Sérgio Toledo

23 de junho de 2020

Estudos sobre as diversas facetas do coronavírus.

Além dos trabalhos para se chegar o mais rápido possível a uma vacina eficiente contra o vírus sarcov2 temos muitos outros trabalhos sendo desenvolvidos para ajudar a entender a atuação do mesmo.
Estudiosos de Campinas Brasil e Londres Reino Unido fazendo vários trabalhos estatísticos chegam a conclusão que alguns dados são importantes. Obesidade, alcoolismo, tabagismo, deficiência de vitamina D, afecções pulmonares como o DPOC e o CA de pulmão, facilitam a ação do vírus e consequentemente as complicações e morte.
Por outro lado o inverso dificulta a proliferação do vírus e sua evolução letal. Atividade física, alimentação regrada, bebidas alcoólicas socialmente, zero tabagismo, sol para vitamina D.
O uso de anti coagulante. Inicialmente já havia sido constatada a boa atuação do medicamento injetável subcutâneo. Agora também o medicamento por via oral tem atuação no pós coronavírus.
Um fato importante que os setores responsáveis pelas vacinações no Brasil estão cobrando dos brasileiros. Vacinar contra o sarampo e a gripe H1N1 além de outras vacinas dos calendários normais não podem deixar de serem feitas.
Acrescento aqui também para todos brasileiros e brasileiras que não deixem de realizar seus exames periódicos! Já estamos no meio do ano e muitas pessoas estão sem fazer suas visitas aos médicos. Entendo que o não sair de casa e o distanciamento social esteja sendo o responsável. E muitos médicos não estão indo aos consultórios. Poderemos ter muitos problemas. E as vezes até situações que podem ficar irreversíveis. Fica aqui o alerta.