Roberto Baia

24 de Maio de 2018

Unicoworking abre as portas

Arapiraca ganhou na última quarta-feira, 23, o Unicoworking, um espaço compartilhado de trabalho, ideal para reuniões, videoconferências, palestras e cursos. O projeto foi idealizado pelo advogado Cláudio Canuto e está localizado na Avenida Ceci Cunha, com uma grande estrutura: auditório para 30 pessoas, com tela retrátil; sala de treinamento e salas de atendimento para duas, quatro e cinco pessoas, além de 13 estações individuais de trabalho.

O funcionamento será de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 18h. (Com Live Comunicação).

 

Capacitação

Durante a programação da 8ª edição da Semana 100% Mamãe Bebê, dentistas do município receberam, na tarde de terça-feira (22), uma capacitação sobre os cuidados com a saúde bucal dos bebês. O encontro aconteceu no auditório do Centro de Referência Integrada de Arapiraca (CRIA).

 

Dentistas

Cerca de 45 dentistas participaram da palestra, ministrada pela Dra. Betatuska Frazão, que teve como tema Odontologia para Bebês. Na oportunidade, foram debatidos vários temas envolvendo as anomalias frequentes na Odontologia Neonatal.

 

Saúde bucal

A coordenadora da Saúde Bucal, Érica Paula Barbosa, destaca a importância da qualificação para os profissionais. “A palestra ministrada pela Dra. Betatuska é muito importante e faz parte da educação continuada para os dentistas”, declara Érica Paula. (Com ASCOM).

Ainda na programação, auxiliares da saúde bucal receberam, 3° Centro De Saúde de Arapiraca, uma oficina com atividades educativas e preventivas. Elas trocaram informações sobre a saúde bucal vista no dia-a-dia.

 

Palmeira dos Índios

O prefeito Júlio Cezar solicitou que a escala de plantão dos médicos que atuam na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Palmeira dos Índios seja ampliada de dois para três profissionais, inclusive com a permanência de um pediatra, das 7h às 19h.

 

Pagamento

Terça-feira (22), durante visita à Unidade, o prefeito deixou claro que o município cumpre rigorosamente o pagamento dos funcionários da instituição, mas exige que os médicos também cumpram o juramento que fizeram para exercer a profissão de não omitir socorro a quem necessita dos serviços de saúde. O prefeito discorda totalmente da operação padrão na Unidade, que restringe o número de atendimento para 140 pacientes.

 

 Nota técnica

 

O Instituto Pernambucano de Assistência e Saúde (IPAS) enviou uma nota técnica à prefeitura, onde afirma que não compactua com a medida adotada pelos médicos. O IPAS garantiu que a empresa apoia as decisões tomadas pelo município e que não vai cruzar os braços diante da situação. O contrato do município com o Instituto será encerrado dia 28 de junho e outra empresa assumirá a administração da Unidade.

 

Procedimento

De acordo com o prefeito Júlio Cezar, o procedimento adotado pelos médicos é omissão de socorro. “Estamos cumprindo a nossa parte e eles precisam cumprir a deles. Inclusive, cumprir o juramento que fizeram de salvar vidas e atender à população. Isso é omissão de socorro. É verdade que demos um aviso prévio e dia 28 de junho essa empresa sai de Palmeira dos Índios. Mas até lá, o atendimento à população está assegurado. E nós não vamos permitir que essa operação padrão se estenda. Por isso vim aqui conversar com a população, ver de perto o funcionamento da Unidade e vamos ampliar a escala”, afirmou o prefeito.

 

Pacientes

E continuou. “Se a situação persistir, vou entrar na Justiça com um mandado de segurança contra o que estão fazendo isso com a população. Os pacientes precisam ser atendidos na hora em que procurarem os serviços da UPA, pois a porta é aberta 24h. É para atender a população e atender bem, pois os médicos se formaram para isso e ganham para trabalhar. Se não querem trabalhar na Upa de Palmeira, podem ir embora, mas enquanto estiverem aqui, o atendimento tem que ser de qualidade”, finalizou o prefeito Júlio.

 

 

 

Prefeitos em Brasília

Os prefeitos alagoanos integram o grupo dos mais de 6 mil gestores que estão em Brasília na XXI Marcha em Defesa dos Municípios. Aberta pelo presidente Paulo Ziulkoski , que falou da necessidade da qualificação do pacto Federativo e dos avanços significativos ao longo dos últimos anos.

 

 

… Ao fazer um balanço de todas as edições das Marchas e de participação e encontro com presidentes da República ao longo destes anos, Ziulkoski destacou a participação da AMA, através do prefeito Fernando Sérgio Lyra, à época presidente da Associação, que cedeu seu escritório em Brasília, nos idos de 1997, para as reuniões que criaram o movimento.

 

 

… Ao presidente Temer, que participou da abertura, disse que os municípios estão pagando R$ 60 bilhões por ano para sustentar esses programas criados pelo governo federal.

 

… Lembrou que a Marcha faz parte de um processo de reconhecimento aos municípios, “de termos uma pauta junto ao Congresso. E esse é o grande ganho da Marcha. Não precisa ir bater panela na frente do Congresso, o presidente vem até aqui. Hoje o Congresso vem pra cá. Significa o respeito que conseguimos”.