Ailton Villanova

13 de janeiro de 2020

Que mosca mais inconveniente!

Nascido e criado no Mutange, antigo distrito emprensado entre Bom Parto e Bebedouro, com fundos para o bairro do Pinheiro, o Apucanásio Tavares era um caboco viciado em apostas. Apucanásio apostava em tudo. Qualquer palavra ou opinião em contrário ao que pensava, ele já saltava com o costumeiro “quer apostar?” Frequentemente era visto nas casas […]

10 de janeiro de 2020

O BOTÃO FOI O CULPADO

Mal terminou o antigo curso colegial, o ainda não gráfico Antônio Barbosa se mandou de Palmeira dos Índios (Agreste de Alagoas) para vencer na capital. Inteligente e desenrolado, logo arrumou um emprego numa indústria gráfica, localizada no bairro portuário do Jaraguá. Mas, morava no centro, proximidades da antiga sede da Rádio Difusora, mais precisamente na […]

9 de janeiro de 2020

APENAS UMA CASA SUSPEITA

Delegado recém ingressado na Polícia Civil de Alagoas,  Antônio Rosalvo Cardoso, o notório Mamão, foi designado para o cargo de titular da distrital da cidade der Novo Lino. Desembarcou lá, cheio de moral, no começo da tarde de uma quarta-feira, com um revólver enfiado o cós da calça e se apresentou para a equipe que […]

8 de janeiro de 2020

CUECA, O PROBLEMA

Sujeito fino, discreto, verdadeiro gentleman, o Edinaldo Amêndola. Católico fervoroso, ele era mais conhecido como Dinho, no bairro onde nasceu, a Cambona, desde quando esta era distrito do Bom Parto.   Dinho frequentava missas na igreja paroquial de Nossa Senhora do Bom Parto – onde foi batizado e crismado – sem problema algum. Mas, quando […]

7 de janeiro de 2020

UM LADRÃO EXEMPLAR

O delegado Benígno Portela se achava na Deplan, tirando um cochilo, debruçado sobre o tampo do seu birô quando, de repente, foi sacudido pelo barulho de uma violenta porrada no móvel – pôu! – seguida do berro:   – Acorda, doutor! Dormindo em serviço! Autoridade não pode dar bobeira!   – Portela reagiu puto:   […]

6 de janeiro de 2020

(IN)FELIZ ANO NOVO

A passagem do velho para o Ano Novo não foi nada feliz para o casal de camelôs Eponina/Esmeraldino Pacheco, moradores do alto do Jacintinho. Vaidosa, a mulher fez uma economia de guerra para brilhar na entrada de 2020, na festança de rua, com direito a queimada de fogos ornamentais, promovida pela edilidade maceioense.   De […]

3 de janeiro de 2020

DOENÇA MUITO ESTRANHA!

Década de 70. Com a ida do Mestre Batista Pinheiro para o jornalismo da Rádio Educadora Palmares de Alagoas, eu passei a substituí-lo na chefia do departamento respectivo da Rádio Gazeta. Eu já estava lá desde a sua fundação, em 1960. Pinheiro me legou uma excelente equipe de repórteres, entre esses o iniciante Gildo Almeida, […]

2 de janeiro de 2020

O GATO CULPADO

O casal Boanerges/Eulina Boaventura sempre viveu na santa paz, na alegria e na tristeza, conforme prometeu, certa feita, aos pés do altar e diante do austero padre Alípio Leite, que advertir:   – Olhem bem, meus filhos…esta promessa que vocês estão fazendo diante de Deus, tem que durar para sempre, escutaram bem?   E os […]

1 de janeiro de 2020

CONSPIRAÇÃO FEMININA

Macaco velho no barato conquistatório mulherífico, o setentão Atanagildo Botelho está aposentado das suas atividades profissionais como contabilista, mas, do trato com a galera feminina em disponibilidade, permanece em franca atividade. Todavia – olhaí o adjetivo obstaculativo na parada! – nos últimos 50 dias – andou meio pifado de namoradas. O mês de dezembro, então, […]

31 de dezembro de 2019

O DESENCANTO DO VILAR

No rádio de antigamente em terras alagoanas, como no resto do Brasil, o profissional do microfone era endeusado. Locutores tinham que possuir bela voz, não importando fosse feio ou bonito. As meninas não nos viam. Só nos escutavam e fantasiavam a figura do radialista a seu bel prazer. Muitas delas se apaixonavam perdidamente pelo seu […]