Flávio Gomes

3 de agosto de 2018

Ditadura partidária

Ricardo Mota, site “Tudo na Hora”: “A vaia que o senador Renan Calheiros recebeu no último domingo, na convenção estadual do PT, é claro que foi motivada também pelo fato de que ele votou pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Ele seria, digamos, o que os petistas chamam de ‘golpista’. Não chamam mais (no caso dele, especificamente). Mas a manifestação dos militantes que não aceitam a coligação com o MDB revela muito mais do que aparenta. Objetivamente: os partidos no Brasil – todos eles – são monumentos ao autoritarismo, são organizações verticalizadas, em que as decisões são tomadas de cima para baixo – e ponto. À direita, à esquerda ou ao centro, os partidos no Brasil são a prova formal e material da falência da atual democracia representativa – que nem democracia é. Os filiados não decidem nada. Só os caciques, ao fim e ao cabo, definem os rumos dos filiados. Esse comportamento tirânico é replicado por todos os dirigentes de legendas, que não querem perder nem dividir o poder que têm de se dar bem. E não é só aqui, em território brasileiro, que isso acontece. Segundo a Transparência Internacional, as organizações partidárias são consideradas as instituições mais corruptas do mundo (para mais de 70% da humanidade). É muito, não é não? É, mas alternativa é política e, acima de tudo, democrática…”

Veto

O senador Fernando Collor (PTC) conversou com o colega Benedito de Lira (PP), com o prefeito Rui Palmeira (PSDB) e com o deputado federal JHC (PSB), buscando fechar sua candidatura ao governo do Estado. Ontem surgiu a informação de que a orientação do PSDB nacional é proibir a coligação com Collor.

Razões

“A determinação é consolidar outra frente aqui em Alagoas, com outras legendas”, revelou ontem um dirigente do PSDB estadual. Rui Palmeira fica, assim, desautorizado a manter o entendimento com Fernando Collor. Resta ao partido manter a candidatura de Rodrigo Cunha ao Senado e buscar alguém para o governo.

Mais um

Citado como candidato a deputado estadual ou federal, o advogado Moacir Teófilo Neto, presidente do PSDB/Arapiraca, divulgou nota anunciando estar fora da eleição deste ano. E deixa aberta uma brecha para futuro: “Mas eu não vou desistir de lutar pela verdade e contra a falta de esperança. Eu tenho fé num futuro melhor.”

“Lanterna”

Segundo a revista “Exame”, o PIB nacional em 2016 “foi 6,9% menor do que em 2014, mas cresceu 1% em 2017 e a estimativa da consultoria Tendências é que cresça outros 1,7% em 2018 e 2,9% em 2019”. Há Estados que terminarão 2019 longe da recuperação plena, como Alagoas (nível -8,4% menor), último do ranking.

Agenda

A jornalista Olívia de Cássia Correia de Cerqueira lança hoje, 19h30m, no Museu da Imagem e do Som, o livro “Mosaicos do Tempo”. É uma autobiografia com referência inclusive a uma doença que aflige sua família há 100 anos. O livro também será lançado em União dos Palmares, dia 22, 19 horas, no Museu Maria Mariá.

Opinião

Jornalista Míriam Leitão: “O PIB per capita vai demorar nove anos para voltar ao pico de antes da crise, estima o economista Samuel Pessôa, do Ibre/FGV. Trata-se da retomada mais lenta em 100 anos de história. O que Pessoa define como a ‘crise do petismo’, iniciada em 2014, provocou uma verdadeira década perdida.”

 

*Faleceu ontem de madrugada o advogado Jorcelino Mendes, pessoa bastante estimada na área jurídica em Alagoas. O sepultamento foi à tarde, no Parque das Flores.

*O vice-procurador-geral do Ministério Público do Trabalho, Luiz Eduardo Guimarães Bojart, estará em Maceió, hoje, para ouvir, no prédio-sede da Procuradoria Regional do Trabalho da 19ª Região, a opinião dos alagoanos sobre a atuação da instituição.

*Acontece hoje, na Casa de Cultura de Arapiraca, A “I ConferênciaDireito, Ruas e Vulnerabilidades”, projeto de extensão da Faculdade Regional da Bahia – UNIRB.

*A Filarmônica de Alagoas faz concerto hoje, 20 horas, no Teatro Deodoro, festejando um ano de atuação, com repertório bastante eclético, incluindo do clássico ao popular. É, na verdade, uma síntese do trabalho até agora. Contato: 99381.6666.

*As happy hours do “Café da Linda”, no foyer do Teatro Deodoro, continuam hoje com duas atrações: Lousanne Azeedo (17 horas) e Nara Cordeiro (20 horas).

*O Teatro do Sesi Arapiraca recebe hoje, a partir das 19 horas, o maranhense Phill Veras e o carioca Castello Branco, especialistas em MPB. Contato: 98815.8200.

*Na sua luta em busca de alcançar a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, o CSA recebe hoje o Juventude, às 21h30m, no Trapichão. Vencer e torcer por tropeço do líder Fortaleza é tudo o que importa para o clube azulino nesta noite.

 

“Que sigamos nessa trajetória com a otimização do tempo”

Marco Aurélio Mello

Ministro do STF, após o tribunal julgar 75 ações em duas sessões plenárias