Ailton Villanova

8 de abril de 2020

Transou com a defunta!

Na época em que estavam construindo aquele condomínio que fica em frente ao Instituto Estácio de Lima, morreu, em decorrência de “mal súbito”, uma mundana no interior do estado.  Como a infeliz não tinha nem parentes e nem aderentes em Alagoas (diziam que ela era paraibana), a prefeitura da cidade onde vivia e ocorreu o […]

7 de abril de 2020

O sonho do Lucena

Severino Lucena, mais conhecido como “Biu Merdinha”, é um sonhador inveterado. Sonha com tudo, muito mais, e principalmente, quando vai dormir biritado. Solteirão, ex-coroínha, mil namoradas, Biu Merdinha (ele faz questão que o chamem de Lucena, porque “Merdinha” pega mal) acabou de participar de uma farra e correu pra casa, a fim de curar a […]

6 de abril de 2020

Um mau começo

O lusitano Manuel Francisco Prata se mandou de Lisboa e veio estacionar sua pessoa aqui em Maceió, nos idos da década de 40. No bairro do Farol estabeleceu-se comercialmente na fabricação e venda de pães e afins. Anos mais tarde, melhorado de vida – isso no começo dos anos 50 –mandou buscar a mulher e […]

3 de abril de 2020

Sobrou para o doutor!

Arrumaram um casamento para o donzelão Alcebíades José da Rocha, cuja vida sempre foi inteiramente dedicada à cultura do algodão. A mulher que os parentes arranjaram pra ele era experimentadíssima em todos os aspectos, principalmente no sexual. Era de uma fêmea assim que o Alcebíades estava precisando para poder ingressar nos mistérios da sexualidade. Pois […]

2 de abril de 2020

Sexo macabro

Boêmio incorrigível, o distinto Itagiba Santana possui outra qualidade inerente a todo macho que se preza: paquerador contumaz. Então, quando ele cisma de transitar sua pessoa perante o mulherio na orla da Pajuçara e adjacências, é um Deus-nos-acuda. O sobredito não esconde a vaidade e o orgulho de ser bonitão. Antigo jogador amador de volibol, […]

1 de abril de 2020

O futuro doutor

Desde criança, o comerciante Alcebíades Marinho conservava uma inusitada maneira de comer amendoim: jogava o grão para o alto e aparava com a boca. Virou craque nesse barato. Tinha ocasiões que jogava dez amendoins ao mesmo tempo e catava todos eles na maior craqueza. Anos e anos se passaram, ele virou adulto, casou-se, teve filhos […]

31 de março de 2020

Japonês invocado

Ele veio ao Brasil pela primeira vez quando tinha 8 anos de idade. Akira Okada ensaiava, então, os primeiros passos nas artes marciais. Segunda vez, com 18 anos, esteve em terra brasileira na qualidade de campeão de karatê, para uma exibição em São Paulo. Mais tarde, aos 30, retornou para aqui ficar em definitivo e […]

30 de março de 2020

Parou pra ver e…

Eugaristo Pitombeira tentou ser tudo na vida, mas nunca logrou êxito em nada, apesar de ter se esforçado bastante. É que sua massa cinzenta jamais foi cinzenta. Descobriu-se que ela é marrom com listrinhas amarelas. Um dia, ele conseguiu ingressar na Policia Militar, justamente naquela fase do apadrinhamento político, o leitor está lembrado disso. Pelas […]

27 de março de 2020

Pipi espalhado

O paranaense Eustáchio Cleto desde garoto possuiu o espírito aventureiro. Seu sobrinho, o galego Álvaro, teve muito a quem puxar. Até bem pouco tempo vivia batendo pernas por esse mundo afora. Conta que, certa feita, o velho tio inventou de passear na África do Sul. Branco, de olhos azuis, Eustáchio Cleto foi bem recebido na […]

26 de março de 2020

Ela mesma pediu!

O lavrador Manuel Leandro, o Mané da Bia, é um cabra sério. Nunca foi de brincadeiras e se orgulha em dizer que sempre “cortou certo”. Sua maior distração é a pescaria. Quando chega o final de semana, ele larga a lavoura e corre para a beira do Rio Paraíba, que banha a tradicionalíssima e histórica […]