Edmilson Teixeira

5 de julho de 2018

Compromisso no PMN

A pré-candidata a deputada federal, Olívia Tenório está assumindo a presidência municipal do PMN de Maceió. Com apenas 26 anos, a jovem advogada que esbanja uma habilidade sem igual em seus discursos, sobretudo de inovação política, selou seu compromisso nesta quarta-feira, a fim de comandar na capital, a sigla partidária que em alagoas e presidida pelo pai, o deputado Francisco Tenório.  No ano passado, Olívia ocupou o cargo na Prefeitura de Maceió, de secretária adjunta Especial de Políticas para Juventude.

Atalaia eleição 2018

Em se tratando de eleição 2018, no município de Atalaia, o prefeito Chico Vigário (MDB) apoiará a reeleição da deputada estadual Jô Pereira (MDB), enquanto que seu irmão, o vereador Fernando Vigário (MDB) declarou seu apoio para a economista, Fátima Canuto (PRTB), candidata que vem abocanhando lideranças dos quatro cantos de Alagoas, a fim de ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa. Fátima é mãe de Renatinho (PSDB) prefeito do Pilar e filha do saudoso Rubens Canuto, que chegou a ser deputado estadual nos anos 70.

Sem os prefeitos

Otimismo é a palavra chave que podemos dizer, quanto à reeleição do deputado federal Carimbão (Avante) e de seu filho, Carimbinho, esse para estadual. A revelação é do próprio parlamentar federal, que ao contrário de seus atuais companheiros de bancada, não terá nenhum prefeito lhe apoiando, este ano, pelo menos até agora. Carimbão diz que está presente nas primeiras colocações de todas as últimas pesquisas internas que estão sendo feitas em Alagoas, recomendadas pelo MDB.

Histórico

Há dois anos, Olívia Tenório entrou no mundo da política com a etiqueta partidária do PDT. Disputou uma vaga de vereadora por Maceió, ocasião em que obteve 4.723 votos. Pois se não houvesse essa frescura de coligação; a garota estaria hoje como parlamentar, visto que três candidatos que tiveram menos votos, como: Samyr Malta –PSDC (4.690), Siderlane Mendonça -PEN- (4.110) e Luciano Marinho-PTN (3.663) foram eleitos.

Delmiro Gouveia

Enquanto que em muitos municípios, a exemplo de Maceió as Prefeituras estão no sufoco, a fim de garantir reajuste salarial para os professores, cuja média estadual se estabelece num percentual de 3%, em Delmiro Gouveia a categoria rejeita uma proposta do prefeito Padre Eraldo que é de quase 7%.

Delmiro Gouveia II

O líder do Sinteal, Pedro Pereira, explicou que a categoria assimilou com certo nível de simpatia a proposta da gestão; porém o que não agradou, segundo ele,  foi à forma da divisão. É que o prefeito Padre Eraldo propôs  na quarta-feira da semana passada, o reajuste de 6,81%, onde 3% a partir deste mês, e o restante, 3,81% para outubro próximo.  Detalhe: os educadores ainda vão se reunir numa assembleia, a fim de analisar a proposta. É brincadeira!

Barra de Santo Antônio

O governo do Estado está abraçando um projeto de urbanização de um trecho nas margens do rio Jirituba, que fica enfrente a Prefeitura. O secretário de Turismo, Ronaldo Lessa está delirante com a parceria, sobretudo pelo fato, de que a gestão da prefeita Emanuele Moura está focada no desenvolvimento turístico da região.

Barra de Santo Antônio II

“A natureza nos ofereceu o que há de mais encantador na orla de Alagoas; pois é com investimento de infraestrutura que a gente trabalha no sentido de garantir uma cidade aconchegante e atraente para o turista em geral”, disse Ronaldo Lessa acreditando no potencial existente da Barra, que pouco foi explorado comercialmente ao longo desses tempos.

Comarcas

Ontem, o presidente do TJ/AL, desembargador Otávio Leão Praxedes, empossou 32 novos assessores de magistrados titulares das Comarcas de Maceió, Penedo e Arapiraca, todas de 3ª entrância. “A expectativa é que os senhores contribuam, de fato, para dar uma maior agilidade no trâmite processual e, por consequência, no atendimento à população que recorre ao Judiciário em busca de seus direitos”, afirmou.

Arapiraca

Na terça-feira em Arapiraca, uma operação deflagrada  resultou na apreensão de R$ 12 mil em cédulas falsas e nas prisões de quatro homens suspeitos de integrar uma organização criminosa especializada em comercializar dinheiro falso. De acordo com o delegado Thiago Prado, os elementos: Geovane Febrônio, 32; Alessandro Jacinto, 24; Edilson Alves, 32, e Edmilson Alves, 34, foram localizados nos bairros Baixão e Planalto. O “cabeça” do esquema criminoso seria Geovane, e os demais eram revendedores de cédulas falsas.