Ailton Villanova

25 de setembro de 2019

SEGREDOS RECÍPROCOS

Irmão Febrônio Aragão, falecido há mais de 60 anos, foi um missionário católico de grandes méritos. Nascido no, à época, distrito do Pinheiro, apêndice do bairro do Farol, esse religioso optou por levar o Evangelho aos irmãos da África Negra. Febrônio Aragão, ou simplesmente irmão Aragão, além de ser um grande sacerdote, teve lá os […]

24 de setembro de 2019

O ÚNICO REMÉDIO

Caboco bom, trabalhador, gente fina mesmo, o pontagrossense Arédio  Abaetuba entendeu de cair de amores pela Maria Audália, filha única do casal Polidônio/Algeróbia Pereira, ele proprietário de uma mercearia no final da linha de ônibus do Vergel; ela dona de casa. Audália era muito metida a sebo. Feia, autoritária, canelas finas e cabeludas, se achava […]

21 de setembro de 2019

UM ÂNUS MUITO RARO

Latércio e Lupércio Bezerra Villanova, além de irmãos são médicos e gozadores. Ambos, hoje em dia meio aposentados, residem no Recife, onde nasceram. São netos do doutor Thomaz Tenório Villanova e sobrinho-neto do famoso padre Nildo (Onildo Tenório Villanova), o primeiro é exímio piadista. Mal de família. Num belo dia como este, um dos sobreditos […]

20 de setembro de 2019

AS FOLGAS DA MULHER DO PASTOR

Rei da boemia, o Gerúndio Escolástico andava sumido havia um tempão. No último feriado, por acaso seu amigo Perivaldo Batista deu de cara com ele na praça D. Pedro II. – Pô, meu! Onde você andava? – indagou o amigo. E ele, meio apressado: – Ocupadíssimo, amizade. Perivaldo insistiu: – Mas cara, não sobra nem […]

19 de setembro de 2019

Eita família feia!

Domingo de prévia carnavalesca na Pajuçara. Lá se encontravam, em meio a milhares de pessoas, na platéia, os amigos Anfilóquio Passos e Carnoberto Pontes. Calor insuportável, a folia pegando fogo, todo mundo se balançando ao som da orquestra de frevos que puxava o desfile do primeiro bloco constante da lista de outros que viriam a […]

18 de setembro de 2019

O MORTO QUE NÃO MORREU

No Bom Parto dos bons tempos existiu, entre tantas figuras populares, o cidadão intitulado Benedito Santino, mais conhecido como “Biu Bremó” (a orígem do apelido eu conto depois). Operário da finada Fábrica Alexandria, ele foi um grande proseador. A turma gostava de ouví-lo contar causos e histórias que jamais viveu, mas que sua fértil imaginação […]

14 de setembro de 2019

Vingança malígna!

Sujeito pintoso, solteirão e cheio de luxo, o Fidergaldo Balmásio era chegado a uma conquista amorosa. Dono de um escritório de representações comerciais, ele costumava rangar nos melhores restaurantes da cidade, só para aparecer perante o mulherio. Certa feita, de posse de um convite para o jantar de inauguração de um restaurante finório localizado na […]

13 de setembro de 2019

Apesar de tudo, igual aos outros!

A existência nos altos celestiais andava no maior marasmo ou, como diria Zé Bartolomeu, o Babá, “devagar, quase parando”. Não acontecia nada de novo. Tudo certinho. Então, Jesus Cristo, que nunca foi de ficar na imobilidade, procurou fazer alguma coisa. Chegou pra São Pedro e disse: – Pedrão, acho aque vou dar uma voltinha lá […]

12 de setembro de 2019

Cão inteligente, mas muito distraído!

Num começo de manhã, um cachorrão rottweiler entrou no açougue do velho Elifas Ursulino, com uma sacola presa à coleira. Postou-se no fim da fila e ficou esperando a vez de ser atendido. Ninguém estava nem aí pro animal, exceto um senhor chamado Astromar, que mudara de bairro havia uns cinco dias. E o cão […]

10 de setembro de 2019

Entre uma cachacinha e a visão…

No recanto mais afastado de Japaratinga viveu um cidadão intitulado Pedro Cândido, popularizado como “Seu Candinho”, pescador profissional, que era bastante chegado a uma cachacinha. Bendito dia, ele passou a sentir uma dor muito forte num dos olhos, opinando alguns metidos a entendidos, ser o primeiro sintoma de glaucoma brabo. Os dias foram indo e […]