Roberto Baia

19 de janeiro de 2018

Célia em Traipu

O prefeito de Traipu, Eduardo Tavares, recebeu, em seu gabinete, a visita da ex-prefeita de Arapiraca, Célia Rocha. Para Tavares, a conversa foi proveitosa e mostrou que a ex-prefeita arapiraquense está preocupada com problemas regionais e do Estado.

“Ela é cheia de ideias magníficas. Foi uma ótima manhã e aproveitei a oportunidade para lhe mostrar a cidade. Ela ficou encantada com a beleza e com a limpeza de Traipu”, disse o prefeito.

De volta à prisão

Por determinação do desembargador João Luiz Azevedo Lessa, o prefeito de Campo Grande, Arnaldo Higino, retornou a prisão.

Higino tinha sido preso em flagrante no dia 24 de novembro de 2017, por suposta prática de corrupção e teve a prisão substituída, em dezembro de 2017, durante plantão judiciário, por medidas cautelares alternativas.

Em sua decisão, o desembargador destacou que além deste processo, Arnaldo Higino também responde a outras ações penais, que apuram eventual prática de crime de peculato, furto qualificado, ação de improbidade administrativa e é investigado em um inquérito policial.

Propina

Vale lembrar que Arnaldo Higino Lessa foi preso em flagrante, em novembro de 2017, no momento em que recebia parte de valores desviados dos cofres públicos por meio de esquema criminoso.

De acordo com o depoimento de um empresário, que colaborou com o MP, não foi à primeira vez que ele precisou dar propinas a Arnaldo Higino, que, segundo a testemunha, solicitava-as com frequência, nas transações referentes à emissão de notas fraudulentas para saques de quantias destinadas ao Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE).

Suspendeu o décimo

Ao solicitar a reconsideração da decisão que libertou Arnaldo Higino, o Ministério Público Estadual (MP/AL) alegou que as medidas alternativas impostas não seriam eficazes. O órgão ministerial informou que, logo após ter a liberdade concedida, o prefeito, mesmo afastado, suspendeu o pagamento do 13º salário dos servidores, ocasionando a paralisação das atividades do município.

Estava no comando

Em sua decisão o desembargador João Luiz Lessa disse que “como se não fosse suficiente, há um fato novo, noticiado pela Procuradoria Geral de Justiça, informando que, tão logo beneficiado pela substituição da prisão preventiva por medidas cautelares alternativas, em razão de decisão monocrática prolatada em plantão judiciário, Arnaldo Higino permaneceu no comando – pelo menos de fato – da Prefeitura de Campo Grande”.

Também foi preso

A polícia prendeu na noite de quarta-feira (18), o ex-prefeito de Campo Grande, Miguel Higino, sobrinho do atual prefeito Arnaldo Higino. No momento da prisão ele estava em uma loja de conveniência de um posto de combustíveis que fica no bairro Brasília, em Arapiraca, Agreste de Alagoas. Após pedido do Ministério Público do Estado de Alagoas  (MPE/AL), por meio da Promotoria de justiça de Girau do Ponciano e apoio investigativo do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas  (Gecoc) e do Gaesf, militares do 3º Batalhão de Arapiraca cumpriram o mandado de prisão.

 

Em maus lençóis

Ao que parece, o ex-prefeito de Maragogi, Marcos Madeira, está em maus lençóis. O fato é que o Ministério Público Federal (MPF) em Alagoas ingressou com ação de improbidade administrativa contra ele, por danos aos cofres públicos que chegam a um montante de R$ 1.829.370,00.

De quebra, a ação também “contempla” o empresário Roberto da Graça Lopes, sócio da empresa Premium Construções LTDA também é alvo da ação.

 

A acusação

Entre os anos de 2005 e 2006, o ex-gestor celebrou dois convênios distintos com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), para a implantação de infraestrutura básica e recuperação de estradas em projetos de assentamentos. O segundo convênio ainda consistia na perfuração de poços, com a instalação de sistemas de abastecimento de água.

Está firme

Quem acredita que Célia Rocha, após perder o comando  da Prefeitura de Arapiraca, estava politicamente acabada, parece que se enganou. Pré-candidata a deputada estadual nas eleições deste ano, Célia, ao lado do senador Fernando Collor de Melo, inaugura, às 10h desta sexta-feira, o diretório do Partido Trabalhista Cristão (PTC), no qual ela é a presidente.

A sede, localizada na Rua São Francisco, nº 764, no Centro, de Arapiraca e conta com salas para diretoria e assessorias, além de espaços para os movimentos do partido, que devem ser lançados em breve, como PTC Jovem e PTC Mulher

 

Unindo esforços

As representações regionais da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Secretaria de Aquicultura e Pesca do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) estão unindo esforços para futuras parcerias e investimentos em Alagoas. Entre as iniciativas conjuntas que estão sendo discutidas pelos órgãos do Governo Federal estão ações para estruturação da pesca artesanal e para apoio às produções aquícolas como a piscicultura e a maricultura, além de dragagem em trechos da lagoa Mundaú.

… Segundo o superintendente federal do Mapa em Alagoas, Alay Correia, já existe uma parceria da Codevasf com o ministério para o desenvolvimento agropecuário de Alagoas.

… “Já existe um programa de apoio à produção que presta assistência técnica nos projetos de irrigação da Codevasf. Com isso, nós fazemos a interface com as ações da Codevasf. Vejo essa parceria como uma oportunidade de fortalecer a presença do Governo Federal em Alagoas e fortalecer o desenvolvimento do estado. Mapa, Codevasf e a Secretaria de Pesca e Aquicultura possuem afinidades de ações que podem resultar em benefícios para toda a população alagoana”, explicou.

… Já para o coordenador regional da Secretaria de Pesca e Aquicultura do MDIC em Alagoas, Carlos Ronalsa, existe uma grande necessidade de união e parceria entre os órgãos públicos para execução de ações que possam impulsionar a economia local.