Blog do Dresch

7 de agosto de 2018

Filho de Jango defende bandeiras do pai, 58 anos depois

Um componente a mais na eleição deste ano: a participação na corrida presidencial de João Goulart Filho, lançado pelo Partido Pátria Livre (PPL) no fim de semana. Filho do ex-presidente João Goulart, o Jango, deposto pelo golpe militar de 1º de abril de 1964, Goulart Filho defende a retomada do nacionalismo e do desenvolvimentismo, propostas que na sua opinião foram interrompidas com a deposição do pai. “Temos de resgatar a proposta daquele momento” defendeu o candidato na convenção do PPL.

Proposta nacionalista 2

O filho do ex-presidente defendeu ainda a redução drástica dos juros, como forma do Estado investir no desenvolvimento social. Goulart destacou também o resgate da soberania, o controle das remessas de lucros das empresas estrangeiras e a revisão do conceito de segurança nacional. Quer propor ainda para a sociedade um debate sobre a reforma agrária, urbana, tributária e educacional.

Proposta nacionalista 3

João Goulart Filho é poeta, filósofo, escritor e fundador do Instituto João Goulart, dedicado à pesquisa histórica e à reflexão sobre o processo político brasileiro, a partir da ótica defendida por seu pai, Foi deputado estadual no Rio Grande do Sul pelo PDT. Como candidato a vice-presidente na sua chapa, está o professor da Universidade Católica de Brasília, Léo Alves.

Desaparecidos após rebeliões

Um relatório entregue ao Ministério dos Direitos Humanos, aponta que até hoje é desconhecido o paradeiro de 79 presos que participaram das rebeliões na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Roraima e na Penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, no início do ano passado. O relatório elaborado pelo Mecanismo Nacional de Prevenção de Combate à Tortura (NMPCT) cita que em Alcaçuz, onde 26 detentos morreram na rebelião, há 71 detentos que constam estar na unidade, mas não foram encontrados durante a visita de monitoramento. Em Monte Cristo, morreram 33 presos, e não foram identificados outros 8 que deveriam estar na penitenciária. Os órgãos públicos desconhecem se esses indivíduos estão mortos ou foragidos. No presídio de Alcaçuz, o número total pode chegar a 90 mortos, sendo 64 desaparecidos mais 26 mortos. Especula-se ainda que muitos corpos podem ter sido incinerados, assim como pode haver corpos enterrados em valas improvisadas e nas fossas sépticas.

Nova greve nos Correios

Trabalhadores dos Correios podem entrar em greve a partir das 22h desta terça feira (7), por falta de acordo entre funcionários e direção para fechar a convenção coletiva deste ano. Os trabalhadores querem 5% de reajuste, mais R$ 300 de aumento além da manutenção do plano de saúde. Até ontem a empresa não havia apresentado nem a reposição da inflação para os salários. Em nota, a direção disse que “ainda está em negociação com as federações da categoria”.

Batalha dos Monstros

O brasiliense Ricardo Corbucci (31) viajou quase dois mil quilômetros até Macapá (AP) para participar da 3ª edição da Batalha dos Monstros e voltou para casa com o prêmio de R$ 6 mil. Ele conseguiu comer cinco hambúrgueres gigantes – de 400g cada, totalizando 2 kg de carne em menos de dez minutos. Ele superou outros nove concorrentes e devorou os cinco sanduíches em oito minutos e 29 segundos. Tudo devidamente documentado e publicado no seu canal no Youtube.

Batalha dos Monstros 2

Para Corbucci foi uma experiência incrível. “Mesmo nervoso, estava confiante por saber da minha capacidade e da minha velocidade” disse. Ele disse que as pessoas enviam convites para vários desafios e participa dos que são possíveis. “Recentemente participei de um desafio para comer três litros de açaí em 30 minutos. Comi em oito” diverte-se o brasiliense. Ele disse que se prepara com muito jejum e sempre trabalhando o psicológico.

 

 

  • Uma invasão ao depósito de veículos apreendidos, pertencente ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) no Tabuleiro dos Martins, chamou a atenção da autarquia. Na oportunidade dois homens chegaram a trocar tiros com o segurança, mas fugiram a seguir. Imaginou-se que eram apenas ladrões de peças de veículos. Não eram.
  • No último Domingo, policiais da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN) e funcionários do Detran realizaram uma vistoria com vistas a realização de um leilão.
  • Acabaram encontrando 30 tabletes de maconha prensada, num total de mais de 20 quilos da droga, escondidos no forro de um carro que seria leiloado e cobertos por algumas roupas.
  • O veículo foi apreendido na Operação Lei Seca há 15 dias, sendo que o condutor empreendeu fuga após a apreensão do veículo, que apresentava problemas com a documentação e com a placa clonada.
  • Os policiais da DRN que estiveram no local sugeriram inclusive que fosse feita uma averiguação mais completa em todos os veículos apreendidos nas operações do Detran, inclusive utilizando cães farejadores.