Edmilson Teixeira

7 de setembro de 2018

Flexeiras- eleição 2018

O clima eleitoral 2018 começa a esquentar nos bastidores políticos da pacata cidade alagoana de Flexeiras. Que o diga o presidente da Câmara, vereador André da Téo (PSB), que denuncia um grupo de sua bancada, que agora tenta desestabilizar seu cargo, pelo fato de resolver apoiar dois candidatos nestas eleições, que não constam na órbita política   arquitetada pela  prefeita Maria Isabel Costa Souza, a  Dona Isa. Pois  segundo o próprio André da Téo (PSB) na sessão extraordinária que ocorreu na manhã da última quarta-feira, o tom da conversa entre os parlamentares foi totalmente diferente dos demais dias.

Alvo

Estranha André da Téo que a atitude da vereadora e vice-presidente da Casa, Maria Nazaré (PSC), ao entrar com um recurso solicitando seu afastamento da Presidência  dando conta de uma suposta irregularidade no projeto de mudança do artigo 10 do regimento interno surge como pretexto de um complô de alguns integrantes da bancada.

Convicção

“Não tenho dúvida alguma que tudo isso é fruto da independência que adotei em apoiar um candidato a estadual que contraria o gosto da prefeita; pois já estou sofrendo retaliação depois de ter tomado essa medida contra ela, que sempre esteve ao nosso lado” disse. André está apoiando Léo Loureiro para estadual e Collor para o governo. Pois  gestora queria que ele apoiasse  Jô Pereira e Renan Filho, estadual e governo respectivamente.

Argumento

No pedido de afastamento a vereadora Maria Nazaré afirma que André da Téo não pôs em votação o projeto de resolução n° 01 de 22 de agosto de 2018, que dispõe sobre alteração do art. 10 do regimento interno da Casa. Para André da Téo, o pedido de seu afastamento por essa suposta irregularidade foi uma surpresa, e que esse projeto de alteração no regimento, até o momento foi o primeiro e único apresentando pelos vereadores, Liberato Mitchell (DEM), Maria Cristina (PSDB), e Márcio Viana (PP), que são da Comissão de Justiça, Legislação e Constitucionalidade.

Minador do Negão

O Ministério da Educação divulgou na última terça-feira, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017, que mede a qualidade do ensino no país. O resultado da Prova Brasil aponta que Minador do Negrão, em Alagoas, avançou, chegando a bater a meta estabelecida pelo MEC. No município, o mapa aponta  que houve um grande salto de qualidade, se comparado com o ensino ofertado na rede municipal  nos últimos 6 anos.

Avanços

Em 2015, Minador teve nota 4.1 nas séries iniciais no Fundamental I,  e 2.5 nas séries finais no Fundamental II . O resultado divulgado este ano, mostra o avanço no município. A pontuação nas séries iniciais subiu para 4.3, e nas séries finais de 3.9. Com esta contagem pela primeira vez, o município  conseguiu atingir a meta de avaliação do MEC, que é de 4.3 para este ano nas séries iniciais.

Avaliação

Para o prefeito Gleysson Cardoso, este resultado positivo é fruto do trabalho em equipe realizado pelos servidores da Secretaria de Educação. “O resultado comprova mais uma vez a qualidade do ensino nas escolas da rede municipal e mostra a preocupação da nossa administração em prol de uma Educação de qualidade para as crianças de Minador”, afirma.

Cozinha

Estão abertas as inscrições para o Programa Cozinha Brasil na cidade de Igaci, realizado pela Agreste Saneamento, em parceria com o Sesi.  A iniciativa, que já foi realizada em municípios como São Brás, Feira Grande, Olho D’água Grande, Campo Grande, Girau do Ponciano e Lagoa da Canoa, entre outros, tem o objetivo de reduzir o desperdício de alimentos e promover a utilização total e correta dos alimentos.

Período

O curso acontecerá entre os dias 25 e 27 deste mês  na praça central. Pois  durante as aulas os alunos aprendem, por exemplo, a usar a casca da banana para produzir um saboroso bolo e aproveitar a sobra do arroz e preparar uma farofa colorida, rica em nutrientes e sabor.

Importância

De acordo com Neyla Queiroz, representante da área de Recursos Humanos da Agreste Saneamento, o programa tem o objetivo de ensinar a população a preparar os alimentos de forma inteligente e sem desperdício, reunindo três ingredientes indispensáveis para uma boa refeição – qualidade, economia e sabor.