Ailton Villanova

12 de fevereiro de 2020

Campo impedido

Amigos inseparáveis desde os tempos de garotos no outrora pacato e tradicional bairro do Bom Parto (hoje transformado no maior antro de marginalidade da Capital), os ilustres José Maria dos Santos e Abelardo Pinto pintaram as canecas nas quebradas desta velha e histórica Maceió. Tecelões da finada fábrica de tecidos Alexandria, eles também davam uma […]

11 de fevereiro de 2020

O Valente borrado

Esta é do tempo de Pedro Álvares Cabral . Diz que, meses depois da partida do almirante português à procura de um Brasil para descobrir, da terra de além-mar também partiu um navio comandado pelo bravo capitão Expedito Gonçalves, com a missão de dar combate a uns piratas que andavam barbarizando tripulações de embarcações em […]

10 de fevereiro de 2020

Um cão especial

O delegado de polícia civil Antônio Rosalvo Cardoso, o proverbial Mamão, também sabe ser esperto. Certa noite de maio cumpria plantão no seu local de trabalho, a delegacia distrital de Novo Lino. Na falta do que fazer, contava anedotas de papagaio e de português para seus auxiliares. A algazarra era grande quando o telefone tocou, […]

7 de fevereiro de 2020

“Vai um cocozinho aí?”

      Edbordy Ribeiro tem uma vida complicada pacas! De tudo o que é ruim ele tem padecido, nem que seja um pouquinho. Uma das suas últimas desditas foi a de haver virado corno, depois de ter ficado mais de três meses estirado num leito hospitalar com as canelas, braços e costelas quebrados, em consequência de […]

6 de fevereiro de 2020

Uma questão de gentileza

      Rapaz finíssimo e de boa família, Rodonivaldo Tobias é incapaz de ofender uma mosca, quanto mais um seu semelhante. Boa-pinta, está sempre na dele. Pelo seu jeito delicado há quem o confunda. Garantem seus parentes e amigos mais próximos que ele é muito macho. Rodonivaldo só teve uma namorada na vida, a lourinha Nilza, […]

5 de fevereiro de 2020

Deu tudo certo!

Montado na grana, o veterano Lindolfo Guerra, seu Dodô, era um solteirão convicto. Um dia, resolveu deixar de ser celibatário e anunciou aos quatro cantos que decidira se casar, mas com uma condição: a mulher teria que ser zerada. Em função disso, raríssimas fêmeas se aventuraram aparecer como candidatas ao casório. Semanas depois do anúncio, […]

4 de fevereiro de 2020

Um detalhe elementar

Quando o Sindáulio Prado nasceu, provocou o maior reboliço na maternidade e sua mãe, a finada Emerenciana, passou um mês inteirinho, chorando de desgosto. É que, apesar de bonitinho, gordinho e bem vivinho, o rebento não possuía as orelhas. Sindáulio nasceu saudável e, naturalmente, cresceu complexado. Na escola e nas ruas arrumou muitas brigas por […]

3 de fevereiro de 2020

O frustrado batizado do barco

Quando jovem, muito antes de ordenado sacerdote católico, Júlio Tibiriçá Paiva, pintou as canecas. Foi boêmio, tomador de cachaça nas quebradas do Recife, tornou-se subversivo e, depois de passar maus bocados na cadeia, entregou-se à Jesus. Mas nunca abdicou da sua cervejinha gelada, sempre aos domingos. Um dia, eis que se encontrava dito padre Júlio […]

2 de fevereiro de 2020

Um baixinho do caramba!

O que ele tem de pequeno, tem de macho. Manuel Aurélio Gonzaga, o popular Pirrita, orgulha-se em dizer que não perde pra nenhum garanhão, em cima deste mundo velho de guerra. É abusado. Diz que, na horizontal, em cima ou debaixo de um cobertor, ele deita e rola. Basta ter uma companhia do sexo frágil […]

31 de janeiro de 2020

O susto que quase matou o reverendo!

Lá pelos idos de 1927, viveu na região agrestina de Pernambuco, aqui pertinho das Alagoas, um médico clínico bastante conhecido pelas suas presepadas. Brincalhão até dizer basta, doutor Onofre Rodrigues quase matou do coração um respeitável sacerdote que, inclusive, teve de pedir transferência de paróquia para não nunca mais olhar na cara do médico. O […]