Blog do Dresch

30 de junho de 2018

Industria hoteleira se fortalece

Os bons resultados proporcionados pelo setor turístico de Alagoas têm impulsionado, cada vez mais, o setor hoteleiro em Alagoas. O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito atribui esta performance do setor ao protagonismo que Alagoas tem alcançado, especialmente como um dos principais destinos turísticos do país.

Mais e mais leitos 2

Ele cita como exemplo, o fato de que nos últimos três anos e meio, 28 hotéis foram inaugurados em Alagoas, na capital e no interior. Ainda, segundo Brito, até 2020 outros 16 empreendimentos irão abrir suas portas em todas as regiões alagoanas, garantindo mais comodidade e qualidade aos que nos visitam.

Mais e mais leitos 3

Ontem mesmo (28) foi inaugurado o mais novo integrante da rede hoteleira alagoana. Entrou em funcionamento o Hotel Brisa Suítes, na praia da Pajuçara. É o mais novo empreendimento do grupo Brisa Hotéis, e se coloca como o terceiro hotel inaugurado no estado neste ano de 2018.

Mais e mais leitos 4

O Hotel Brisa Suítes teve um investimento em torno de R$ 5 milhões, vai gerar mais de 50 empregos diretos, e ofertará 200 novos leitos. Para os hóspedes o Brisa dispõe de piscina, restaurante panorâmico, sala de jogos e academia, sendo classificado como uma unidade de quatro estrelas.

 

Outro gasto vergonhoso

Magistrados cariocas e seus familiares, terão a partir de agora de pagar suas atividades físicas para manter seus “tanquinhos”. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) proibiu o repasse de verba mensal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para custear despesas com uma academia de ginástica dentro do TJ. O custo da academia era de R$ 5,06 milhões por um contrato de 5 anos. O CNJ considerou o convênio ilegal. Além dos profissionais de educação física, estavam previstos custeios com remuneração de um gerente administrativo, um assistente administrativo, um gerente de qualidade e uma copeira. Apenas os magistrados filiados a Mútua, uma sociedade privada sem fins lucrativos, tinham direito a mordomia.

Dívida da venda da Ceal

Em audiência realizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), não houve acordo entre o Governo de Alagoas e o Governo Federal sobre a questão da dívida sobre a venda da Ceal. A falta de acordo resultou na decisão do ministro Ricardo Lewandwski em suspender a leilão da Eletrobrás Alagoas, que estava marcado para o dia 26 de julho.

Dívida da venda da Ceal 2

Na ação do governo do estado, o controle acionário da Ceal foi transferido à União que repassaria o valor da venda das ações aos cofres de Alagoas. No entanto, após 20 anos, a empresa perdeu o valor de mercado. O processo de venda só foi iniciado em fevereiro deste ano, pelo valor simbólico de R$ 50 mil. O Estado pediu a liminar para que as perdas fossem abatidas da dívida com a União. A dívida apresentada era de R$ 1,7 bilhão. Essa parte do pedido não foi concedida pelo ministro Lewandowski.

Aptidão e talento

A gente sempre soube que o jornalista e juiz aposentado José Firmino de Oliveira, de Arapiraca, tinha aptidão e capacidade para se sobressair nas redações e na interpretação das Letras Jurídicas. Pois não é que ele também é campeão norte-nordeste de tiro esportivo na modalidade de Carabina? A conquista aconteceu agora em junho, em São Luiz do Maranhão. Arapiraca mais uma vez se destaca pelo talento de seus filhos.

Só mudou a foto

Um dos mais importantes diários alemães, o “Bild”, repetiu ontem a capa publicada quando da goleada da seleção germânica por 7 a 1 no Brasil na Copa de 2014. Na oportunidade foi estampada uma foto da comemoração dos alemães em um dos gols e o título “Olne Worte” (Sem palavras). No dia seguinte a desclassificação da Copa da Rússia, a foto foi substituída por jogadores estupefatos após os 2 a zero para a Coreia com o mesmo título “Olne Worte”.

 

 

  • O Governo do Estado faz a entrega neste sábado (30) de 1.040 habitações do Residencial Antônio Lins, em Rio Largo. As famílias beneficiadas com o imóvel são de baixa renda e inscritas no Programa Minha Casa, Minha Vida.
  • São famílias com renda de até R$ 1.800 em situação de risco ou em vulnerabilidade socioeconômica, com prioridade para aquelas compostas por pessoas com deficiência ou chefiadas por mulheres.
  • O contrato será assinado hoje (29) no Ginásio Luís Alves da Silva, ocasião em que os beneficiários terão acesso ao número, lote e quadra de suas novas casas. O sorteio foi feito de forma eletrônica pela Caixa Econômica Federal.
  • No total, serão entregues 1.849 casas, sendo 1.040 erguidas pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura, e as demais 809 pela prefeitura de Rio Largo.
  • Ao todo a Secretaria de Estado investiu R$ 6,5 milhões de recursos próprios para garantir o sistema de água e de esgotamento sanitário para o conjunto Antônio Lins e para o com junto Jarbas Oiticica, entregue em janeiro de 2016.