Alisson Barreto

30 de junho de 2020

O PRINCÍPIO CONSTITUCIONAL DA SOLIDARIEDADE, NA PANDEMIA

Construir uma sociedade livre, justa e solidária é objetivo fundamental da República Federativa do Brasil, conforme preceitua o inciso primeiro do artigo terceiro da Constituição Federal vigente. A pergunta é como isso se aplica na atual conjuntura econômica e sociopolítica?

O país está diante de uma pandemia e precisa lidar com a situação sem descumprir leis ou Constituição, encarando as dificuldades e assumindo a primazia do zelo pelo cidadão. Fê-lo? Se não o fez, descumpriu a Constituição. E se o fez não é bastante à população, que anseia não apenas por civilidade e desenvolvimento – ainda que disso muito precise – como também pelo pão.

Há solidariedades compulsórias, que não escolhem lugar nem hora, pessoa ou história, mas que correlacionam todos. Outras, exsurgem dos compromissos firmados ou outras relações normativas, com destaque à constitucional sem a qual se deixa de cumprir objetivo fundamental.

Olhando a pandemia, quanto absurdo e covardia! Para uns, idoso ou grupo de risco é só um número na irrelevância do valor humano. Para outros, é chance de ganhar dinheiro, muitas vezes desviando para si como se para a pandemia fosse. Quem dera fosse só um confeito ou doce, mas lascou-se: a conta vem para todos.

Eis a questão! O todo é feito por cada um dos cidadãos. Há um vínculo que os une em causas e consequências, um elo padrão. Trata-se de uma espécie globalizada e o que é feito da natureza humana? A Constituição visa a promover essa integração pelos laços da solidariedade. Por ela, não se abandonam os idosos ou quem tenha problemas de saúde. Se não o fazes por amor, faze para cumprir a Lei Maior da nação.

Em suma, ao brasileiro em relação à solidariedade, dois marcos regem o dever de cumpri-la: o amor ao outro cidadão e o objetivo preceituado pela Constituição.

Maceió, 30 de junho de 2020.

Alisson Francisco Rodrigues Barreto

Em vídeo: https://youtu.be/4T30qc6Zzpk

Sobre o autor:
Alisson Francisco Rodrigues Barreto é poeta, filósofo (Seminário Arquidiocesano de Maceió), bacharel em Direito (Universidade Federal de Alagoas), pós-graduado em Direito Processual (Escola Superior de Magistratura de Alagoas), tendo também cursado, parcialmente, os cursos de Engenharia Civil (Universidade Federal de Alagoas) e Teologia (Seminário Arquidiocesano de Maceió). Autor do livro “Pensando com Poesia” e escritor do blog “Alisson Barreto” (outrora chamado de “A Palavra em palavras”), desde 2011, e da Revista Pio.
Alisson Barreto na internet:

 

Site pessoal: Alisson Barreto, acesso em https://sites.google.com/view/alissonbarreto

Canal Alisson Barreto, no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCqtpMzyLava_Z0hkmh75WAw

Revista pessoal do autor: Revista Pio, acesso em https://alissonbarreto14.wixsite.com/revistadigital-pio

“Blog” do autor: Alisson Barreto, acesso em https://tribunahoje.com/blog/a-palavra-em-palavras/

 

Twitter: @alissonbarreto1 (acesso em https://twitter.com/alissonbarreto1)

LinkedIn: @alissonbarreto1 (acesso em https://www.linkedin.com/in/alissonbarreto1/)

 

16 de junho de 2020

O encontro do Menino e a educação de autonomia

O encontro do Menino e a educação de autonomia Publicação: 16-jun-2020 É comum ouvir falar sobre a educação de meninas a lhes propiciar independência financeira, mas e quanto à autonomia dos meninos em seus habitats? Propõe-se, aqui a reflexão além da questão menino ou menina, tomando em consideração o fator escriturístico do Encontro do Menino […]

1 de junho de 2020

A vocação humana à superação

A vocação humana à superação De tempos em tempos, o homem é desafiado a superar-se, seja por questões de adaptações ao habitat seja por consequência de seus atos ou falta deles. Etária e essencialmente, pessoal e coletivamente, o ser humano é sempre convidado a crescer. Da concepção à partida do tempo, periodicamente, há desafios: a […]

25 de maio de 2020

Conectavírus: uma nova realidade se descortina

Conectavírus: uma nova realidade se descortina Descortinando uma realidade onde fica a indagação sobre qual grupo vencerá, se o dos beija-flores ou o dos gafanhotos, o das orcas ou dos tubarões. Convém notar mudanças nas relações entre grupos em situações antropológicas como (I) as colonizações da América, (II) o mundo pós-guerra e (II) a conectividade […]

18 de maio de 2020

Difícil ou não, a quem procuras?

Difícil ou não, a quem procuras? Cada pessoa direciona-se para algo, conscientemente ou não. Nesse direcionar-se a quem, a quê e por que, com que frequência e intensidade são as perguntas que separam quem se faz de quem é levado. A história da humanidade traz um exemplo intrigante sobre isso. Quando os soldados romanos foram […]

11 de maio de 2020

Em tempos de pandemia, andar sobre as águas

Em tempos de pandemia, andar sobre as águas 11-5-2020|Alisson Barreto Com a pandemia, o barco de nosso coração se agita com os ventos das adversidades. Ares sopram contrariamente e saber como proceder diante da agitação cardíaca e evitar o naufrágio é crucial. Notícias alusivas à covid-19 e paixões políticas ou ideológicas têm levado muitas pessoas […]

4 de maio de 2020

Bônus e ônus do marketing estatal

Bônus e ônus do marketing estatal Algumas pessoas estimam tanto o marketing, que camuflam realidades pessoais como se a propaganda de si bastasse. Essa situação acontece na vida pessoal e pública das pessoas. Vale também na imagem que um país passa para o cenário nacional. Mas qual o preço a pagar nas relações internacionais e […]

25 de abril de 2020

Bolsonaro, a alavanca da esquerda

Bolsonaro, a alavanca da esquerda Como levantar o PT e a esquerda marxista após o impeachment da Dilma? A forma de governar do atual presidente pode viabilizar o retorno de partidos esquerdistas ao poder, no Brasil? A resposta a essa indagação pode levar a questões surpreendentes, inclusive à possibilidade de um presidente “cavalo de troia”. […]

20 de abril de 2020

Os 12 preceitos para a paz interior, no uso de redes sociais

Os 12 preceitos para a paz interior, no uso de redes sociais Eis que Adão e Eva são lançados nas redes sociais, navegam, comem diversos frutos e eis que, de repente, descobrem que estavam nus. O que essa frase tem a ver com as discussões em redes sociais e quais os pontos a serem observados […]

14 de abril de 2020

O Português e o Raciocínio Lógico nas conjunções e disjunções – Parte 4 da quadrilogia A ORIGEM DOS NÚMEROS E SINAIS MATEMÁTICOS

POSTAGEM 4 –  O PORTUGUÊS E O RACIOCÍNIO LÓGICO NAS CONJUNÇÕES E DISJUNÇÕES Postagem de Alisson Barreto, em 14-4-2020 Prezados leitores da Tribuna, esta postagem é a quarta das quatro postagens componentes da quadrilogia “A origem dos números e sinais matemáticos”, postado neste blog a apresentar uma série por meio da qual foram abordados temas […]