Sérgio Toledo

20 de julho de 2020

CAPACETE X MÁSCARA.

Foi uma luta para que os motociclistas e ou motoqueiros entendessem que o capacete é de primordial importância e salva vidas.
Usavam capacete na mão, no punho, no antebraço, no ombro, no bagageiro da moto, na cabeça sem afivelar e por aí vai.
Muitos perderam a vida. Muitos ficaram inválidos. Muitos inválidos e com vida vegetativa sobre um leito de hospital ou em casa.
Até que a luz do final do túnel ficou enorme e passaram a acreditar que valia a pena usar o capacete na cabeça e afivelado! Todos ficaram protegidos e salvos na sua grande maioria.
Agora a luta da vez é o uso da máscara.
Máscara na boca, no pescoço, na orelha direita ou na orelha esquerda, na mão, no punho, no antebraço, no bolso. Sem máscara na grande maioria. No final de semana na orla de Maceió.
A grande maioria dos caminhantes, corredores, ciclistas, etc. Sem máscara ou no local indevido. E a grande maioria jovens entre 15 e 35 anos que teimam em não se proteger e proteger o próximo. Que estavam cada vez mais próximos pois a aglomeração já se fazia acontecer.
Por que será que a educação passa longe das pessoas? Por que será que a indisciplina passa tão perto das pessoas? Acredito que todos acham feio seguir as normas e as leis! E pensar que essa turma jovem será o futuro do País! Estamos fritos e fuzilados como dizia Professor Manlio Nápoli grande ortopedista brasileiro. Especialista em pé e tornozelo.
Acredito que com a atitude dos jovens teremos em breve a segunda onda de contágio da covid-19. E com certeza os jovens serão as próximas vítimas.
Vamos torcer para que como o uso do capacete o da máscara seja entendido. No caso rapidamente pois para o vírus o tempo é ouro!