Sérgio Toledo

4 de abril de 2018

Mais um dia D.

Hoje à tarde o Brasil terá mais um dia D.
Os brasileiros que são corretos e primam pela honestidade em suas atitudes não só no público como no privado, estão de olho no julgamento a ser realizado pelo STF (supremo tribunal federal).
Todos são iguais diante das leis! Será? Todos, menos os que possuem a capacidade de ludibriar, contratar a peso de ouro advogados “inteligentes e famosos” para sua defesa.
Assim é que, segundo a imprensa, a lei da prisão após julgamento na segunda estância teve inicio devido a um crime de agressão a bala que chegou a prescrição, tendo grande repercussão.
Acredito que os membros do STF serão cuidadosos e farão a leitura do que é correto para todos e não para uma “cambada” de desocupados e ludibriadores da boa fé dos brasileiros.
Entendo que os membros do STF terão grandes dificuldades porque na sua grande maioria foram elevados a ministro da casa citada por quem tem interesse no julgamento.
Um grande passo terá que ser dado além do resultado do julgamento. É que os ministros dos tribunais em todo o Brasil terão que ser concursados! Claro, com concursos honestos!
Ora, por mais honesto que seja o ser humano, sendo nomeado para um cargo de juiz, onde irá julgar parentes, aderentes ou mesmo o seu indicador, como ficará? O mais lógico seria colocar seu impedimento para julgar.