Blog do Dresch

10 de julho de 2018

Assassinato de empresário está esclarecido

Os irmãos Jailson e Jadilson Gomes de Melo, acusados pelo assassinato do empresário alagoano da construção civil, Sérgio Barros Falcão, participaram de mais uma audiência de continuação, presidida pela juíza Maria Lima, e que aconteceu no Fórum Rodolfo  Aureliano, no centro da cidade do Recife. Uma nova audiência foi marcada para o dia 22 de agosto, quando serão ouvidas mais cinco testemunhas de acusação, quatro de defesa e dois informantes.

Homicídio esclarecido 2

O empresário foi encontrado morto com um tiro na boca, em 28 de agosto de 2012, dentro de seu apartamento, no bairro de Boa Viagem, na capital pernambucana. Segundo as investigações policiais, Jailson foi o responsável pelo disparo e Jadilson seu cumplice. O criminoso era segurança do empresário. O inquérito aponta ainda que existem dois suspeitos de encomendar o crime: um parente e um empresário alagoano, mas que não foram indiciados por falta de provas. Uma dívida na empresa Falcão Construtora, foi considerada como a motivação principal para o homicídio.

Vergonha nacional

A triste demonstração de um estado de inquisição dentro da justiça brasileira. A guerra judicial que marcou o último domingo empobreceu o judiciário de tal modo que acabou com a hierarquia, a impessoalidade e a imparcialidade. O juiz Sérgio Moro, ao tomar conhecimento de uma decisão acima e contrária à sua tratou de articular um impedimento a soltura do ex-presidente Lula, não aceitando a decisão de um desembargador. Por isso mesmo, um grupo de advogados entrou com uma representação contra Moro e contra o delegado da Polícia Federal, Roberval Vicalvi, pedindo inclusive a prisão de ambos, por terem se recusado a cumprir uma determinação superior de soltar o ex-presidente. “É incompatível com a atuação de um juiz agir estrategicamente para impedir a soltura de um jurisdicionado privado de sua liberdade por força de execução antecipada da pena que afronta o texto constitucional- que expressamente impede a prisão antes da decisão condenatória definitiva” cita o pedido. Para os advogados que assinam o pedido não existe dúvida de que Lula é vítima de um abuso com má utilização das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política.

Os cinco vilões

Cinco produtos foram responsáveis por 56% da inflação de 2.60% neste primeiro semestre, segundo dados apresentados pelo IBGE. Gasolina com alta de 12,17% adicionou 0,51 ponto percentual ao IPCA do período. Energia elétrica subiu 8,02% e acrescentou 0,29 pontos; leite longa vida aumentou 28,15% e adicionou 0,24 ponto; planos de saúde subiram 6,55% acrescentando 0,26 ponto. Por fim, cursos regulares avançara 5,45% e somaram 0,17 ponto a inflação dos primeiros seis meses. Somados, esses cinco itens representaram 1,47 ponto percentual da alta de 2,60%.

Saúde é um problema

Uma pesquisa feita pelo Instituto Datafolha e apresentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) mostrou que é cada vez mais caótica a situação da saúde no Brasil. Foram ouvidas 2.087 pessoas, sendo 59% residente no interior, e 89% delas consideraram a saúde como péssima, ruim ou regular. A avaliação é compartilhada por 94% dos que possuem plano de saúde e de 87% que dependem do Sistema Único de Saúde.

Saúde é um problema 2

Na pesquisa os entrevistados também responderam a um questionário sobre a expectativa dos brasileiros em relação a atuação dos próximos governantes e parlamentares sobre a assistência médica. 26% consideram que devem ser adotadas medidas que combatam a corrupção na área da saúde; 26% querem que seja reduzido o tempo de espera por consultas, exames cirurgias e outros procedimentos; 18 % querem mais fiscalização nos serviços da rede pública; 13% querem que sejam construídos mais postos e hospitais e 9% querem que sejam garantidas melhores condições de trabalho e remuneração para médicos e demais profissionais da saúde.

Saúde é um problema 3

A pesquisa apontou ainda que 88% das pessoas ouvidas querem que o SUS seja mantido no país como um modelo de assistência com acesso universal, integral e gratuito para os brasileiros. Sobre a gestão e os recursos a pesquisa apontou que 83% acreditam que os recursos públicos não são bem administrados, 73% acham que o atendimento não é igual par todos e 62% consideram que o SUS não tem gestores eficientes e bem preparados.

Saúde é um problema 4

Os dados mostram ainda que, entre os itens com maior dificuldade de acesso na rede pública estão: consultas com médicos especialistas (74%); cirurgias (68%); internação em leitos de UTI (64%); exames de imagem (63%); atendimento com profissionais não médicos como psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas (59%) e procedimentos específicos como diálises, quimioterapia e radioterapia (58%).

 

 

  • Julho foi o mês escolhido para ser colocada em prática a Campanha Nacional de Prevenção do Câncer e Pescoço, que usará a cor verde como marca das ações.
  • Os fatores de risco principais relacionados ao Câncer de Cabeça e Pescoço são o uso de cigarro e álcool, má higienização dentária e alimentação inadequada, apesar de que muitos jovens são diagnosticados com câncer por diversos outros fatores.
  • Mas, assim como em outros tipos de cânceres, a melhor forma de diagnóstico é o precoce, principalmente com o envolvimento de outros profissionais nas consultas e exames de praxe.
  • Profissionais como odontólogos, otorrinolaringologista, bucomaxilofacial e endocrinologista são fundamentais para a identificação de lesões malignas em estágio inicial, facilitando o tratamento e as chances de cura do paciente.
  • Alguns sintomas que necessitam de investigação médica são lesões dolorosas nos lábios e na boca que não cicatrizam, rouquidão persistente e pacientes fumantes acometidos com dor de garganta.