Antônio Pereira

6 de abril de 2021

Até que ponto é justo o cancelamento do cantor Rodolffo por homofobia e racismo no BBB21

Ele é bolsonarista raiz e já até gravou depoimento pedindo votos para o inominável. Ele faz parte de um segmento musical tido como alienado e profundamente conservador, preconceituoso e fútil. Muitas das letras das músicas desse gênero são machistas, relegando as mulheres a terceira categoria da vida.

Assim, a presença do cantor Rodolffo na edição deste ano do Big Brother Brasil 21 tem todos os ingredientes para muita gente julgar sem antes levar em conta as circunstâncias, ou mesmo pesar cada palavra dita no contexto exato do ato que acontece.

Longe de mim passar pano para o preconceito de quem quer que seja. Quero me ater aos fatos e analisar se são realmente motivos de cancelamento nacional do cantor ou ele ainda mereceria uma terceira chance.

Vamos ao começo no primeiro ato, quando a produção do programa mandou uma vestimenta que mais parecia um vestido brilhoso para o participante Fiuk, que também é cantor e filho de uma celebridade nacional. Rodolffo, de forma jocosa criticou o fato de Fiuk vestir o tal vestido. Ele falou mais: perguntou a Sarah, que é de Brasília, como o rapaz seria recebido ‘no Goiás’, caso usasse aquela vestimenta. No momento desses comentários estavam no local, Fiuk, Rodolffo, Sarah e Gilberto. Sarah e Gilberto minimizaram o comentário e seguiram em frente com seus afazeres, até que Rodolffo saiu, dando margem para que Fiuk desabafasse, dizendo que se sentiu incomodado com o comentário, que remetia a traumas familiares e da vida dele, por usar roupas não usuais para rapazes heteros.

Pronto, o que parecia apenas um comentário aleatório se transformou em motivo de voto do líder, que naquela ocasião era Gilberto. Gil por sua vez entrou em crise existencial, passando a comentar com praticamente todos os membros da casa sobre o comentário de Rodolffo e o que eles achavam daquilo. Fechado o cerco, Gilberto decide que iria colocar o cantor sertanejo no paredão, o que foi seguido de apoios do seu séquito mais íntimo: Sarah, João, Camila, Viih Tube e Pocah.

Vale lembrar que em nenhum momento antes da indicação ao paredão, Rodolffo tomou conhecimento de que estava sendo queimado na casa e fora dela pelo comentário sobre o vestido de Fiuk e sua homofobia disfarçada de brincadeira.

Daí em diante virou uma trama que culminou com a saída de Sarah, que tinha se negado a revelar ao até então seu amigo no jogo o voto de Gilberto nele.

Fecha-se o primeiro capítulo com a volta de Rodolffo do paredão e seus vários pedidos de desculpas para Fiuk e também para Gilberto, pois o sertanejo não tinha a menor ideia do que estava acontecendo às suas costas, com a maioria da casa lhe criticando por ter deixado Fiuk e Gil chateados.

No segundo ato desta trama global, mais uma vez Rodolffo se envolve em uma polêmica que é muito delicada aqui fora e também na casa mais vigiada do Brasil.

Rodolffo e seu companheiro Caio foram punidos pelos anjos Fiuk e Gilberto com fantasias de homens da caverna, cuja indumentária tinha uma peruca. João, como sempre, estava ajudando para que os ‘monstros’ vestissem as roupas. Ele e Juliette auxiliavam Rodolffo e Caio com as fantasias. Neste momento, ao ver a peruca, Rodolffo a compara com o cabelo de João, que usa um estilo Black Power. Na hora Juliette, consciente ou não, tentou amenizar o comentário do cantor e tudo ficou aparentemente resolvido, até que João chama Camilla de Lucas para a dispensa da casa para desabafar. João conta o que aconteceu e diz que ficou sem reação, mas que o que deveria ter feito era retrucar Rodolffo pela comparação infeliz da peruca com o cabelo do professor de Geografia. A cena de João com Camilla foi bastante emocionante, já que o professor relatou diversas situações vividas por ele durante toda a vida por conta do seu cabelo crespo.

Para piorar ainda mais a situação, na noite daquele dia, na festa oferecida pelo programa aos participantes a cantora Ludmilla fez questão de frisar frases de afirmação da negritude, inclusive do cabelo. Ludmilla chegou a ser criticada por outros antigos participantes do programa, que viram ali uma forma de interferência externa descabida.

Como a fala de Ludmilla passou desapercebida pela maioria dos participantes do programa, coube à dinâmica conhecida como ‘jogo da discórdia’ para que João e Camilla revelassem ao conjunto dos moradores da casa o comentário totalmente descabido de Rodolffo, que mais uma vez foi pego de surpresa, pois não tinha a menor ideia de que seria novamente alvo desse tipo de acusação, principalmente em rede nacional, assim como aconteceu com Gilberto ao indicá-lo ao paredão passado.

Dito tudo isso, fica para você que leu até aqui este artigo opinar sobre o nível de gravidade cometida por Rodolffo. Não estamos discutindo se ele errou, claro que ele errou. O que está sendo discutido é se esses são motivos suficientes, dada as circunstâncias que aconteceram e o contexto do programa, para que Rodolffo seja jogado na vala dos cancelados, acusado e condenado de homofobia e racismo.

O que vocês acham?????