Edmilson Teixeira

31 de janeiro de 2017

Ministro na eleição da Ama

Ontem, o ministro do Turismo, Marx Beltrão foi prestigiar a eleição da AMAonde   Hugo Wanderlei (PMDB), prefeito de Cacimbinhas, teria sido eleito presidente daquela entidade. O jovem de apenas 33 anos de idade, logo após ser eleito prefeito de seu município, em outubro passado, afirmara que o próximo desafio seria comandar a AMA, sonho que foi concretizado como o amplo apoio dos prefeitos, uma vez que sua candidatura não enfrentou concorrência, o que levou a um consenso entre todos os associados da entidade. Hugo esteve até o ano passado à frente da Uveal, órgão dos vereadores alagoanos, que como parlamentar, chegou a dirigir durante alguns mandatos seguidos.  

 

Time  

 

Além de Hugo Wanderley, a nova diretoria da AMA agora é composta por: vice-presidente é o prefeito de Coruripe, Joaquim Beltrão, secretário Geral, Marcelo Lima (Quebrangulo), Primeiro Secretário, Júlio Cezar (Palmeira), Segunda Secretária, Emanuela Moura (B.S.Antônio), Primeiro Tesoureiro, Joãozinho Pereira (Teotônio) e Segundo Tesoureiro,  Rodrigo Valença (S.J da Laje).  

 

Atalaia

“A AMA é hoje uma unidade de serviço de grande valia para Alagoas, razão de estarmos sempre unidos, dentro de um propósito de trabalho, que visa fortalecer as ações dos municípios alagoanos, sobretudo nas esferas estadual e federal”, comentou ontem o prefeito de Atalaia, Chico Vigário, após votar na candidatura de Hugo Wanderley como presidente da AMA.

  

Dimensão

A AMA é hoje uma das mais importantes entidades do gênero do país. Seus dois últimos presidentes têm se destacado atualmente na luta em defesa do municipalismo e da autonomia municipal, razão que lhe garantiu como a única do Brasil, que tem dos representantes na atual Diretoria da Confederação Nacional dos Municípios; como são os casos dos ex-prefeitos de Pão de Açúcar e Jequiá da Praia, Jorge Dantas e  Marcelo Beltrão respectivamente.

 

Eleição UVEAL

 

Vereador por Coruripe, Edinho (PMDB) lançou ontem sem nome para concorrer à eleição da União dos Vereadores de Alagoas (Uveal). Disse que ganhou apoio do eleito ontem presidente da AMA, Hugo Wanderley com o aval do ministro do Turismo, Marx Beltrão. A eleição da Uveal será no mês de março e outro nome que aparece nesse embate, é o vereador por Murici, Anizão, que por sinal também é do PMDB.  

 

 


Porto Calvo

 

Agora em 2017 o projeto “Narrativas em Movimentos” estará desembarcando no histórico município de Porto Calvo. Com apoio do Banco Itaú, o projeto  pode ser definido como uma versão contemporânea das caravanas circenses, que na era pré-televisão, levavam entretenimento para as cidades do interior do Brasil. Além de Porto Calvo, outras cinco  cidades históricas de Alagoas já receberam esse projeto, propondo a criação de vídeos sobre lendas regionais, memórias familiares das pessoas locais.

Modelo

 

Os conteúdos do projeto Narrativas em Movimentos são projetados em prédios históricos e nos espaços públicos mais representativos para a comunidade, fortalecendo a visão do alagoano de sua terra e riqueza cultural. O projeto já passou por: Marechal Deodoro, União dos Palmares, Piranhas, Penedo e agora desembarca Porto Calvo.

 

 

 

 

Coqueiro Seco

 

Durante encontro com o secretário de Estado da Agricultura (Seagri), Álvaro Vasconcelos, a prefeita de Coqueiro Seco, Deceles Dâmaso, discutiu com o gestor da pasta sobre a implantação de projetos nas áreas da agricultura, pesca e aquicultura. As parcerias  de acordo com a solicitação da prefeita, vão beneficiar as famílias que vivem basicamente da pesca e da agricultura familiar. Além disso, a prefeita também pediu apoio para o Programa do Leite.

 

Coqueiro Seco II

 

“Para superar as dificuldades e resgatar a dignidade da população é necessário buscar ajuda junto ao governo, e estamos iniciando pela Seagri por entender a importância da pasta e o comprometimento do secretário Álvaro Vasconcelos pelo trabalho que vem desenvolvendo em Alagoas”, afirma a prefeita Deceles Dâmaso. Adiantou que a sua administração será voltada exclusivamente para beneficiar os menos favorecidos com ações nas áreas da educação, saúde, assistência social e também na piscicultura.

 

Satélite

 

“Seu entusiasmo e determinação, aliados às políticas públicas vão, seguramente, mudar os destinos de Coqueiro Seco e levar dignidade à população”, reconhece o secretário Álvaro Vasconcelos. Também no encontro, foi abordado o projeto que está sendo desenvolvimento entre Ufal, IMA e Seagri para o monitoramento via satélite da Lagoa Mundaú.

 

Palmeira

 

Durante este mês, Palmeira dos Índios registrou 260 casos de diarreia. E o principal motivo da doença pode estar relacionado à falta de chuvas e de água na região. Preocupado com a situação, o prefeito Júlio Cezar decretou situação de emergência no município e anunciou um plano de contingência, a ser realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, para o enfrentamento de um possível aumento nesses números de casos.

 

Estratégia

  

No plano, voltado para as doenças de veiculação hídrica, lá em Palmeira,  a exemplo de diarreias e as que são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, está incluído três pontos estratégicos: a ampliação de insumos, medicamentos e correlatos; o funcionamento pleno da Unidade da Criança como referência para as crianças com diarreia, e de três unidades de Saúde  que vão funcionar das 8h às 18h para atender pacientes com sintomas das doenças, e a garantia de atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e leitos no Hospital Santa Rita.