A Palavra em palavras

2 de outubro de 2018

DIANTE DAS PAIXÕES E ELEIÇÕES, O AMOR

O amor é paciente.

Sabe quando falar ou silenciar,

Ouvir ou fazer.

O amor adéqua coração e mente.

.

O amor não se rende às paixões,

Mas sabe escolher se as pode realizar:

Só o fará se não forem ilusões.

O amor não se permite deixar de amar.

.

Amor não se nega em tempos de eleições:

Respeita, silencia, dialoga. Multiplica-se e refaz.

Suporta e não declara guerra em vez da paz.

.

O amor nunca deixa de sonhar.

O amor faz o coração pensar.

O amor se alimenta de amar.

.

Maceió, 02 de outubro de 2018.

Alisson Francisco R. Barreto[1]

 

[1] Poeta, filósofo; bacharel em Direito, pós-graduado. Estudante de Teologia, no Seminário Arquidiocesano de Maceió. Fundador dos Amigos Marianos Missionários da Eucaristia – Amme (nas redes sociais: @amme.33), autor do livro “Pensando com Poesia” (disponível em americanas.com) e autor deste blog (“A Palavra em palavras”), disponível na Tribuna (leia-se TribunaHoje.com), desde 2011. Twitter do autor: @alissonbarreto1