Blog do Dresch

12 de dezembro de 2018

Prêmio Tia Marcelina contra o preconceito

Acontece hoje, às 19h30 no Cine Arte Pajuçara, a solenidade de entrega do Prêmio Tia Marcelina, um reconhecimento a pessoas e instituições que lutam contra o preconceito e a discriminação. O evento faz parte da programação da Semana Estadual de Direitos Humanos. Serão agraciadas, entre outras, a ativista Rosa Mossoró, Fabíola Silva, da O|NG Pró-Vida, Ana Cristina Conceição Santos, professora-doutora da Ufal, Lígia dos Santos Ferreira, diretora do Neab-Ufal, Maria Joana Barbosa, líder quilombola e a professora e ativista Arísia Barros, além de outros homenageados.

 

A comunicação vai mudar

O futuro ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gustavo Bebbiano confirmou que a Secretaria Especial de Comunicação Social não ficará mais sob sua responsabilidade e será vinculada à Secretaria de Governo. O comando da Secom será do publicitário Floriano Barbosa de Amorim Neto, assessor do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito Jair Bolsonaro. Barbosa trabalha com a família há três anos, no gerenciamento das redes sociais de Eduardo e do próprio presidente. A comunicação estará ligada ao general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que ficará a frente da Secretaria de Governo. Também deverá ser criada uma assessoria especial, ligada ao gabinete da Presidência da República, para cuidar da comunicação de Bolsonaro. Como a criação desta secretaria ainda está sendo estruturada, o nome deste assessor direto não foi divulgado.

Grupo visita Rei Pelé

Será nesta quinta-feira (13) a visita ao estádio Rei Pelé do Grupo criado pelo Governo do Estado para trazer melhorias e adequações necessárias aquela praça de esportes, possibilitando assim atender as exigências da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Grupo deverá apresentar um relatório até o dia 31 de dezembro ao governador Renan Filho com as demandas de adequação do estádio na área estrutural, de segurança e conforto para clubes e para as torcidas.

Produção de hambúrguer

A compra dos ativos da BRF na Argentina e no Brasil, vai fazer a Marfrig Global Foods a maior produtora de hambúrguer do mundo. Com as aquisições, a produção anual do hambúrguer da Marfrig deve quase dobrar, passando das atuais 124 mil toneladas para 230 mil toneladas. A indústria brasileira pagou R$ 315 milhões pela Quickfood, líder em hambúrgueres na Argentina e da fábrica das marcas Sadia e Perdigão em Várzea Grande (MT).

Produção de hambúrguer 2

Na prática, a Marfrig deve começar a operar os ativos que pertencem a BRF em janeiro de 2019. A partir da fábrica em Várzea Grande, a empresa pretende impulsionar as vendas de hambúrguer para grandes redes de restaurantes. Para que isso aconteça, a empresa já está em negociações para fornecer o produto para o McDonald’s e ao Burger King no próximo ano.

Membros do MST assassinados

Dois líderes do Movimento Sem Terra (MST) da Paraíba, foram mortos no final de semana no acampamento Dom José Maria Pires, no município de Mata Redonda. Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva (conhecido como Orlando) eram os coordenadores do acampamento e foram executados por homens encapuzados que invadiram o local durante a noite de sábado.

Membros do MST assassinados 2

A polícia tenta identificar os criminosos que tinham camisas amarradas na cabeça e usavam armas de calibres variados. “Orlando” é irmão de Odilon Silva, também assassinado na Paraíba há nove anos. Ele fazia parte do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Orlando foi sepultado no assentamento Zumbi dos Palmares e Rodrigo Celestino foi sepultado em João Pessoa.

 

 

  • Um carro movido a energia solar, construído por estudantes universitários da Austrália, bateu o recorde mundial de menor consumo de energia.
  • O veículo chegou a Sidney, na sexta-feira, 7, dois dias antes do previsto, após percorrer 4,1 mil quilômetros. Apelidado “Violet” o quatro-portas elétricas é resultado do projeto “Sunswift” da Universidade de New South Wales.
  • O carro partiu de Perth, em 1º de dezembro e consumiu o equivalente a 40 dólares australianos (R$ 113) de energia, mantendo uma velocidade média de 85 quilômetros por hora e percorrendo 650 quilômetros por dia.
  • A energia consumida foi cerca de 17 vezes menor do que um carro normal consumiria na mesma distância.
  • O Sunswift é um grupo formado por estudantes de várias disciplinas, como administração, engenharia e desenho industrial.
  • A equipe é mais conhecida pela participação nas edições do World Solar Challenge, a corrida bienal de veículos solares, que acontece desde 2013 e atravessa o país por 3022 quilômetros de Darwin, no Norte, até Adelaide, no sul.