Blog do Dresch

27 de fevereiro de 2018

Governador visita obras do chalé que hospedou Getúlio Vargas

As obras de restauração do conhecido Chalé dos Loureiros, em Penedo, receberam a vista ontem, do governador Renan Filho e do superintendente do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Mário Aloísio. A mansão está sendo restaurada para abrigar o Museu do Homem do São Francisco. Foi este mesmo casarão que, em 1931, hospedou o então Presidente da República, Getúlio Vargas, quando visitou a cidade de Penedo. A restauração do prédio deve estar concluída até agosto deste ano. O custo dos serviços é de R$ 3,5 milhões. O Chalé foi construído pelo engenheiro Joaquim Loureiro há quase um século, e atualmente pertence à Fundação Casa do Penedo, que administrará o Museu.

Alerta para desastres

Alagoas e os demais estados do Nordeste, e também da região Norte já podem contar com o serviço do sistema de alerta de desastres naturais, via mensagem de texto (SMS). Este sistema tem como objetivo prevenir e orientar as pessoas quanto aos procedimentos que devem ser adotados diante do risco de inundações, alagamentos, temporais ou deslizamentos de terra entre outras ocorrências. A implantação é responsabilidade da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em parceria com a Defesa Civil dos estados e com o apoio das empresas de telecomunicações. O sistema envia o alerta por mensagens de texto para os celulares, em caso de iminência de um desastre natural. O envio das mensagens ficará a cargo do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e Defesa Civil dos estados e municípios. O cadastramento pode ser feito quando a população receber a mensagem: “Defesa Civil informa: um novo serviço de envio de SMS gratuito de alertas de risco e desastres. Para se cadastrar responda para 40199 com o CEP de interesse”.

Gratuidade pela internet

O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação lançou um portal exclusivo pela internet para usuários do Programa Passe Livre, que assegura a pessoas com deficiência e de baixa renda o direito da gratuidade no transporte rodoviário interestadual. O cartão que dá acesso ao benefício, em vigor há cinco anos, somente podia ser solicitado com o envio de um formulário e de documentação pelos Correios. Com a nova funcionalidade, que está adaptada aos principais padrões de acessibilidade na rede, atuais beneficiários e pessoas que tem direito de inclusão no Programa, poderão fazer a adesão ou a renovação online. O andamento do pedido poderá ser acompanhando no site.

Gratuidade pela internet 2

Atualmente o Passe Livre beneficia 200 mil brasileiros, mas o potencial é para atender a pelo menos 2,5 milhões de pessoas, segundo estimativas do cadastro de Benefício da Prestação Continuada (BPC) do Ministério da Previdência Social. Têm direito a solicitar a gratuidade portadores de deficiência física, mental, auditiva, visual, múltipla, com ostomia ou doença renal crônica e cuja renda da família seja de no máximo um salário mínimo por pessoa. O Ministério dos Transportes diz que emite cerca de 8 mil cartões do programa por mês.

Todo dia a mesma noite

Um livro repleto de dor, de perda e de memórias com uma narrativa emocionante de um dos momentos mais difíceis da sociedade brasileira. O livro “Todo dia a mesma noite” escrito pela jornalista Daniela Arbex busca a história não contada da boate Kiss, como indica o subtítulo e traz a história recontada da tragédia da noite de 27 de janeiro de 2013, quando um incêndio ceifou a vida de 242 jovens. A obra traz a memória de familiares e amigos das vítimas, assim como de funcionários de saúde que trabalharam incessantemente durante os dias, semanas e meses que se seguiram ao incêndio que destruiu a boate no centro da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Todo dia a mesma noite 2

O livro trata também sobre os sentimentos de familiares que não foram poupados depois da tragédia. A impunidade, a saudade, as histórias de mães, pais, filhos, irmãos, avós que continuaram existindo e sofrendo com a tragédia e ainda impactados pelo choque daquela noite. A jornalista Daniela Arbex buscou o testemunho do começo do incêndio, visto, interpretado e sentido por quem estava no interior da boate, como os que estavam do lado de fora e até mesmo sentimento dos profissionais do SAMU, quando receberam os primeiros chamados. O livro nos remete a uma tragédia que marcou o destino de toda uma comunidade.

A corrupção só aumenta

O Brasil caiu 17 posições no Índice de Percepção da Corrupção (IPC), publicado pela Transparência Internacional. De um total de 180 nações analisadas no relatório de 2017, o país despencou para a 96º colocação no ranking global contra a 79ª posição da pesquisa anterior. O índice brasileiro caiu de 40 para 37 pontos, numa escala em que zero significa alta percepção de corrupção e 100 representa elevada percepção de integridade. Qualquer nota abaixo de 50 mostra que o país está falhando no combate à corrupção. Assim o Brasil está junto a países como Colômbia, Indonésia, Panamá, Peru, Tailândia e Zâmbia e atrás de Timor Leste, Sri Lanka, Burkina Faso, Ruanda e Arábia Saudita.

 

 

  • Dirigir acima da velocidade permitida foi a infração mais registrada no município de Maceió em 2017. Segundo estatística divulgada pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito, houve cerca de 30 mil casos com excesso de 20% até 50% da velocidade sinalizada na via.
  • Transitar na faixa exclusiva de ônibus (a chamada faixa azul) também faz parte das infrações mais cometidas em Maceió; Mais de 20 mil veículos foram autuados pela infração. Também milhares de motoristas foram multados por falarem ao celular e dirigirem.
  • O avanço do sinal vermelho resultou em 6.700 autuações. É uma das infrações mais corriqueiras do trânsito, sendo ainda a maior causa de colisões transversais.
  • Por outro lado, as multas por estacionamento em local inadequado atingiram mais de 10 mil veículos, flagrados estacionados em local ou horário proibido, além de outros 5.400 estacionados no passeio público.