Roberto Baia

1 de agosto de 2018

Impasse em Arapiraca

Um impasse de valores e condições está colocando em risco o abastecimento de carne nos açougues e feiras de Arapiraca. Os marchantes (profissionais responsáveis por vender animais abatidos para o comércio) estão em desacordo com o matadouro da cidade, a FrigoVale, após ajuste do valor da taxa de abate. (Com 7segundos).

De acordo com Marlos dos Santos, representante dos marchantes, a classe está insatisfeita especialmente com o valor da taxa de abate, que será de R$ 94, 02. “atualmente, está em vigor o valor de R$ 68, por 120 dias”, disse.

 

Não respeita

“Esta empresa não respeita a gente, não tem um bom tratamento, o desvio de carne é um absurdo. O valor-base era de 30 reais, e as vísceras estavam a ser decididas pela Justiça, quem tem direito de ficar com elas, com intervenção da Defensoria Pública. Existe uma tabela, que eles podem aumentar anualmente, baseada no IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado). Eles alegam que o valor era promocional. Então, os marchantes cobram que haja um valor fixo justo, o direito às vísceras, e o fim de práticas irregulares”.

 

Abate em Maceió

Segundo Marlos, uma greve foi cogitada pela categoria, provocando o desabastecimento de carne nos açougues e feiras de Arapiraca. Porém, para não gerar prejuízo para o comércio e para os próprios marchantes, a tentativa será a de abater os animais em Maceió a partir desta semana. (Com 7segundos).

 

Justificativa

Em entrevista concedida ao 7segundos, o diretor-executivo da FrigoVale, Jaelson Gomes,  disse que o valor de R$ 94,02 foi previsto em contrato de concessão com a prefeitura, e que o preço de 30 reais foi uma tentativa de atrair os trabalhadores que usam abate clandestino; no entanto, a empresa não conseguiu mantê-lo devido aos altos custos do serviço.

 

Direito às vísceras

Jaelson Gomes explicou, ainda, que o direito às vísceras também foi combinado na concessão pública feita pela Prefeitura de Arapiraca, e que os marchantes têm ciência destas informações desde a implantação da empresa na cidade.

 

Nome confirmado

Em um encontro realizado ontem, terça-feira (31), o diretório do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), realizou a sua convenção regional. Na solenidade que contou com a presença dos pré-candidatos ao senado, Renan Calheiros e Maurício Quintella, o nome do ex-prefeito de Maragogi, Marcos Madeira, foi confirmado como pré-candidato a deputado estadual.

 

Foi prefeito

Prefeito de Maragogi entre os anos de 2005 e 2012, Madeira que é reconhecido por ter promovido desenvolvimento urbano, e também rural – tendo em vista a crescente produção agrícola de assentados, além de consolidar o município como um destino cultural e econômico, também contribuiu para a propagação dos segmentos do turismo e da educação.

 

O encontro

Durante o encontro, ele fez um balanço das principais conquistas enquanto gestor à frente daquele município. “Educação sempre foi um dos pilares da minha administração, e, em minha gestão, conseguimos entre outras coisas, implantar na cidade o Instituto Federal de Alagoas (o Ifal), possibilitando que centenas de pessoas, frequentem um curso de nível superior sem a necessidade de se deslocar para cidades mais distantes, nem de pagar mensalidades para estudar”, afirmou.

 

Arapiraca

A partir desta quarta-feira (1º), a Prefeitura de Arapiraca, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, dará início a uma série de ações em alusão ao projeto Ronda Jovem.

As atividades serão desenvolvidas por meio da Superintendência de Políticas Para a Mulher, e 12 escolas da Rede Municipal de Ensino farão parte do ciclo de palestras do Agosto Lilás, em menção aos 12 anos da Lei Maria da Penha.

 

Já era esperado

As últimas chuvas que caíram no Estado nas últimas 24 horas deixaram em alerta alagoanos que moram próximos a áreas de risco. Mas a Defesa Civil Estadual já informou que a população não precisa se preocupar, pois a quantidade de água precipitada já era a esperada.

 

 

… De acordo com o coordenador estadual, Coronel Moisés Melo, este é denominado como o período da quadra chuvosa, e que uma frente fria atravessa Alagoas.

 

… “As chuvas são constantes em todo o litoral do estado até o baixo São Francisco. A capital gera maior preocupação devido as áreas de encostas”.

 

… “Até o momento choveu em Maceió 20 milímetros e a expectativa é de 50 até o fim do dia”, reforçou o coordenador, pedindo aos motoristas que evitem locais de alagamento.