Flávio Gomes

26 de junho de 2018

Esqueletos fósseis

Míriam Leitão, em “O Globo”: “A conta de R$ 17 bilhões que a Petrobras foi condenada a pagar a 51 mil funcionários ativos e aposentados é mais um esqueleto deixado pela gestão petista. A quantia é uma enormidade. Para se ter a ideia, toda a receita estimada pelo estado do Espírito Santo este ano é de R$ 16,8 bilhões. É equivalente a 23 vezes o Orçamento do Ministério da Cultura, antes dos cortes impostos pelo governo. O acordo foi feito pela Petrobras quando ela era presidida por José Sérgio Gabrielli e tinha um sindicalista na diretoria de Recursos Humanos. Foi considerado muito generoso na época e os dois lados comemoraram os resultados da Remuneração Mínima de Nível e Regime. Os jornais dos sindicatos explicaram como se calculava o piso e era exatamente como a empresa estava executando. E ao contrário do que foi dito por alguns ministros do TST, não trata o trabalhador em área de risco da mesma forma que o do escritório. Há diferenças de pisos. O acordo coletivo foi confirmado em 2009 e só virou um problema três anos depois de assinado, quando os sindicatos perceberam que o texto continha brechas que permitiriam outro entendimento. E, obviamente, passaram a requerer mais. Esse é o papel dos representantes sindicais.”
Favas contadas

Para o cientista político Eduardo Magalhães, Renan Filho pode se considerar reeleito. Foi o que disse no programa Conjuntura, da TV Mar. Para Magalhães, não existe mais tempo para o principal grupo de oposição, liderado por PSDB e PP, arranjar um candidato com possibilidades concretas de vencer o governador.

Se…

Na opinião de Magalhães, esse candidato poderia ter sido Rodrigo Cunha, se, ao invés de concorrer ao Senado, optasse por disputar o governo. Agora, a pouco mais de três meses da eleição, não tem como surgir outro adversário viável para Renan Filho, diz o cientista político. “O perfil de Rodrigo é mais para o executivo”, alega.

Motivação

Foi lançado ontem o movimento “Reaja Alagoas”, pelo deputado estadual e pré-candidato ao senado Rodrigo Cunha (PSDB), para incentivar os alagoanos à participação mais ativa na política. “Qual é Alagoas que você quer?” é a proposta para um maior engajamento dos eleitores, além das ações nas redes sociais.

Sinal

Um alerta para o desinteresse do eleitor brasileiro foi dado domingo, na eleição suplementar para governador do Tocantins: a soma de brancos, nulos e abstenções superou o total da votação dos dois candidatos. Não participaram 51,83% dos aptos a votar (527.868 eleitores). Mauro Carlesse (PHS) ganhou com 368.553 votos.

Merecimento

Renan Filho anunciou um prêmio estadual de jornalismo para homenagear Audálio Dantas, conterrâneo de Tanque D’Arca que fez carreira de sucesso em São Paulo. O governador delegou à Secom a tarefa de cuidar dessa questão, para lançar o prêmio no segundo semestre, numa feira literária em Tanque DArca.

Compromisso

Marina Silva: “Vamos governar com os melhores. Existe gente boa na academia, nos movimentos sociais, nos empresários. Esse é o momento de unir o Brasil. Marina coloca a responsabilidade de mudar o Brasil para o brasileiro. “Só a sociedade brasileira pode fazer essa mudança. Se eu for eleita ela já estará fazendo.”

 

* A Prefeitura de Maceió realiza, somente até hoje, um mutirão para assinatura dos contratos de moradia das famílias beneficiadas com imóvel no Residencial Jorge Quintella. Das 8 às 16 horas, no Clube Fênix Alagoana, por ordem alfabética.

 

* O Arraiá da Inclusão acontece hoje, 13 horas, no Pavilhão das Quadrilhas, ao lado do Memorial à República, em Jaraguá. A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde de Maceió e a Fundação Municipal de Ação Cultural.

 

* A nova edição da revista Secult em Cena tem como tema principal o Centro de Belas Artes de Alagoas. A revista é semestral e, nesta 5a edição, abrange diversos segmentos da cultura alagoana e textos especiais sobre os Mestres do Patrimônio Vivo.

*As inscrições para a terceira edição do Edital Algás Social terminam 5 de julho, às 17 horas, para projetos sociais em cultura, educação, esporte, meio ambiente ou saúde com valores de até R$ 30 mil para cada um. Contato: www.algas.com.br/editalsocial,

*Interessados em participar do 4º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Alagoas podem inscrever seus trabalhos até 15 de julho. Ficha de inscrição e edital disponíveis nos sites www.diteal.al.gov.br e www.cultura.al.gov.br. As inscrições são gratuitas.

*Ao empatar em 1×1 com o Paysandu, sábado, em Maceió, o CRB perdeu a chance de sair da zona do rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Hoje, às 21h30m, em Goiânia, enfrenta o Goiás, que também tenta fugir do rebaixamento.

 

“Seria um esculacho da justiça brasileira colocar em liberdade o senhor Lula”

Jair Bolsonaro

Deputado federal do PSL/RJ e pré-candidato à Presidência da República