Blog do Dresch

25 de agosto de 2018

O samba pede passagem na orla

Neste Domingo, o samba alagoano, conduzido por um grupo de artistas, vai tomar conta do espaço fechado, da Av. Silvio Viana, na Ponta Verde. É o projeto “Se Liga na Praia” que surgiu para acrescentar uma nova imagem ao tradicional “Vem Ver a Banda Tocar”, que há anos torna as manhãs de Domingo mais positivas, graças à boa música e o talento da Banda Vulcão da Polícia Militar. A festa contará com a participação do craque Igbonan Rocha e um timaço de artistas/sambistas que vão aumentar o lazer e a alegria do público que frequenta a rua fechada da orla de Ponta Verde.

Samba pede passagem na orla 2

O novo projeto foi elaborado pela Liga Carnavalesca de Maceió, pela Polícia Militar e pelo Instituto Zumbi dos Palmares. O objetivo é acrescentar ao “Vem Ver a Banda Tocar” um novo espaço para os artistas da terra, um Domingo a cada mês. Agora é a vez do samba. Em setembro o programa vai homenagear o rádio de Alagoas, com cantores e músicos que fizeram história e que participam dos 70 anos da Rádio Difusora, comemorado em 16 de setembro.

 

Lula busca justiça em Haia

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende levar o seu caso ao Tribunal Penal Internacional, com sede em Haia, nos Países Baixos. Composto por 122 países o Tribunal estabelece que para uma ação tramitar na Corte de Haia, é preciso que uma das nações faça o pedido. São vários os países simpáticos à causa de Lula. No caso, só levando em conta países sul-americanos, defendem Lula os governos da Venezuela, Bolívia, Colômbia, Costa Rica e México. Para emplacar o caso Lula na Corte de Haia, a defesa vai tentar enquadrá-lo no artigo 5º do Estatuto de Roma, que prevê, entre os delitos previstos, os Crimes Contra a Humanidade. Nesta modalidade esta inclusa a possibilidade de prisões ilegais. O Código tem força de lei no Brasil e deve, obrigatoriamente, ser seguido perlas autoridades nacionais. Uma vitória em Haia, teria um peso legal. Lula está preso arbitrariamente, por conta da decisão antecipada, da “parcialidade e perseguição” por parte de alguns juízes e do Ministério Público, garante a defesa.

Um sanduíche fatal

Uma fatalidade aconteceu esta semana em um carro de sanduíches em Águas Claras, da periferia de Brasília. O dentista Hamilton Monteiro, 37 anos, morreu após se engasgar com um pedaço de sanduíche de filé que comia. Um irmão que o acompanhava não conseguiu ajuda-lo a retomar o fôlego. Quando o Samu chegou o dentista já estava inconsciente. Foi tentada a reanimação, mas Hamilton acabou falecendo. A causa da morte foi registrada como obstrução da via respiratória superior.

A Índia vai para o espaço

Até o ano de 2022 a Índia enviará uma missão tripulada ao espaço, anunciou o primeiro-ministro indiano Narendra Modi em discurso à nação. Será o quarto país, após Rússia, Estados Unidos e China, a realizar a façanha científica e tecnológica, destacou o líder. O governo daquele país aumentou nos últimos dez anos os investimentos no programa espacial. Assim poderá enviar, já em 2019 uma missão não tripulada a Lua. Em fevereiro de 2017 a Organização Indiana de Pesquisa Espacial colocou 104 satélites em órbita, com apenas um foguete, um recorde internacional.

Prevenção à obesidade

Alagoas receberá R$ 250 mil para que sejam apresentados projetos que propõem ações de prevenção, diagnóstico e tratamento da obesidade. O Ministério da Saúde abriu uma chamada pública envolvendo todos os estados e investindo no total R$ 10 milhões para 27 universidades públicas selecionadas. O objetivo do Ministério é qualificar a assistência e ações de prevenção e controle da obesidade, que já afeta 18,9% da população adulta nas capitais brasileiras.

Prevenção a obesidade 2

Os recursos a serem direcionados ás universidades seguiram análise de critérios socioeconômicos e geográficos, além da cobertura das equipes do Núcleo de Atenção à Saúde da Família na Atenção Básica (NASF-AB). As instituições que atuam em Alagoas e nos estados do Espirito Santo, Amapá, Acre, Roraima, Rondônia, Sergipe e o Distrito Federal receberão até R$ 250 mil. Outras terão direito a R$ 350 e algumas chegarão a R$ 500 mil.

 

  • O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) anunciou que irá recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que concedeu um acréscimo de 25% do valor do benefício pago a aposentados que necessitam do auxílio de terceiros.
  • O órgão acrescentou que aguarda a publicação da decisão para análise do julgamento para interposição dos recursos cabíveis.
  • Atualmente a gratificação é garantida apenas aos aposentados por invalidez e que necessitam pagar a um cuidador, conforme está previsto na Lei de Benefícios Previdenciários.
  • Quem também chiou contra a decisão do STJ foi o Ministério da Fazenda. Segundo a Secretaria da Previdência, vinculada à pasta, o acréscimo ampliado a todos terá um custo extra de R$ 3,5 bilhões.