Sérgio Toledo

28 de junho de 2018

Lombalgia.

Lombalgia.
Dor na região lombar. Dor no lombo. Dor no nervo ciático. E por aí vai. Nomes dados a dor ao nível da região lombar que pode ser provocada por várias razões.
Não poupa ninguém. Do sedentário ao ativo passando pelos atletas amadores e de alto desempenho.
A atividade física realizada com orientação de um educador com certeza não provocará nenhuma dor lombar.
A atividade física realizada aleatoriamente e com excessos com certeza irá trazer algum resultado indesejado entre eles a dor.
Postura no dia a dia também. No trabalho a altura da cadeira, da mesa de trabalho os movimentos repetidos para girar o tronco.
No repouso para dormir, por exemplo, existe uma necessidade de cuidado com o colchão e também com a maneira de deitar.
Os colchões existem de vários tipos e material. Alguns prometem milagres! Outro nem tanto. Enfim: o colchão deve ser firme, porém confortável. O material da espuma deve ser de conformidade com as normas estabelecidas. E o mais importante é a sua densidade. Para cada peso do corpo uma densidade. Não é a soma do peso do casal e sim o peso do que tem o mesmo maior. Densidade média, D28 até 70kgs e D33 de 80 a 90kgs.
Sempre a cada semana mudar a face e a extremidade do colchão. Ou seja: pé para cabeça e cabeça para o pé e mudar a face utilizada. Dormir de lado. Direito ou esquerdo. Colocando um travesseiro entre cabeça e ombro. Ou dormir de barriga para cima. Decúbito dorsal. Nunca dormir de barriga para baixo. Decúbito ventral.