de 2018

Mas que desconsideração!

Cabra velho quando se apaixona por menina nova ou cai no ridículo, ou em desgraça. Ou as duas coisas juntas. Pois o sexagenário Aristarco Guilhobel, viúvo, funcionário público federal aposentado, achou de gamar pela garotona Turmalina Pereira, 21 anos, bastante vividos para a idade. Aristarco Guilhobel andava abobalhado, de cara pra cima, sonhando acordado. Quando […]

11 de Maio de 2018

A tortura para o político

No comparar das coisas neste mundo velho e sofredor, continua valendo a “maxima-prima” da lavra do ilustre pensador romano Colimérivs, segundo a qual “político é político e o resto é resto!”. Todavia, para torná-la (a máxima) entendível perante a plebe ignara, eis que salta o colega Decibélivs e arremata: “Ora, existem políticos e políticos, e […]

10 de Maio de 2018

O xixi tinha que ser espalhado

Colecionador de causos protagonizados pelo paranaense de nascença e alagoano de coração Álvaro Cleto, o amigo Denisson Petronilho aproveitou a oportunidade da chegada dos jogos futebolísticos da Copa do Mundo de Moscou, para me contar umas das aventuras do sobredito galego na penúltima copa. O Álvaro, que sempre teve o espírito aventureiro, pegou uma graninha […]

9 de Maio de 2018

Velhota altamente perigosa

Numa histórica cidade do interior de Alagoas, viveu uma senhora tão notória quanto uma cédula de moeda corrente de sua época, o Cruzeiro. O nome dela era Aguilhobalda Raposo, solteirona, professora aposentada. Um dia, ela foi convocada ao forum, na qualidade de testemunha, para depor num processo meio invocado. Mal ingressou na sala de audiência, […]

8 de Maio de 2018

UM TORCEDOR PRA LÁ DE PREVENIDO

Apaixonado pela arte futebolística, o aposentado Aristides Pereira (Seu Titide) só tem uma frustração na vida, que é a de não ter sido um atleta do bate-bola. E ele bem que tentou, nas históricas e saudosas peladas dos campos da Vila Operária, do Aterro e da Barreira, situados no Bom Parto dos áureos tempos. Antigo […]

5 de Maio de 2018

Um deles conseguiu!

Num vôo internacional, de repente descobriram-se, lado a lado, um rabino e um bispo católico. Viagem longa, os dois começaram a conversar animadamente. A certa altura, o rabino perguntou ao bispo: – Qual é o primeiro estágio da vossa carreira, prezado amigo? E o prelado: – Bem, nós começamos como seminaristas, depois passamos a noviços […]