Edmilson Teixeira

22 de fevereiro de 2017

Igaci em festa

Prefeito Oliveiro Piancó (PMDB) comandará durante o dia de hoje, uma série de inaugurações em Igaci, onde é aguardada a presença do governador Renan Filho (PMDB). São pontes, reforma de escolas e acompanhamento das obras de saneamento básico, que se intensificam por todos os lados, a fim de  garantir 100% em toda parte urbana até o final do ano. Mas, o grosso de hoje, fica por conta da inauguração do trecho rodoviário que dá acesso ao Centro da cidade, razão da ida do chefe maior do Executivo alagoano.   

Capela

É  agravante a situação da falta d’água em Capela. “A Casal no mês passado teria anunciado aqui em nossa cidade, inclusive com a presença do governador Renan Filho, investimento para incrementar seus serviços de abastecimento, mas, certamente por conta das obras, que já estão em andamento a situação se agravou ainda mais nas torneiras. Aqui em casa, por exemplo, estou há mais de 20 dias sem receber água; e por todo canto só se houve lamentações” disse a moradora Regiane Teixeira, clamando para que a Casal invista em carro pipa, a fim de resolver o problema.     

Atalaia – Carnaval

Crise financeira nos cofres da Prefeitura, escassez de água na cidade e a desenfreada onda de violência na região; tudo isso motivou o MPE/AL a interferir no Carnaval de Atalaia. Para tanto foi assinado um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) entre o órgão e  o prefeito, dotado de uma série de limitações. Na verdade o documento invocou o folião atalaiense, que habitualmente curtia o período de momo de forma desenfreada e sem ter hora alguma de encerrar. Os blocos só poderão realizar seus desfiles das 8h às 21h. Os foliões ainda terão uma hora a mais para dispersão.  

Atalaia – precaução


“Sei que Carnaval é aquela festa que todo mundo gosta de curtir sem a preocupação com o horário, mas o MP/AL e a PM estão muitos preocupados com a pequena disponibilidade de homens para  segurança. Sabemos que tradicionalmente o nosso Carnaval  sempre foi pacato, porém foi analisado  os índices recentes e constataram um aumento na violência. Sei que muita gente fica chateada, mas é uma questão de precaução”, comentou o prefeito Chico Vigário (PMDB), junto com os dirigentes de Blocos.

Murici

É tão agravante a situação da falta d’água em Murici, que neste Carnaval os foliões do Bloco Azul estão proibidos de adotarem a tradicional prática do mela-mela. A determinação foi da Justiça, entendendo as dificuldades que enfrentam os muricienses com a escassez de água por toda parte. O bom é que a medida foi acatada por todos. “O grande problema é água para o banho de milhares de pessoas e limpar a cidade no dia seguinte”, disse o prefeito Olavo Neto (PMDB).   

Pindoba Belo Monte

Dos 102 municípios alagoanos, apenas Pindoba e Belo Monte continuam na Idade da Pedra. É que essas duas cidades não dispõem de acesso por rodovia asfaltada. Seus moradores têm enfrentado ao longo de toda sua vida, quilômetros de estradas de barro, a fim de alcançar um caminho decente. A boa notícia é que o senador Renan Calheiros (PMDB) teria anunciado  esta semana, que já existe um esforço político conjunto, no sentido de lutar para a liberação de verba, a fim de atender  a esse grande desafio.      

Cajueiro

Já estamos entrando para o terceiro mês do ano e o prefeito de Cajueiro, Palmery Neto (PMDB) ainda não deu as caras na Associação dos Municípios Alagoanos(AMA). Inclusive ele foi um dos únicos que não compareceu no dia 30, data da eleição, em que Hugo Wanderley (PMDB) prefeito de Cacimbinhas, teria sido eleito presidente da Casa. Detalhe é que Palmery que retornou para um terceiro mandato à frente da Prefeitura de Cajueiro chegou a ser presidente da AMA, durante seus dois últimos anos da gestão anterior.  

Santana do Ipanema

Na tarde de segunda-feira, um forte temporal tomou conta de Santana do Ipanema. Foram mais de 40 minutos de chuva, trovão e relâmpago. Moradores que residem na zona rural, sobretudo em todo o trajeto do riacho Gravatá, comemoram a presença divina, sobretudo jorrando água para todos. O evento da natureza contemplou principalmente as famílias que possuem cisternas  e barreiros para a criação de animais.

Mata Grande 

Politicamente a família Brandão continua deitando e rolando em Mata Grande. Vejam só: a vereadora Diana Brandão (PP) bem não assumiu o cargo, resolveu se afastar de suas funções, a fim de ocupar uma Secretaria que foi criada pelo próprio primo, o ex-prefeito Jacob Brandão,  que pretendia permanecer dentro do governo como secretário, já que o atual prefeito Erivaldo Mandú (PP), é cria sua e foi seu vice, na gestão passada. Pois bem, o Jacob não é mais secretário, alegando se dedicar agora a projetos pessoais; e o suplente de vereador que vai ocupar a vaga da Diana, é Teomar Brandão (PP), que ficou na 12º posição na contagem geral, com 548 votos.  


Mata Grande – contra mão 

A questão agora é saber o futuro político da vereadora Diana Brandão, eleita como terceira colocada com 728 votos. Pois bem; ela é formada em Biometria pela Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa, órgão que continua estudando, mas agora no curso de Medicina, razão que certamente lhe impossibilitará  de prestar serviços em sua terra natal. O zunzunzum que toma conta da cidade é de que a bancada da oposição (seis, que é a maioria) vai pegar no pé dela, caso a mesma não cumpra seus deveres de secretária municipal, função que exige do gestor está presente no dia-a-dia.

Salário

Já o presidente da Câmara de Mata Grande, vereador  Rodolfo Izidoro (PMDB) tomou conhecimento de que Diana optou pelo salário da Casa Parlamentar, que é de R$ 2.850; e não o de secretária que é de R$ 2.500. Nesse caso; ele vai sondar, conforme revelou ao blog do jornalista Jota Silva, a questão de como a Câmara manterá 12 vereadores a partir de então, até porque, segundo ele, o suplente Teomar ainda não tomou posse.