Flávio Gomes

14 de setembro de 2018

Basta de radicalismo

Bruno Boghossian, na “Folha de São Paulo”: “O processo democrático rola ladeira abaixo com o atentado a Jair Bolsonaro (PSL). O ataque a faca ao candidato cristaliza o ambiente radicalizado que domina o país e confere traços primitivos à disputa política. Há dois caminhos no fim dessa descida: uma barreira de contenção e um precipício. O acirramento do debate eleitoral produziu um estado de anomalia em que um cidadão julgou ser legítima a tentativa de eliminar com violência um adversário. A polarização política, nutrida por anos, abriu espaço para a convicção absurda de que a força poderia ser usada para calar alguém que pensa diferente. Pouco importa agora se Bolsonaro tem posições radicais ou se é intolerante; ou se o autor do atentado tem problemas psicológicos. A arena política saiu do controle. Cabe aos protagonistas dessa cena a tarefa de domar o monstro – ainda que nenhum deles queira ou deva assumir sozinho sua paternidade. Se o ataque não servir para que os líderes percebam que a radicalização precisa ser contida, e não alimentada em troca de benefícios eleitorais, desceremos os últimos metros rumo à barbárie absoluta. Alguém acha aceitável que a eleição se transforme em batalha campal? Ainda que Bolsonaro soe antidemocrático para uma parcela significativa do eleitorado, ele tem direito de participar da disputa e defender suas plataformas – não só porque muitos o apoiam, mas porque não há outra forma de democracia.”

Prioridade

Renan Filho: “Maceió se transformou no principal destino da CVC, maior operadora de turismo da América Latina. As belezas naturais a gente sempre teve, a rede hoteleira de primeira linha, também. Saímos do mapa da violência, que tirava muita gente daqui. Agora precisamos cumprir a agenda do esgotamento sanitário.”

Novo tom

O deputado estadual Rodrigo Cunha, candidato do PSDB ao Senado, fugiu ao seu estilo para reagir a alguns ataques de baixo nível que vem sofrendo durante a campanha: “Tem gente aí que se não for eleito vai preso. Então, ou a gente se mexe ou vai lhe dar uma vaga no Congresso Nacional, em Brasília, em lugar da prisão”.

Risco

O senador Renan Calheiros vive, certamente, sua eleição mais difícil. Não por acaso, Flávio Moreno, agente da PF e candidato a senador pelo PSL, tem repetido: “Se ele perder o mandato, em fevereiro será encaminhado para Curitiba”. Naturalmente, uma referência ao juiz Sérgio Moro, que comanda a Operação Lava Jato.

Lucidez

Do médico Hemerson Casado, candidato a deputado federal pelo PP, que perdeu a fala por contrair ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica) e só se comunica por um dispositivo – Tobii – instalado em seu computador: “Não sou nenhum incapaz. Minha mente está muito lúcida e ela permite que eu lute pelos meus projetos na Câmara.”

Registro

Foi sepultado ontem, no Parque das Flores, aos 74 anos, o procurador de Estado aposentado José Carlos Tavares Santa Rita. Sua única experiência política foi como prefeito de Traipu, ainda como aluno do Colégio Marista. Não disputou mais cargo eletivo, mas foi por muitos anos secretário estadual de Administração.

Opinião

Alexandre Thiollier, advogado, falecido esta semana: “A crise que o país atravessa não é jurídica nem política. É moral. Não mais há condições morais de se prosseguir fingindo que nada aconteceu. As normas orientadoras das ações de cada um de nós foram todas rasgadas. O mau virou o certo, e o errado se transformou no bom.”

* A prestação de contas do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, explicando em detalhes os recursos financeiros repassados, deve ser encaminhada à Justiça Eleitoral, pela internet, de hoje até o dia 13 de setembro.

* A Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer lança, ao longo deste mês, o “Setembro Dourado”, período de alerta sobre sinais e sintomas do câncer infanto-juvenil. Contato: 2122-9400

*O Ministério Público do Trabalho em Alagoas realiza, hoje, uma audiência pública para discutir a Norma Regulamentadora Nº 31, os processos de recuperação judicial no setor sucroalcooleiro e a utilização do sistema ESocial. Às 8 horas, no Sebrae.

*A Ufal sediará o 10º Simpósio Brasileiro de Psicologia Política, de 29 de outubro a 1º de novembro, no Campus A.C. Simões. O tema é “Psicologia política no Brasil e enfrentamentos a processos antidemocráticos”. Submissão de trabalhos só até hoje.

*O Maceió Shopping recebe, com apoio do site Maceió 40 Graus, a exposição “Théo e Mamãe na Folia”, realizada pelo Museu Théo Brandão e bloco Filhinhos da Mamãe. Às 18 horas de hoje, na praça central, tem apresentação dos Seresteiros da Pitanguinha.

*O cantor e ator Daniel Boaventura se apresenta hoje no Teatro Gustavo Leite, do Centro de Convenções de Maceió, lançando seu novo DVD, “Ao vivo no México”. Clássicos internacionais compõem o seu repertório. Às 21 horas. Contato: 3235.5301.

“Meu pai sempre foi muito importante na minha formação”

Renan Calheiros Filho

Governador de Alagoas, em pronunciamento no horário eleitoral