Blog do Dresch

11 de setembro de 2018

Funkeiro polígamo morre e deixa 32 filhos

Aos 49 anos e com um câncer no estômago, morreu no fim de semana em São Paulo, o cantor de funk Wagner Domingues Costa, o Mr. Catra. Formado em direito, sem jamais ter exercido a profissão, e com domínio em quatro línguas (Inglês, Francês, Hebraico e Alemão), Catra tornou-se conhecido pelas suas frases cáusticas e pela sua vida familiar, já que era polígamo (três mulheres) e pai de 32 filhos. Nascido no Borro do Borel, no Rio de Janeiro, ficou conhecido a partir dos anos 1990 quando começou a participar do universo funk carioca.

Três viúvas e 32 órfãos 2

Embora seja oriundo da periferia, Catra foi criado como Playboy. Educado em uma família classe média alta que acolhera sua mãe biológica, estudou em colégios tradicionais da capital fluminense, como o Colégio Pedro II. Entre várias músicas polêmicas de Mr. Catra, está “Bota um chip na Minha”, quando ele se autodenominou “Papai” e dizia na letra “Para de ligar, isso me irrita, quer me rastrear, bota um chip na minha pica”.

Três viúvas e 32 órfãos 3

Catra revelou que estava doente em dezembro do ano passado, mas o tumor foi descoberto no início de 2017. Nos últimos meses havia mudado seus hábitos alimentares e emagrecido mais de 30 quilos. Ele chegou a afirmar que o câncer havia sido desencadeado por seus maus hábitos, do como comer errado e ficar noites sem dormir. “Ele representava coisas essenciais do ethos das periferias urbanas brasileiras, e era um cara alto astral, que sabia gostar de viver” disse Caetano Veloso.

 

A vez dos candidatos trans

As eleições de outubro próximo terão pelo menos 50 candidaturas de pessoas trans, número dez vezes maior que no pleito de 2014, quando apenas 5 se submeteram ao referendo popular, segundo a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra). Segundo a associação, uma candidata concorre ao senado, 33 disputam para deputada estadual e duas a deputada distrital. O PSOL é o partido com o maior número de candidatos trans (20), seguido do PT e do PCdoB (5), PSB (4), PMB (3). PSDB, Rede, MDB e PCB têm duas candidaturas cada. Já o PDT, DEM, Avante, PPS, PP, PTB, PSD e PHS contam com uma candidata cada. O levantamento da Antra inclui tanto as candidaturas de pessoas trans que já retificaram o nome em cartório, como as que registram o nome social. É bom lembrar que o Fundo Partidário destina 30% dos recursos para o gênero feminino. Assim travestis e mulheres transexuais recebem desse fundo.

Preso dono da Pague Menos

O empresário Francisco Deusmar de Queiróz, sócio e fundador da rede de farmácias cearense Pague Menos, uma das maiores do país, foi preso no sábado á noite, em Fortaleza, por crime contra o sistema financeiro. A decisão judicial se refere á sua atuação à frente da Renda Corretora de Valores, entre 2000 e 2006. A ação ainda esta em curso e a condenação não é definitiva.  A rede Pague Menos, em fase de expansão para o Sudeste, conta atualmente com 168 unidades e faturou R$ 6,3 bilhões no ano que passou.

Comoção por Silvânio

O velório e o sepultamento do vereador por Maceió, Silvânio Barbosa, ocorrido ao anoitecer do último domingo, levou milhares de pessoas ao cemitério memorial Parque Maceió, no Benedito Bentes. O velório aconteceu no Colégio Fantástico, do mesmo bairro e o caixão foi transportado até o cemitério em um carro aberto do Corpo de Bombeiros. Silvânio foi assassinado com cerca de 50 facadas pelo jovem Henrique Matheus da Silva, preso no interior da Paraíba, que confessou o latrocínio sem muito esforço.

 

Peregrinação a Juazeiro

O final de semana foi de muita movimentação nas vias que ligam a capital de Alagoas á cidade de Juazeiro, no Ceará. Os romeiros lotaram centenas de ônibus para participar da festa em homenagem a Nossa Senhora das Dores, e a Padre Cícero, padroeiro do Nordeste. A expectativa é de que 10 mil romeiros sigam em direção ao Crato ainda este ano. Para marcar o início da peregrinação, cerca de 100 romeiros participaram de uma missa do envio, que aconteceu na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro de Chã de Bebedouro.

  • A Polícia Federal anunciou que vai aumentar o efetivo de agentes de segurança nas atividades de campanha de cada candidato á presidente da República.
  • A decisão foi tomada após a agressão sofrida pelo candidato Jair Bolsonaro (PSL), durante manifestação de apoio na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, quando foi esfaqueado por um homem que foi preso após a agressão.
  • A PF não detalhou a magnitude do reforço, mas informou que antes do ataque sofrido pelo candidato da extrema-direita, eram 21 agentes que podiam ser utilizados nas atividades de campanha.
  • Após ser operado de urgência para reparar lesões graves na região abdominal, o candidato foi removido ao Hospital Albert Einstein de São Paulo, onde permanece na UTI, mas esta consciente e em boas condições clinicas.