Flávio Gomes

8 de fevereiro de 2017

A escolha errada

Míriam Leitão, jornalista, em “O Globo”, sobre o futuro ministro do STF: “É natural a escolha de uma pessoa com quem o presidente ou seu grupo no poder têm mais afinidade. Mas teria que ser uma identidade mais sutil e não tão explícita quanto a do ministro Alexandre de Moraes. Pode-se argumentar que o ministro Edson Fachin foi acusado de partidarismo antes de assumir, mas se portou como um magistrado. Não há garantia de que isso se repita. O Brasil viu outros momentos em que ministros do STF exibiram sua lealdade aos grupos que o indicaram. O ministro Ricardo Lewandowski não escondeu, ao longo do julgamento do mensalão, que tinha um lado. Começou combatendo a estratégia de apresentação do voto do então ministro Joaquim Barbosa e não parou mais durante todo o julgamento. No comando do impeachment no Congresso, tomou decisões impressionantes: considerou que o procurador de contas junto ao TCU era suspeito e portanto não poderia ser testemunha. E julgou que o ex-ministro do governo Dilma, autor de uma das pedaladas, Nelson Barbosa, era isento o bastante para ser testemunha. E no final conseguiu a proeza de preservar os direitos políticos da presidente condenada por crime de responsabilidade. Esses casos mostram que a escolha para ministro do STF pode ter um peso enorme em futuras decisões do país…”

Novo tom

Ao “Valor Econômico” o secretário da Fazenda, George Santoro, disse que o Estado não teria como dar reajuste de salário aos servidores este ano. Em entrevista a Oscar de Melo, no “Cidade Alerta” da TV Pajuçara, mudou a informação: “Estudos serão apresentados ao governador para que sejam iniciadas as conversas com os servidores”.

Barbas de molho 

Depois do acontecido na eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa ficou bem evidente que Renan Filho vai precisar mudar sua relação com os deputados estaduais. Um passo importante é a escolha do líder do governo na ALE. Tem de ser alguém de trato fácil com as várias correntes da casa.

Águas passadas

No ano passado, o então presidente do Senado, Renan Calheiros, foi contundente em declarações sobre Alexandre de Moraes. Dentre as expressões, referiu-se ao agora indicado ministro do STF como “chefete de polícia”, além de dizer que ele “Dá bom dia a cavalo”. Moraes é indicação do PSDB e do PMDB de Renan.

Argumento 

Do senador Benedito de Lira (PP/AL), ao defender a reforma da Previdência: “Se não tomarmos as providências hoje, amanhã não há Previdência Social. A população vai ter que entender que a necessidade é agora ou jamais acontecerá. Se você não tiver coragem para tomar as decisões, ao invés de vir para o Congresso, vá para casa.”

Avanço 

O presidente do TRE/AL, desembargador José Carlos Malta Marques, conseguiu aproximar mais o tribunal do cidadão. É que o atendimento no Fórum Eleitoral de Maceió, na Gruta de Lourdes, de 2ª a 6ª feiras, das 7h30m às 13h30m, ganha reforço com o atendimento na Central Já! do shopping Maceió, das 8 às 17 horas.

Custo político

A Prefeitura de Maceió iniciou a implantação da Zona Azul para estacionamento e vai, em março, retomar o funcionamento de pardais eletrônicos em algumas das principais vias da cidade. Duas medidas tecnicamente corretas, mas politicamente muito ruins e que certamente afetarão a imagem do prefeito Rui Palmeira.

Imoralidade

Cláudio Humberto Rosa e Silva, sobre Alexandre de Moraes, ex advogado de Eduardo Cunha: “O escolhido assumirá no STF na condição de ministro revisor de processos da Lava Jato e processos em que Eduardo Cunha figura como réu. Assim, o ex-deputado terá seu advogado como ministro-revisor dos processos.”

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva requereu ao Supremo Tribunal Federal que corrija o que chama “erro histórico” e o reconheça como ex-ministro da Casa Civil. Coisa desocupado, que anda procurando um “lavado de roupa” para se entreter.

* A Sedetur iniciou seleção de 10 artesãos ou entidades do Estado interessados em participar do 9º Salão do Artesanato, que será realizado em Brasília, entre os dias 29 de março e 02 de abril. As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de fevereiro,.

*A Pró-reitoria de Extensão e a Faculdade de Letras da Ufal recebe, só até hoje, inscrições para cursos de idiomas oferecidos pela Casa de Cultura do Espaço Cultural. São 20 vagas por turma nos cursos de alemão, espanhol, francês, inglês, português e libras.

* A Pró-reitoria Estudantil da Ufal abriu processo seletivo para 10 vagas de bolsistas instrutores para o Centro de Inclusão Digital, no Campus A. C. Simões. As inscrições são presenciais e devem ser realizadas até 2ª feira, 13 de fevereiro, na Sala 2 da Proest.

 

* O Sine Maceió está com 37 vagas abertas para as áreas de saúde, telemarketing e vendas. Os interessados devem levar seus currículos para o posto de atendimento da Prefeitura, na Rua Barão de Anadia, ao lado da estação ferroviária, no Centro.

*A Diretoria de Teatros de Alagoas,em parceria com Edner Pimentel, técnico de iluminação do Teatro Deodoro, promove a “Oficina de Iluminação Cênica” entre os dias 6 e 10 de março, no Teatro de Arena. Para participar é preciso se inscrever até o dia 23.

*Os clubes alagoanos estreiam hoje na Copa do Brasil. Em Araraquara, às 19h30m, Ferroviária x ASA; em Teresina, Altos/PI x CRB, 20h30m. Copa do Brasil; no Trapichão, CSA X Sport Recife, às 21h30m. O CSA tem de vencer; CRB e ASA bastam empatar.

 

“Até agora o Executivo e o Congresso não deram uma contribuição tão grande para acabar com a corrupção”

Sérgio Moro

Juiz federal