Cidades

13 de abril de 2021 11:29

Cerca de 300 kg de carnes estragadas foram apreendidas durante fiscalização

Ação que antecede o mutirão de limpeza aconteceu na manhã desta terça (13), e além das carnes foram apreendidos itens em desuso no Mercado Público do Tabuleiro

↑ Foto: Divulgação/GGI da Covid-19

Quase 300 quilos de carnes estragadas foram apreendidas durante uma fiscalização da Vigilância Sanitária em parceria com órgãos da Prefeitura de Maceió, No mercado Público do Tabuleiro na manhã desta terça-feira (13).

Durante a ação dos órgãos públicos, além do alimento impróprio para consumo, eletrodomésticos e outros materiais de uso dos comerciantes foram apreendidos pelas más condições para serem usados.

A ação que ainda não foi concluída aponta que até o momento foram apreendidas facas enferrujadas, três freezers, duas balanças e aproximadamente 10 tábuas e 30 isopores. O intuito principal da fiscalização era apreender equipamentos antigos, que estivesse em desuso, mas, os agentes sanitários se deparam com a carne que não poderia ser comercializada e nem está no local.

Airton dos Santos, coordenador-geral da Vigilância Sanitária, ressalta que a situação do mercado público de Maceió é complicada e que a nova Gestão da Prefeitura tenta trabalhar para organizar tudo. “São apenas 90 dias de administração e nós estamos fazendo a operação desde às 6h30 em relação ao recolhimento de materiais e eletrodomésticos que não estão em bom estado de conservação. Além disso, realizamos operação de rotina para garantir a segurança dos consumidores’’.

Santos disse que os comerciantes vão ser autuados pelo alimento estragado e o valor da multa ainda vai ser estabelecido pelo órgão. E esclarece que a intenção da ação é ajudar os comerciantes para que o órgão não encontre outras situações como essa das carnes estragadas. “Em outras operações, obtivemos resultados positivos’’.

O órgão também deu um prazo de 20 a 30 dias para que os comerciantes se adequem e organizem suas barracas. O vendedor que cumprir com as recomendações e tiver apto para comercializar no espaço ganhará um selo “Pode comprar aqui’’ que servirá como um guia para os clientes adquirir suas compras em um ambiente limpo e seguro.

A fiscalização antecede o mutirão de limpeza e sanitização que acontecerá nos dias 19 e 20 de abril.  Ação é com objetivo de adequar o mercado do Tabuleiro às normas de prevenção à Covid-19 e de higiene sanitária.

Na operação desta manhã participaram: equipes do Gabinete de Gestão Integrada para o Enfrentamento à Covid-19 (GGI da Covid-19), da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra), da Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes), da Secretaria Municipal De Segurança Comunitária E Convívio Social (Semscs), da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Superintendência de Iluminação Pública (Sima) e da Superintendência de Desenvolvimento Sustentável (SEMDS).

 

 

 

Fonte: Da redação

Comentários

MAIS NO TH