Sérgio Toledo

24 de maio de 2018

Ainda sobre os “pardais”.

Foi divulgada na mídia a relação de multas aplicadas pelos pardais quando funcionavam. Apesar de a justiça ter calado os radares o clamor de suas vozes é bastante ensurdecedor.
Ou seja: as irregularidades praticadas pelos motoristas são de um nível que pode levar a acidentes com vítimas fatais, vítimas que ficarão deficientes em cima de uma cama, deficientes para o trabalho e outras coisas mais.
Mais de duzentas mil multas.
Mais de dezessete mil avanços de sinal. Ultrapassagem de sinal na cor vermelha!
Mais de duas mil infrações por desrespeito a faixa de pedestre. Você que dirige também é pedestre e pode ser atropelado até na faixa de pedestre.
Mais de duzentas mil multas por excesso de velocidade! Ou seja, ninguém quer respeitar as placas de sinalização, pois cada um faz o seu limite de velocidade. Os especialistas em engenharia de trânsito são uns “despreparados”. Os motoristas alagoanos são os “tampas” em trânsito.
Não consigo entender por mais que queira ser o “tampa” em engenharia de tráfego, como os senhores e senhoras que lidam com a lei, assumem o risco de provocarem mais e mais acidentes com vítimas no trânsito de nossa capital calando os pardais!