Sérgio Toledo

16 de junho de 2020

Os cuidados com reabertura ou retomada ou saída da quarentena.

Falei anteriormente que tudo depende da educação. E da educação pelo exemplo.
Um artigo publicado em março de 2020 pelo Imperial College de Londres fala que teremos x ou y quantidade de infectados, curados, internados em UTI e de mortos dependendo de ações dos governantes e claro da posição da população brasileira.
Sem intervenções de mitigação: 1.152.283 mortes por covid-19.
Com distanciamento social da população inteira: 627.047 mortes por covid-19.
Com distanciamento social aprimorado por idosos: 529.779 mortes por covid-19.
Com supressão tardia: 206.087 mortes por covid-19.
Com supressão precoce: 44.212 mortes por covid-19.
Onde realmente estamos?
O Brasil tem uma grande dificuldade devido o tamanho continental que apresenta. Outra está ligada ao início da infecção pelo covid-19. São Paulo e Rio de Janeiro foram os primeiros. Amazonas e Ceará também. Aí vai a pergunta: mais por que?
São Paulo e Rio de Janeiro temos a resposta. Viagens fáceis para o exterior devido ao poder aquisitivo da população. E os outros dois? Amazonas por ser muito visitado pelos chineses e japoneses devido a floresta amazônica. Ceará que devido a facilidade dada ao turismo internacional também entra no rol.
Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Tiveram início muito depois. Como estão liberando antes vão ter provavelmente ondas secundárias de contágio e mortes. Vão ter que fechar alguns locais de comércio e municípios.
O nordeste. Pernambuco saíu primeiro. Depois do Ceará. Já deve estar entrando em estabilidade. Está reabrindo.
E nós? Parece que estamos chegando a uma estabilização. Será que a reabertura, a retomada ou a saída da quarentena irá ser sustentável? Vamos ver para crer. Dependerá muito da nossa educação. Protejo a mim e a você. Uso de máscara no local certo. Distanciamento. Uso de higiene ao lavar mãos e passar o álcool em gel.