Flávio Gomes

12 de maio de 2018

Injustiça tributária

Do economista Celso Luiz Tracco: “Imposto tem uma essência positiva, como mecanismo de redistribuição de renda, visando uma maior justiça social. Aqueles que possuem mais, renda e patrimônio, deveriam pagar mais, em relação aos que têm menos, desse modo subsidiando as necessidades dos mais pobres como: educação, saúde, moradia, segurança, transporte, saneamento básico. Mas aqui, não é isso que acontece. No Brasil, além de se pagar muito em geral, o pobre paga proporcionalmente mais do que o rico, outra injustiça social. Isto se deve a que a estrutura fiscal no Brasil taxa mais a produção, o trabalho e o consumo, quando deveria taxar mais a renda e o patrimônio. O pobre paga mais porque praticamente toda a sua renda está comprometida com necessidades essenciais: moradia, alimentação, transporte, vestuário, bens e serviços que embutem imposto indireto, assim, a cada 4 pratos de comida, por mais simples que seja, 1 vai para o governo. Podemos dizer que a classe dos mais necessitados vive em uma condição servil e de semiescravidão e que o sistema fiscal é o responsável. Para atender aos gastos sempre crescentes da máquina pública, executivo, legislativo, judiciário, empresas estatais, os ‘senhores feudais de plantão’, não importando a ideologia política, só conhecem um caminho: aumentar impostos, infelicitando os brasileiros e impedindo um real crescimento econômico e uma melhor condição de vida.”

TV Mar

Rodrigo Cunha, agora pré-candidato a senador pelo PSDB, e Basile Christopoulos, pré-candidato a governador pelo PSOL, são os entrevistados do programa “Conjuntura”, na próxima 2ª feira, 14, 9h30m, ao vivo, pela TV Mar, canal 25 da Net. O programa será exibido, também ao vivo, pela gazetaweb.com, com reprises.

Resignação

De modo geral, a decisão do deputado Rodrigo Cunha de concorrer ao Senado, e não ao governo, deixou uma sensação de frustração na maior parte do seu eleitorado. Apesar de as manifestações pelas redes sociais serem de respeito à posição assumida por ele. Algo do tipo “somente ele sabe as razões da posição assumida”.

Opostos

O maior beneficiado com a decisão de Rodrigo Cunha é o governador Renan Filho, que mantém situação extremamente favorável na disputa pela reeleição. O mais prejudicado é o senador Benedito de Lira. Que, a propósito, não se manifestou a respeito, assim como ocorreu com a desistência de Rui Palmeira disputar o governo.

Decisão

O prefeito Rui Palmeira agora terá de escolher dois, dentre três candidatos ao Senado. É que tanto Benedito de Lira quanto Rodrigo Cunha e Maurício Quintella tiveram uma participação importante nas suas duas eleições. A não ser que Maurício, hoje aliado dos Renans, confirme a devolução das duas secretarias da prefeitura.

Cobrança

O senador Renan Calheiros, alvo de 11 investigações, defende o ministro Dias Toffoli, que é favorável à ampliação de restrição do foro privilegiado: “Todo mundo tem de se submeter a investigação, o Ministério Público e o Judiciário também, sobretudo quando pairam dúvidas sobre suas atuações. Não vão investigar o Janot?”

Bastidores

Kléverson Levy, site “Cada Minuto”: “Há rumores dos bastidores – lá nos escritórios da política – dando conta de que o senador Fernando Collor (PTC) estaria com ‘ânimo’ para participar do processo eleitoral deste ano, em Alagoas. Collor, por outro lado, não se manifestou – ainda – a respeito da eleição de 2018 nas terras de caetés e marechais.

Opinião

Ministro Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, sobre a decisão de não concorrer à Presidência da República: “A previsão de que eu já estava mergulhado na campanha vinha de gente que não falava comigo. Minha disposição para disputar era pequena. Não tenho, nunca tive essa ambição por poder.”

* Ocorreu ontem o falecimento do professor Élcio de Gusmão Verçosa, que atuou em diversas instituições de ensino em Alagoas. O sepultamento será neste sábado, às 10 horas da manhã, no Parque das Flores, onde o corpo está sendo velado.

 

* O engenheiro e escritor Alberto Rostand Lanverly, presidente da Academia Alagoana de Letras, recebe na próxima 2ª feira, às 15 horas, a Comenda Ledo Ivo, concedida pela Assembleia Legislativa, por proposta do deputado estadual Francisco Holanda.

*O Museu de História Natural da Ufal realiza, neste sábado, a 17ª edição do Fim de Semana no Museu. O evento acontece na sede do MHN, na Praça da Faculdade. As atividades, gratuitas e para todas as idades, são das 9 às 12 horas e das 14 às 17h30.

 

*A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo promove, na 2ª feira, o II Fórum da Mineração de Alagoas, no auditório da Federação das Indústrias, das 8h30m às 12 horas. Iniciativa da própria Sedetur, em parceria com o Sebrae,

* A Diteal elaborou uma programação especial para celebrar o Dia Alagoano do Teatro. As apresentações vão de 2ª feira, 14, a 20 de maio. A programação começa com a peça “A Mulher Braba”, da Companhia La Casa, às 16h30m, na Praça Deodoro.

* O Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas promove neste sábado a 43ª edição do Curso de Iniciação à Astronomia. A atividade tem o objetivo de fornecer conhecimento sobre astronomia. Na Usina de Ciência da Ufal, Rua Aristeu de Andrade, Farol.

*O CSA recebe neste sábado o Boa Esporte, 16h30m, no Trapichão, pela Série B do Brasileiro. Jogos pela Série D, todos domingo, 16 horas: Central x ASA, Santa Rita x Vitória da Conquista (BA) e Fluminense de Feira de Santana (BA) x Murici.

*FELIZ DIA DAS MÃES.

 

“Ousadia para superar o velho e fazermos brotar o novo”

Rodrigo Cunha

Deputado estadual do PSDB, ao definir as propostas da sua candidatura ao Senado