Edmilson Teixeira

2 de agosto de 2018

Garoto propaganda!

Deputado federal e presidente do  PSB em Alagoas, João Henrique Caldas, o JHC, vem tirando proveito do imbróglio jurídico que envolve: MPF, prefeitos e professores, quanto à questão dos repasses dos precatórios do Fundef. Que o digam seus investimentos pessoais em propagandas pagas em sites e outdoor, focando sua bela imagem estampada em foto, com dizeres de sua luta pela causa.

Embate  

Sobre os precatórios os professores brigam por 60%, mas, os prefeitos estão subordinados a uma determinação do MPF, feita agora em 2018, que sinaliza investir os 100% da verba em serviço de manutenção da Educação.  JHC luta, é claro, pelo direito dos professores. Por sinal muitas Prefeituras que já tiveram acesso ao repasse federal dos precatórios, sobretudo em 2016, já chegaram até a ratear o bolo com os professores concedendo justamente os 60% do valor recebido.

Maragogi / São Miguel

Nesta quinta, JHC estará em Maragogi e manhã em  São Miguel dos Campos,  na plateia dos professores, a fim de  comandar audiências públicas, articuladas pelo próprio. Conforme propaganda de JHC, Alagoas no geral ainda tem Um Bilhão de Reais a receber de precatórios. O parlamentar é coordenador da Comissão Externa da Câmara, sobre o Fundo para o Desenvolvimento da Educação Básica Fundeb.

Boca da Mata

Prefeito Gustavo Feijó que esteve preste a renunciar seu mandato à frente da Prefeitura de Boca da Mata, disse que vai deixar seu vice, Valter Acioli ficar até dezembro à frente da administração. É que desde o início do ano, Feijó tem se dedicado mais ao cargo de presidente do Nordeste da CBF.

Apoio Legislativo

Ao longo deste ano, Gustavo Feijó se afastou da Prefeitura,  amparado em duas licenças que já foram concedidas pela Câmara de Vereadores  e outra está por vir. É que o cartola do futebol alagoano, cujo filho Filipe preside a FAF, passou um mês na Rússia acompanhando o Brasil na Copa do Mundo. “Estou conseguido legalmente licenças Câmara com o apoio da Bancada, para assim continuar afastado do cargo”, justifica.

Traipu / Messias

Insatisfeito com as articulações  do PRTB, o ex-prefeito de Traipu, Eduardo Tavares resolveu retirar sua pré-candidatura a deputado federal. Seguiu a mesma linha do ex-prefeito de Messias, Jarbas Omena, que também se arretou com a maneira de trabalho de Adeilson Bezerra; extremamente subordinada ao Palácio, na função de guiar o PRTB do folclórico Levy Fidelix em Alagoas.

Comunicador

Por falar em PRTB, quem tem uma conversa nesta quinta-feira, com o líder do partido Adelson Bezerra, é o ex-deputado estadual Jeferson Morais. Vai narrar sua insatisfação de fazer parte de um projeto de coligação que não estava programado. “Não sou candidato para servir de escadinha para os outros”, disse, Morais, o jornalista pré-candidato a deputado federal.

Maragogi

Marcos Madeira depois de ocupar por três mandatos seguidos a Prefeitura de Maragogi, isso contando com um do primo; e ter sido o responsável por duas vitoriosas eleições do filho, Marquinhos para deputado estadual, está anunciando agora seu nome, a fim de disputar uma cadeira da Assembleia Legislativa. Integra o PRTB, acreditando que está dentro de um grupo de seis candidatos, que o partido projeta se eleito nas urnas.

Atalaia-

A novidade que surge em Atalaia no campo da Educação, é que a cidade tida como a maior do Vale do Paraíba com mais de 47 mil habitantes, conta agora com uma unidade de ensino superior. Trata-se da Faculdade Cidade Verde, inaugurada oficialmente no último dia 19, por meio de uma parceria com a Prefeitura. O órgão que tem o seu núcleo central em Maringá/PR, e vinculado ao Instituto Moura Educacional funcionará numa escola pública do município. Pois na Faculdade já estão sendo oferecidos cursos de supletivo, graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Atalaia II

Comenta o prefeito Chico Vigário, que a parceria foi firmada, a fim de  oferecer maior comunidade; sobretudo com melhorias para os munícipes e região. “Foi com esse pensamento que aliamos o útil ao agradável, quando até conseguimos junto à Faculdade um desconto especial para os funcionários públicos” disse Vigário, dando conta de ser um produto reconhecido pelo MEC, cuja Faculdade oferta 12 cursos de graduação com aulas semipresenciais e preço acessível para população.