Blog do Dresch

17 de agosto de 2018

Toffoli quer acabar com feriados do judiciário

O ministro Dias Toffoli, que a partir de 13 de setembro assume a presidência do Supremo tribunal Federal (STF), revelou que pretende enviar uma proposta ao congresso para acabar com os feriados exclusivos do judiciário. Segundo ele devem ser extintos feriados como o Dia da Criação dos Cursos Jurídicos no Brasil, em 11 de agosto; Dia de Todos os Santos em 1º de novembro e a Quarta Feira Santa, já que a Páscoa começa neste dia para juízes federais. Toffoli também estuda acabar com as férias duplas para magistrados.

Foi dada a largada eleitoral

São 1.654 vagas duramente disputadas por 23 mil candidatos a presidente da República, governadores, senadores, deputados federal, estadual e distrital. De acordo com o portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), são 13 candidatos registrados na disputa para a Presidência. Para os governos estaduais são 171 candidatos, com 17 tentando a reeleição. O TSE contabilizou 6.982 candidatos na disputada das 513 vagas de deputado federal. Já para deputado estadual e distrital são 15.605 concorrentes, disputando as 1.059 vagas nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. No Senado, 295 concorrem a 54 cadeiras. Entre todos os cargos, o PSL foi o partido que apresentou o maior número de concorrentes com 1.259, seguindo do PSOL com 1.201, do PT (1.075) e do MDB (1.009). Deste contingente, 30,6% são mulheres.

Lucro do FGTS é distribuído

Até o próximo dia 31 deste mês, a Caixa Econômica Federal estará liberando cerca de R$ 6.23 bilhões, para os trabalhadores que estavam com saldo positivo na conta vinculada em 31 de dezembro de 2017. O dinheiro corresponde à metade do lucro obtido pela CEF, que foi de R$ 12,46 bilhões. A previsão é que todos os 90 milhões de trabalhadores tenham os valores depositados em suas contas até o final do mês. A outra metade será incorporada ao patrimônio líquido do fundo.

 

Os novos laboratórios do CECA

Com a presença da reitora Valéria Correia e do vice-reitor José Vieira, a Universidade Federal de Alagoas (UFAL) inaugurou oficialmente dez novos laboratórios de ensino e pesquisa para os alunos do Centro de Ciências Agrárias (CECA). Além dos espaços físicos, os pesquisadores terão R$ 700 mil para novos equipamentos a serem distribuídos nos espaços inaugurados. Os novos laboratórios permitirão o desenvolvimento de diferentes pesquisas, incentivando os alunos a buscarem resultados condizentes.

Os novos laboratórios do CECA 2

Os laboratórios inaugurados ontem no Centro de Ciências Agrárias da Ufal foram: Laboratório de Produtos Florestais; Laboratório de Ecologia, Conservação e Evolução Biocultural; Laboratório de Química; Laboratório de Ecologia e Artrópodes; Laboratório de Entomologia e Controle Alternativo de Pragas; Laboratório de Tecnologia da Produção, Laboratório de Irrigação e Agrometeorologia; Laboratório de Microscopia e Zoologia; Laboratório Multidisciplinar de Engenharia e o Laboratório de Eletricidade e Eletrônica.

Onde viver bem no mundo

A cidade de Viena tornou-se a mais habitável do planeta, chegando a uma pontuação quase perfeita, 99,1 em 100, no índice que usa critérios como estabilidade, saúde e meio ambiente. A capital austríaca retirou o título de Melbourne, que há sete anos seguidos estava na liderança. Cidades da Austrália e do Canadá conquistaram seis dos dez primeiros lugares e mais uma vez cidades norte-americanas ficaram de fora do top 10.

Onde viver bem no mundo 2

Grandes metrópoles financeiras como Londres e Nova York ocuparam respectivamente a 57ª e 48ª, e sofrem com a sobrecarga do transporte público, os altos níveis de criminalidade e os congestionamentos, que penalizam os londrinos e os visitantes. Papel inverso de cidades asiáticas como Osaka (3º) e Tóquio (7º) que alcançaram as posições graças ao declínio do índice de criminalidade e a melhoria do transporte público.

 

Onde viver bem no mundo 3

Em termos americanos, a cidade melhor ranqueada é Honolulu em 23º, graças a sua baixa densidade populacional, seguida de Pittsburgh na 32º posição, também graças a sua densidade (335 mil habitantes) de 2.324 habitantes por quilômetro quadrado. Na outra parte da tabela de 140 cidades, está Damasco, devastada pela guerra na Síria. E ainda as que sofrem com infraestrutura inadequada como Harare (135º), capital do Zimbábue, ou contaminação severa como Dhaka (139º), capital de Bangladesh.

 

  • Os supermercados brasileiros desperdiçaram, acredite, o equivalente em R$ 3,9 bilhões em frutas, legumes e verduras e produtos das sessões de padaria, peixaria e açougue, isso no ano passado.
  • O levantamento foi feito pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e a Fundação Instituto de Administração (FIA/Provar) junto a 2.335 supermercados brasileiros.
  • Apenas em frutas, verduras e legumes o desperdício atingiu R$ 1,8 bilhão em 2017.
  • Entre os problemas que levam os alimentos a podridão estão os danos mecânicos e na colheita e pós-colheita, no momento da embalagem e do manuseio.
  • Também leve-se em conta a diferença de temperatura da colheita, embalagem e transporte até o destino final.