Blog do Dresch

5 de julho de 2018

Lula detona conduta de Fachin

“Até que apresentem pelo menos uma prova material que macule minha inocência, sou candidato a Presidente da República”, A afirmativa compõe uma carta pública assinada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, onde faz ataques diretos ao relator de seus recursos no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin. Lula diz que foi vítima de uma grande injustiça e que não cometeu nenhum crime e por isso reafirmou que é candidato à presidência,

Exigindo respeito 2

Lula afirmou no documento que Fachin promoveu “manobras jurídicas” para impedir que seus recursos fossem apreciados pela Segunda Turma do Supremo, que tem posição contrária à prisão em segunda instância. É essa jurisprudência, que vigora no STF desde 2016 que antecipou a prisão de Lula. Ele citou que Fachin retirou da Segunda Turma o julgamento do habeas-corpus que poderia impedir sua prisão e o encaminhou ao plenário.

Exigindo respeito 3

O ex-presidente questionou ainda a neutralidade do ministro Edson Fachin: “Tal comportamento, além de me privar da garantia do Juiz natural, é concebível somente para acusadores e defensores, mas totalmente inapropriado para um magistrado, cuja função exige imparcialidade e distanciamento da arena política” afirmou Lula. E conclui: “Não estou pedido favor; estou exigindo respeito”.

 

A volta das que não foram

Uma “luz vermelha” foi acesa no Ministério da Saúde com o surgimento de um número cada vez maior de casos confirmados de doenças consideradas erradicadas. No Amazonas e em Roraima, por exemplo, foram confirmados 500 casos de sarampo, e outros 1,5 mil estão sob investigação. No Rio Grande do Sul, outros seis casos foram confirmados. Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) o certificado de eliminação da circulação do vírus. Países do Mercosul fizeram um acordo para evitar a reintrodução de doenças já eliminadas da região das Américas, incluindo o sarampo, a poliomielite e a rubéola. Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile se comprometeram a reforçar as ações de saúde nas fronteiras e dar assistência aos migrantes para manter em baixa a transmissão de casos. Há um mês, a Opas enviou alerta após a detecção de um caso da doença na Venezuela. Segundo dados do Ministério da Saúde do Brasil, 312 municípios brasileiros estão com cobertura vacinal contra pólio abaixo dos 50%.

 

Tabelinha eleitoral

Uma dupla que infernizava a zaga adversária e criava polêmicas a cada jogo, agora está junta novamente. Mas na política. O ex-jogador Edmundo se filiou ao Podemos, mesmo partido do senador Romário e pretende disputar um mandato à Câmara Federal. Inclusive já consolidou seu afastamento da Fox Sports e da cobertura da Copa do Mundo. Já Romário pretende disputar o governo do Rio.

Tabelinha eleitoral 2

Romário e Edmundo fizeram a dupla de ataque do Vasco em 2000 quando protagonizaram diversos embates, não só com as zagas adversárias, mas também com o presidente do clube, Eurico Miranda. Além deles, quem também pretende renovar o mandato como deputado estadual é outro companheiro de ataque de Romário, o craque Bebeto.

Asfalto em Campo Alegre

Assinada ontem, na Praça Apolinário Rebelo, no centro de Campo Alegre, a ordem de serviço para os serviços de pavimentação asfáltica das principais vias da cidade, beneficiando diretamente a mobilidade da população local. A ordem foi assinada pelo governador Renan Filho que esclareceu ainda que Campo Alegre é o décimo município da região do Agreste, beneficiado com as obras do Pró-Estrada. Em todo o estado, o programa já garantiu os benefícios para 70% dos municípios alagoanos.

Asfalto em Campo Alegre 2

O Pró-Estrada começou a ser implantado em Alagoas a partir de 2016, com o objetivo de elevar o padrão da malha viária do Estado, atendendo a todas as sete regiões. Dos 1.800 quilômetros totais, mais de mil deles já foram beneficiados com o programa, garantindo a segurança viária, potencializando o turismo e possibilitando o escoamento da produção agrícola em vários pontos do Estado.

 

 

  • Um violento choque frontal entre uma carreta em alta velocidade e um veículo popular, provocou a morte de cinco integrantes de uma mesma família, na noite da última segunda-feira, no município de Mamboré, a 485 km de Curitiba.
  • Segundo a Polícia Rodoviária Federal, há indícios de que a colisão ocorreu durante um “racha” entre carretas na rodovia BR 369. Testemunhas teriam presenciado a passagem de carretas em alta velocidade, ocupando as duas faixas de rodagem da pista.
  • No momento do acidente, a carreta que estava na pista contrária, colidiu de frente com o veículo e passou por cima dele. O motorista da carreta envolvido no acidente foi preso no local.
  • Morreram no local do acidente o motorista do veículo (um Escort), José Reinaldo da Cruz (34), Alexandra da Cruz (idade não confirmada), Mariana da Cruz (11), Luan Gabriel da Cruz (9) e Vitória da Cruz de 4 anos.
  • A família, que morava em uma propriedade rural, estaria deixando a cidade de Mamboré após fazer compras em um supermercado. José Reinaldo era funcionário da Prefeitura de Mamboré, mas se desligou em maio deste ano.