Sérgio Toledo

22 de agosto de 2018

Reunião de condomínio.

Ontem participei de uma reunião de condomínio no prédio onde resido. Foi “dose para leão”, como diziam no meu tempo. Haja paciência!
Quantas pessoas presentes? Talvez vinte. Que dificuldade de entendimento. A maioria queria falar ao mesmo tempo!
Fiquei pensando sobre a política. Como seriam ou são as reuniões das assembleias legislativas? Sendo federal mais de quinhentos participantes. Puxa para lá, puxa para cá.
Cada um dos condôminos só olhando para o seu nariz ou umbigo! Ninguém olhando para o coletivo. Nas assembleias legislativas e na câmara federal então com fica?
Uma inovação tecnológica para segurança foi apresentada. Que dificuldade de entendimento! Um chip no carro para maior segurança na entrada e saída do prédio. E outras mais com relação aos visitantes. Várias empresas em Maceió já utilizam, como a Santa Casa de Misericórdia e o Hospital Unimed. Então deve funcionar. O dinheiro sairia do condomínio e não dos condôminos, que só pagaria por mais um chip caso tivesse duas vagas de garagem. Doze reais por um chip. Fiquei pensando quinhentos deputados federais votando o orçamento da União!
Depois fiquei pensando mais uma vez, como será a escolha dos candidatos pelos meus vizinhos quando da eleição de outubro próximo.
Sim ainda tivemos a presença ilustre de um investidor que possui dezesseis unidades habitacionais no condomínio, para alugar lógico, e não mora lá, que votou contra o item de segurança.