Edmilson Teixeira

11 de agosto de 2020

Capela nas paradas com seu tradicional Caldinho

Deputado Inácio Loiola (PDT) é o auto da Lei que considera como patrimônio cultural imaterial de Alagoas, o “Caldinho de Capela”. A aprovação ocorreu nesta terça-feira perante  20 deputados presentes na sessão da Casa Legislativa do Estado. Na ocasião o Plenário  discutiu e votou 15 matérias que estavam na ordem do dia. A iguaria regional e  tradicional “Caldinho de Capela”, foi criado há cerca de quatro décadas e mantido até hoje  pelo capelense Newton Melo Bastos.

Justificativa

“São caldinhos preciosos, que transformam um singelo bar em ponto de encontro dos capelenses e dos ilustres turistas, que aterrissam por lá só para saborear os deliciosos caldinhos (feijão, galinha ou misto – galinha e feijão), com mais de 38 anos de história do seu Newton e sua esposa”, destacou Inácio Loiola.

Pacote escandaloso

Até ontem foram identificados 29.825 agentes públicos que receberam, indevidamente, o benefício do Governo Federal, nesse período de pandemia. O relatório é apontado pelo  Ministério Público de Contas de Alagoas e a Controladoria Geral da União em Alagoas.  A ação contou com o cruzamento das folhas de pagamento do Estado, municípios e instituições públicas alagoanas, justamente  com o cadastro do auxílio emergencial.

Valores

O levantamento foi realizado em 96 entes públicos, sendo 93 municípios, Governo de Alagoas, Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público Estadual. Se levar em consideração que cada agente público recebeu uma cota no valor de R$600,00, o prejuízo é no mínimo de R$17.895.000,00. Porém, esse valor pode chegar a R$53.685.000,00 no caso do recebimento de três parcelas de R$600,00.

Restam

Apesar de solicitado, os municípios de Branquinha, Delmiro Gouveia, Jacuípe, Murici, Olho D’Água do Casado, Pariconha, Passo do Camaragibe, Penedo e União dos Palmares não enviaram suas respectivas folhas de pagamento para serem cruzadas com os dados do auxílio emergencial. Assembleia Legislativa do Estado e o Tribunal de Justiça de Alagoas também não enviaram suas informações para a realização do cruzamento.

Piranhas

A prefeita  Maristela Sena Dias (PP), aguarda com expectativa a inauguração de uma adutora que promete realizar o sonho da população do distrito Piau. As obras estão em ritmo acelerado com a implantação de mais de 10 km de tubulação, inclusive com uma estação de tratamento de água. Por enquanto, a obra que vem aquecendo a economia local, sobretudo gerando emprego e renda.

Piranhas II

Os investimentos dessa grande obra somam quase R$13 milhões, cujos recursos foram conseguidos por meio de emendas, oriundas do deputado federal Artur Lira. “De prontidão acatamos as solicitações da prefeita Maristela, que nos colocou como uma de suas prioridades garantir água para aproximadamente 1.800 famílias. Pois além do Piau, a medida atende também outras 10 comunidades” disse o líder nacional do PP, Arthur Lira.

Argumento

“Essas pessoas que serão abastecidas com as águas desta adutora vão receber o que para o sertanejo é sinônimo de redenção, através desta obra moderna que contará com: tubulação de qualidade, estação de tratamento de água, reservatórios e bombas de alta potência; tudo para garantir que a água chegue com qualidade nas torneiras de centenas de famílias” pontuou  a prefeita Maristela.

Satisfação

“Este é um dos sonhos mais antigos do distrito Piau e região que com determinação, trabalho e bastante dedicação, a prefeita Maristela está realizando para que essa população se liberte da dependência dos caminhões-pipa; cuja maioria não tem condições de pagar” destacou um líder comunitário, bastante emocionado com sua situação vivenciada hoje, sobre a questão de abastecimento de água na região do Piau, lá em Piranhas.

Rio Largo

O Centro de Enfrentamento da Covid-19, no Centro da cidade, desde que foi colocada em funcionamento, no mês de junho, como parte das ações de enfrentamento do novo coronavírus realizou mais mil consultas e cerca de 500 testes foram aplicados em pacientes com suspeita do novo coronavíirus. O atendimento é feito por uma equipe especializada composta por médicos, enfermeiro e técnicos de enfermagem.

Orgulho

“Estamos trabalhando para que a população receba um atendimento de qualidade. Nossas unidades de saúde são modernas, bem equipadas, organizadas e higienizadas. Poucas clínicas particulares têm a estrutura que oferecemos nas policlínicas e UBS de Rio Largo, porque saúde em nossa gestão é prioridade”, pontuou o prefeito Gilberto Gonçalves (PP).

Logística

Lá em Rio Largo, a atenção com a saúde tem sido prioridade da gestão municipal. O Programa Melhor em Casa, que é um serviço de atenção domiciliar, realiza atendimentos prestando assistência a pacientes impossibilitados de ir a uma Unidade Básica de Saúde. Em parceria com o Governo Federal, cerca de 70 pacientes recebem atendimento domiciliar em toda Rio Largo.